Recorda desde a divina matriz o real propósito a que vens AQUI e pelo qual AGORA te manifestas!

Enquanto um diz: Namastê, te saúdo e te reconheço como a sagrada divindade. Em outro lugar, o outro pulsa: In lake´sh, eu sou o outro em você a serviço planetário da compreensão, da aceitação, da cura, da libertação e da realização.

Aquele que tudo vê, nos inspira e responde: "Com visão e esperança danço e canto para o coração divino." Acredito que assim nasce o puro, verdadeiro e divino AMOR, nossa responsabilidade básica.

Aqui e agora é tudo que existe de ETERNO. Respiro e sinto o que simplesmente É e dentro dessa Eternidade, a lembrança IMORTAL: SOMOS UM na Divina Presença.

Seja uno com cada ser-elemento manifesto e a gratidão lhe conecta na fonte de amor e alegria infinita, paz e compaixão infinita, paciência e tolerância infinita.

No espelho do ser, o reflexo D´eus. A união do Todo se traduz num som... OM... AMEM... silêncio!

OM TAT SAT OM...

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Simplicidade e Devoção

“O corpo físico é um templo.
Cuide dele.



A mente é uma energia.
Coloque-a em ordem.


A mente é a projeção.
Revele-a.


Todo conhecimento é falso
se a alma não é experimentada no corpo.”
 
* * *
Na vida espiritual a pessoa se torna como uma criança - sem ressentimentos, sem apegos, cheia de vida e alegria.

Eu canto um hino jamais entoado por nenhuma outra voz... A Ti, Ó Espírito, eu não canto nenhuma ária intelectual, premeditada e disciplinada; somente a melodia espontânea do meu coração. A Ti não ofereço nenhuma flor de estufa, regada por emoções cuidadosas; somente as flores raras que crescem espontaneamente nos mais altos píncaros de minha alma.

Por que considerar importantes as coisas não essenciais? A maioria das pessoas se concentra no café da manhã, no almoço, no jantar, no trabalho, nas atividades sociais, etc. Simplifiquem a vida e coloquem a mente no Senhor.

Pensas que precisas disto e daquilo para ser feliz. Mas independentemente de quantos desejos sejam satisfeitos, jamais terás felicidade através deles. Quanto mais tiveres, mais haverás de querer. Aprende a viver com simplicidade.

O Senhor Krishna disse: "Está plena de satisfação a mente daquele cujos desejos fluem para dentro de si mesmo. Este homem é como um oceano imutável, mantido cheio até as bordas pelos rios constantemente ali desaguando. Aquele que abre furos de desejos no seu reservatório de paz, deixando escapar suas águas, não é um 'muni'(*)."

(*) muni: um monge que observa mauna, silêncio espiritual. A palavra sânscrita muni tem parentesco com a grega monos, "sozinho, único", da qual derivam as palavras inglesas monk (monge) e monism (monismo).

Deus provou que quando Ele está comigo todas as 'necessidades da vida' tornam-se desnecessárias. Nesse estado de consciência tu te tornas mais saudável do que a maioria das pessoas, mais alegre, mais próspero sob todos os aspectos. Não procure as pequeninas coisas, elas te desviarão de Deus. Começa imediatamente as tuas experiências: simplifica a vida e sê um rei.

Tudo tem seu lugar, mas não é bom quando você perde tempo à custa de sua verdadeira felicidade. Eu eliminei todas as atividades desnecessárias a fim de meditar e tentar conhecer Deus, de modo a poder estar dia e noite em Sua Divina Consciência.

Nós damos muita importância aos sentimentos, mesmo admitindo que o tipo correto de sentimento é muito agradável. Que importância tem o que você sente? Agüente a parte que lhe cabe, desde que esta seja a vontade de Deus. Aja corretamente, e no devido tempo o sentimento correto de paz e alegria virão.

É muito maravilhoso estar em sintonia com Deus e confiar implicitamente nEle, estando contente onde quer que Ele o coloque e o que quer que Ele lhe faça, aceitando tudo com humildade e devoção.

Desperte a devoção! Lembre-se das palavras de Jesus: "Pai, Tu ocultaste estas coisas aos eruditos e aos prudentes, e as revelaste aos pequeninos".

Deus diz: "Ao apelo devocional daquele filho que luta, ora e medita para Me conhecer em corpo, mente e alma como Alegria penetrante e sempre nova - como a Felicidade sempre crescente da meditação - Eu respondo silenciosa e profundamente."

O Conquistador de Corações deseja apenas o seu amor sincero. Ele é como uma criança: alguém pode oferecer a Ele toda a sua riqueza e Ele não aceitar; outro chora a Ele, "Oh Senhor, eu Te amo!" e para o coração de tal devoto Ele vai correndo.

Não busque Deus com segundas intenções, mas ore a Ele com devoção - devoção incondicional, orientada, firme. Quando seu amor por Ele for tão grande quanto o seu apego ao seu corpo mortal, Ele virá a você.

Lembre-se, em sua vontade está a vontade de Deus. No seu coração, você não precisa amar nada além de Deus, que é um Deus "ciumento". Se você O quiser, tem que ter a vontade para repelir de seu coração todo desejo, exceto o desejo por Ele.

A prece na qual sua alma está ardendo de desejo por Deus é a única prece efetiva. Você já orou assim alguma vez, sem dúvida; talvez quando desejou algo muito gravemente ou urgentemente precisou de dinheiro - então você incendiou o éter com seu desejo. É assim que você deve desejar Deus. Fale com Ele dia e noite; você verá que Ele responderá.

Ame-O, fale com Ele a cada segundo de sua vida, em atividade e em silêncio, com sentimento de profunda oração, com o desejo incessante de seu coração; e você verá a tela da ilusão se dissolver.

Ele, que está brincando de esconde-esconde na beleza de flores, nas almas, nas paixões nobres, nos sonhos, virá adiante e dirá: "Você e Eu temos estado separados por muito tempo, porque Eu desejei que você Me desse o seu amor com toda boa vontade. Você é feito à Minha imagem, e eu quis ver se você usaria sua liberdade para Me dar o seu amor".

Você não deve se concentrar no pensamento de que lhe falta devoção, mas deve esforçar-se para desenvolvê-la. Por que ficar triste pelo fato de que Deus não se apresentou a você? Pense no longo tempo que você O ignorou.

Medite mais; aprofunde-se... Mudando seus hábitos, você despertará em seu coração a lembrança do Ser maravilhoso que Ele é; e, conhecendo-O, não há dúvida de que você O amará.

O coração do verdadeiro devoto está sempre dizendo: "Meu Senhor, meu Senhor, eu não quero ser enlaçado no ilusório drama de Tua criação. Não desejo fazer parte dele, exceto para ajudar a estabelecer Teu templo nas almas dos homens. Meu coração, minha alma, meu corpo e mente - tudo pertence a Ti."

Tal devoção alcança Deus. Esse devoto conhece Deus.
Paramahamsa Yogananda

Nenhum comentário:

Postar um comentário