Recorda desde a divina matriz o real propósito a que vens AQUI e pelo qual AGORA te manifestas!

Enquanto um diz: Namastê, te saúdo e te reconheço como a sagrada divindade. Em outro lugar, o outro pulsa: In lake´sh, eu sou o outro em você a serviço planetário da compreensão, da aceitação, da cura, da libertação e da realização.

Aquele que tudo vê, nos inspira e responde: "Com visão e esperança danço e canto para o coração divino." Acredito que assim nasce o puro, verdadeiro e divino AMOR, nossa responsabilidade básica.

Aqui e agora é tudo que existe de ETERNO. Respiro e sinto o que simplesmente É e dentro dessa Eternidade, a lembrança IMORTAL: SOMOS UM na Divina Presença.

Seja uno com cada ser-elemento manifesto e a gratidão lhe conecta na fonte de amor e alegria infinita, paz e compaixão infinita, paciência e tolerância infinita.

No espelho do ser, o reflexo D´eus. A união do Todo se traduz num som... OM... AMEM... silêncio!

OM TAT SAT OM...

quinta-feira, 30 de abril de 2009

Sempre Eu mesma...


"O meu poema é a resposta
da alma ao apelo do universo. "Rabindranath Tagore



Não me dêem fórmulas certas,

porque eu não espero acertar sempre.

Não me mostrem o que esperam de mim,

porque vou seguir meu coração.

Não me façam ser quem não sou.

Não me convidem a ser igual,

por que sinceramente sou diferente.

Não sei amar pela metade.

Não sei viver de mentira.

Não sei voar de pés no chão.

Sou sempre eu mesma,

mas com certeza não serei a mesma pra sempre..."
(Clarice Lispector)

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Declaro-me vivo(a)!

"Amar deve ser tão normal para nós como viver e respirar, dia após dia, até a nossa morte. Para entender e praticar isso é preciso muita prece, do tipo que nos une a Deus e flui continuamente em direção aos outros."

"O fruto da prece é a fé; o fruto do amor é o serviço; o fruto do serviço é a paz."

"O fruto da prece é um coração puro, e um coração puro é livre para amar."

"Quanto mais eu ando pelo mundo, mais eu compreendo o quanto é necessário que façamos do trabalho uma oração, que façamos do trabalho a expressão do nosso amor por Deus em ação."

"Amar deve ser tão normal para nós como viver e respirar, dia após dia, até a nossa morte. Para entender e praticar isso é preciso muita prece, do tipo que nos une a Deus e flui continuamente em direção aos outros."
Madre Teresa de Calcutá, Tudo começa com a Prece


Saboreio cada momento. Antigamente me preocupava quando os outros falavam mal de mim.

Então fazia o que os outros queriam, e a minha consciência me censurava.

Entretanto, apesar do meu esforço para ser bem educado, alguém sempre me difamava.

Como agradeço a essas pessoas, que me ensinaram que a vida é apenas um cenário!

Desse momento em diante, atrevo-me a ser como EU SOU. A árvore anciã me ensinou que somos todos iguais. SOMOS TODOS UM.

Sou guerreiro(a): a minha espada é o amor, o meu escudo é o humor, o meu espaço é a coerência, o meu texto é a liberdade. Perdoem-me, se a minha felicidade é insuportável, mas não escolhi o bom senso comum.

Prefiro a imaginação dos índios, que tem embutida a inocência. É possível que tenhamos que ser apenas humanos.

Sem Amor nada tem sentido, sem Amor estamos perdidos, sem Amor corremos de novo o risco de estarmos caminhando de costas para a luz.

Por esta razão é muito importante que apenas o Amor inspire as nossas ações. Anseio que descubras a mensagem por detrás destas palavras; não sou um sábio, sou apenas um ser apaixonado pela vida. A melhor forma de despertar é deixando de questionar se nossas ações incomodam aqueles que dormem ao nosso lado.

A chegada não importa, o caminho e a meta são a mesma coisa.
Não precisamos correr para algum lugar, apenas dar cada passo com plena consciência. Quando somos maiores que aquilo que fazemos, nada pode nos desequilibrar.

Porém, quando permitimos que as coisas sejam maiores do que nós, o nosso desequilíbrio está garantido. É possível que sejamos apenas água fluindo; o caminho terá que ser feito por nós.

Porém, não permitas que o leito escravize o rio, ou então, em vez de um caminho, terás um cárcere. Amo a minha loucura que me vacina contra a estupidez.
Amo o amor que me imuniza contra a infelicidade que prolifera, infectando almas e atrofiando corações. As pessoas estão tão acostumadas com a infelicidade, que a sensação de felicidade lhes parece estranha.

As pessoas estão tão reprimidas, que a ternura espontânea as incomoda, e o amor lhes inspira desconfiança. A vida é um cântico à beleza, uma chamada à transparência.

Peço-lhes perdão, mas… DECLARO-ME VIVO(a)!!!

Chamalú ( Índio Quéchua )

domingo, 19 de abril de 2009

A última surpresa do místico Chinês




O riso é eterno, a vida é eterna, a celebração continua. Os atores mudam,mas a peça continua. As ondas se sucedem, mas o oceano continua.Você ri, você muda - e alguém mais ri -, mas o riso prossegue.


Você celebra, alguém mais celebra, mas a celebração continua. A existência é contínua, é um continuum. Não há um único momentode quebra nela. Nenhuma morte é a morte, porque cada morte abre uma nova porta, então é um começo.


Não há fim para a vida, há sempre um novo começo, uma ressurreição. Se você trocar sua tristeza por celebração, então também será capaz de trocar a morte por ressurreição. Aprenda essa arte enquanto há tempo.


Ouvi falar em três místicos chineses. Ninguém sabe seus nomes hoje, e nunca se soube quais eram seus nomes. Eram conhecidos apenas como "osTrês Santos Risonhos", porque nunca faziam nada além disso:eles riam.


Essas três pessoas eram realmente belas, rindo com suasbarrigas balançando. Era contagioso, pois os outros também começavam a rir.


Todos na praça do mercado começavam a rir. Poucos momentos antes era um lugar feio, onde as pessoas só pensavam em dinheiro, mas subitamente esses três loucos chegavam e mudavam a qualidade de todo o mercado. Agora todos haviam esquecido que tinhamido comprar e vender. Ninguém estava mais cheio de ganância.


Durante alguns segundos, um novo mundo se abriu. Viajavam por toda a China, indo de cidade em cidade, apenas para fazerem as pessoas rirem. Pessoas tristes, pessoas irritadas, gananciosas, invejosas,todas começavam a rir com eles.


E muitos encontravam a chave: você pode se transformar. Contudo, quando estavam em um vilarejo, um dos três morreu. As pessoas do vilarejo se reuniram e disseram: "Agora haverá problemas. Agora vamos ver como eles fazem para continuar rindo. O amigo deles morreu, eles têm que chorar." Mas, quando chegaram, os dois estavam dançando, rindo e celebrando a morte.


As pessoas disseram: "Isso é demais. Quando um homem morre, é profano rir e dançar." Eles responderam: "Durante toda avida rimos com ele. Como podemos lhe dar o último adeus com qualquer outra coisa? Temos que rir, temos que nos divertir, temos que celebrar. Esse é o único adeus possível para um homem que riu durante toda a sua vida. Não podemos pensar nele como um morto. Como o riso pode morrer, como a vida pode morrer?"


Então o corpo devia ser cremado e as pessoas do vilarejo disseram: "Vamos lhe dar um banho, como prescreve o ritual." Mas os dois amigos disseram: "Não, nosso amigo disse: 'Não executem nenhum ritual, não troquem minhas roupas e não me dêem um banho. Apenas me coloquem como estou na pira funerária.' Assim temos que sequir suas instruções."


Então, subitamente, houve um grande acontecimento. Quando o corpo foi colocado sobre o fogo, aquele velho homem havia pregado a última peça. Havia escondido muitos fogos sob suas roupas, e houve um festival de fogos!


Então todo o vilarejo começou a rir. Os dois amigos loucos estavam dançando, e logo todos estavam dançando também. Não era a morte, era uma nova vida.


Osho

terça-feira, 14 de abril de 2009

Fala-me de Amor...

"O amor verdadeiro existe no coração.
Este amor não pode ser pronunciado
nem expresso em palavras.
As palavras pertencem ao intelecto.
Não há amor nas palavras; só ego.
Vá além das palavras para chegar ao coração. "
Amma

 

Mais lindo que o admirar em contemplação, é o se integrar com tudo que há, quer seja um pingo de chuva ou raio de sol!




Grande Profeta fale-me do Amor
E ele ergueu a cabeça, olhou nos meus olhos, olhou para o céu. Mergulhado no silêncio de si mesmo falou com a voz plena e profunda...
Quando o Amor te chamar, pegue-o!

Embora seus caminhos sejam árduos e desafiantes

E quando Ele te envolver com suas asas, ceda!

Embora a espada oculta na sua plumagem possa ferir

E quando Ele falar, acredite!

Embora sua voz possa despedaçar seus sonhos como o vento devasta o jardim
Pois da mesma forma que o Amor coroa ele crucifica
E da mesma forma que ele te faz crescer ele cega
E da mesma forma que ele sobe a sua altura e acaricia seus mais delicados ramos que se embalam ao sol

Ele desce até as suas raízes e a sacode no seu apego a terra

Como feixes de trigo o Amor te aperta junto ao seu coração

Ele te debulha para expor a sua nudez

Ele te peneira para te libertar das palhas

Ele te amassa para te tornar maleável

Então, Ele te leva ao Fogo Sagrado e te transforma no pão místico do banquete Divino

Todas estas coisas o Amor fará contigo para que conheça os segredos do teu próprio coração, e assim, se converta no fragmento do coração da vida

Mas se o medo te faz buscar somente a paz do Amor, o gozo do amor, então, melhor seria cobrir sua nudez e abandonar-se no mundo sem estações, aonde se ri, mas não todos os risos e se chora, mas não todas as lágrimas

O Amor nada dá se não de si próprio

E nada recebe se não de si mesmo

O Amor não possui e não quer ser possuído

O Amor se basta no próprio Amor

Quando você Ama não diga Deus está no meu coração

Diga antes, eu estou no coração de Deus

E não imagine que possa dirigir o curso do Amor
Pois o Amor, se te achar digno, determinará ele mesmo seu próprio curso

O Amor não tem desejos se não o da própria realização

No entanto, você Amar e precisar ter desejos
Que sejam estes os teus desejos
De fluir no Amor e ser como um riacho que canta sua melodia para a noite
De conhecer a dor e sentir muita ternura

De cair ferido pela própria compreensão do Amor
De sangrar plena e alegremente
Acordar com o coração aberto e agradecido pelo novo dia de Amor
De descansar ao meio dia e meditar sobre o êxtase do Amor
De voltar para casa ao entardecer com Gratidão pelo Amor

E de adormecer com uma prece no coração para o Bem Amado
E nos lábios uma canção de bem aventurança

* * *
O Profeta - Khalil Gibran - "AMOR Fonte de Toda a Existência"

As Nove Respostas de um Sábio

"Se abandonou a esperança
 de alguma vez ser feliz, anime-se.
Jamais perca a esperança.
Sua alma, sendo um reflexo
do Espírito sempre jubiloso,
é, em essência, a própria felicidade. "

Paramahansa Yogananda, Meditações Metafísicas
 

01- Qual é a coisa mais antiga?
Deus, porque sempre tem existido.

02- Qual a coisa mais formosa?
O Universo, porque é obra de Deus.
03- Qual é a maior de todas as coisas?
O Espaço, porque contém o criador.

04- Qual é a coisa mais constante?
A esperança, porque permanece no homem depois que tudo o mais se foi.

05- Qual é a melhor de todas as coisas?
A virtude, porque sem ela não existe nada de bom.

06- Qual é a mais rápida de todas as coisas?
O pensamento, porque em menos de um minuto pode voar até o final do universo.

07- Qual é a mais forte de todas as coisas?
A necessidade, porque faz com que o homem enfrente todos os perigos da vida.

08- Qual é a mais fácil de todas as coisas?
Dar conselhos.

09- Qual é a mais difícil de todas as coisas?
Conhecer-se a sí mesmo.

Tales de Mileto (625 a.C.- 547 a. C.)Fundador da Escola Jônica, considerado um dos sete sábios da Grécia

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Viajar é preciso... ao interior!

"Há um tempo
em que é preciso abandonar as roupas usadas,
que já tem a forma do nosso corpo,
e esquecer os nossos caminhos,
que nos levam sempre aos mesmos lugares.
É o tempo da travessia:
e, se não ousarmos fazê-la,
teremos ficado, para sempre,
à margem de nós mesmos."
Fernando Pessoa





"Um homem precisa viajar.

Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou tv. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor.

Conhecer o frio para desfrutar do calor. E o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver".

Mar sem fim (Amyr Klink)
Veja que lindo em http://br.youtube.com/watch?v=w-vu_i0XfT8

Viagem ao arco-íris do SER!

OM TAT SAT OM

domingo, 12 de abril de 2009

Mensagem de Páscoa

"Assim brilhe a vossa luz diante dos homens,
para que vejam as vossas obras
e glorifiquem o vosso Pai que está no céus. "Jesus Cristo, Mateus 5:16


Que cada um possa realizar o seu renascimento.

Páscoa, originalmente é uma festa pagã.

Os povos ancestrais enfrentavam o inverno rigoroso e com a chegada da primavera a vida renascia. Noite e dia tinham a mesma duração, a temperatura aumenta, as árvores começavam a soltar seus brotos, os pássaros a cantar, as fêmeas a parir suas crias e os ovos a romper seus rebentos.

Na Babilônia acontecia a grande festa da Deusa Ishtar – a Deusa da Primavera - ela representa o renascimento da terra, a renovação do espírito e da mente. Ela é Ísis no Egito, Ostara para os ingleses, Ceres para os romanos e Pershefone para os gregos.

Os povos pagãos realizam ainda nos dias de hoje, muitos festivais que seguem o calendário das luas e dos ciclos das estações. A Páscoa no hemisfério norte é celebrada na primavera, enquanto no hemisfério sul estamos no outono.

Para os judeus, a Páscoa é comemorada como a libertação da escravidão do Egito e a celebração chama-se Pessach. Geralmente as datas são muito próximas da Páscoa cristã.

Com a chegada do cristianismo, sua igreja optou por colocar as principais festividades em substituição às pagãs.

Os símbolos adotados nesta celebração nos remetem ao passado e suas estórias pagãs.

O Ovo tem o simbolismo da criação, da gestação e do nascimento.

Na mitologia:
- egípcia, o Deus Rá (Deus Sol) nasceu de um ovo;
- indiana, o Deus Brahma aparece de um Ovo de Ouro e sua casca dá origem a forma do Universo;
- chineses reportam que P´na Ku nasceu de um ovo cósmico.

A lenda babilônica diz que “um dia um grande ovo caiu do céu e dele nasceu Ishtar”. Outra diz que foi colocado em uma cesta de vime e demorou a romper a casca. Dessa segunda lenda, herdamos o costume de procurar os ovos escondidos no domingo de Páscoa. Na Babilônia, na primavera, as pessoas saíam buscando o “Ovo de Ishtar”, pois se alguém presenciasse seu renascimento, ganharia uma dádiva da deusa. A partir desta tradição, os povos começaram a decorar os ovos e a escondê-los para que as crianças os procurassem.
Vem daí o costume de presentear as pessoas com ovos artisticamente trabalhados, pintados ou decorados. Eram feitos de diversos materiais: casca de ovo, argila, madeira, metal, ouro etc.

A partir do século XX, foram criados os populares ovos de chocolate que tanto alegram nossas “crianças”. Este é um legado dos Maias, que consideravam o chocolate a bebida dos deuses.

O coelho representa o símbolo da fertilidade. Na natureza, relatam que é capaz de ter 4 ninhadas por ano mas quando confinados chegam a 7 e sua prole pode ser de até 10 coelhos.

Nesta data, as vibrações estão centradas na comemoração da “Páscoa” e as energias geradas nestas celebrações estão voltadas para os processos de libertação, comunhão com o Sagrado e o renascimento.

Desejamos que cada um aproveitando este momento e possa fazer uma imersão e vibrando nestas energias, libertar-se do que não tem mais sentido e preparar-se para renascer para uma vida melhor.

Que a paz esteja presente em seu coração.
Por todas as nossas relações,
Cyro Leão

Vejam mais em http://www.xamaurbano.com.br/

sábado, 11 de abril de 2009

Assembléia na Carpintaria



Contam que na carpintaria houve uma vez uma estranha assembléia.

Foi uma reunião das ferramentas para acertar suas diferenças.

O martelo exerceu a presidência, mas os participantes lhe notificaram que teria que renunciar. A causa? Fazia demasiado barulho e, além do mais, passava todo o tempo golpeando.

O martelo aceitou sua culpa, mas pediu que também fosse expulso o parafuso, dizendo que ele dava muitas voltas para conseguir algo.

Diante do ataque, o parafuso concordou, mas por sua vez, pediu a expulsão da lixa. Dizia que ela era muito áspera no tratamento com os demais, entrando sempre em atritos.

A lixa acatou, com a condição de que se expulsasse o metro, que sempre média os outros segundo a sua medida, como se fora o único perfeito.

Nesse momento entrou o carpinteiro, juntou o material e iniciou o seu trabalho.

Utilizou o martelo, a lixa, o metro e o parafuso.

Finalmente, a rústica madeira se converteu num fino móvel.

Quando a carpintaria ficou novamente só, a assembléia reativou a discussão.

Foi então que o serrote tomou a palavra e disse:
- "Senhores, ficou demonstrado que temos defeitos, mas o carpinteiro trabalha com nossas qualidades, com nossos pontos valiosos. Assim, não pensemos em nossos pontos fracos, e concentremo-nos em nossos pontos fortes.”

A assembléia entendeu que o martelo era forte, o parafuso unia e dava força, a lixa era especial para limar e afinar asperezas, e o metro era preciso e exato.

Sentiram-se então como uma equipe capaz de produzir móveis de qualidade.
Sentiram alegria pela oportunidade de trabalhar juntos.
Ocorre o mesmo com os seres humanos. Basta observar e comprovar.

Quando uma pessoa busca defeitos em outra, a situação torna-se tensa e negativa. Ao contrário, quando se busca com sinceridade os pontos fortes dos outros, florescem as melhores conquistas humanas.

É fácil encontrar defeitos. Qualquer um pode fazê-lo. Mas encontrar qualidades, isto é para os Sábios.

* * *

OM TAT SAT OM

sexta-feira, 10 de abril de 2009

Feliz Páscoa... Viva o renascer!




Vamos aproveitar a Páscoa para refletir. Abaixo frases do manuscrito "O Evangelho de TomÉ":

O conteúdo deste documento põe em xeque alguns posicionamentos dogmáticos da Igreja. Ao contrário dos outros evangelhos conhecidos, quer sejam canônicos ou apócrifos, o Evangelho de Tomé não expõe em nada narrativas sobre a vida de Jesus de Nazaré, mas atém-se especificamente às sentenças que teriam sido proferidas por Jesus a seus discípulos.


O que chegou à nós, em formas de textos evangélicos, não são mais do que interpretações sobre os dizeres do Cristo feito por discípulos, já que Jesus não deixou nada escrito, tudo o que dele sabemos é de segunda ou terceira mão, sendo o primeiro evangelho sinótico, o de Marcos, sido escrito provavelmente por volta do ano 60, ainda que baseado - segundo experts - em um texto anterior, chamado de *quelle *- fonte, em alemão, e que muitos pensam estar contido em grande parte no Evangelho de Tomé.



A tradução abaixo foi feita pelo professor e filósofo Huberto Rohden, baseada na versão francesa de Phillipe de Suarez, feita diretamente dos> manuscritos em língua copta.



1. *Jesus disse: Se vossos guias vos disserem: ‘o reino está no céu', então as aves vos precederam; se vos disserem que está no mar, então os peixes vos precederam. Mas o reino está dentro de vós, e também fora de vós.



Se vos conhecerdes, sereis conhecidos e sabereis que sois filhos do Pai Vivo. Mas, se não vos conhecerdes, vivereis em pobreza, e vós mesmos sereis essa pobreza.*





22. *Jesus viu crianças de peito a mamarem. E ele disse a seus discípulos: Essas crianças de peito se parecem com aqueles que entram no Reino. Perguntaram- lhe eles: Se formos pequenos, entraremos no Reino?



Respondeu-lhes Jesus: Se reduzirdes dois a um, se fizerdes o interior como o exterior, e o exterior como o interior, se fizerdes o de cima como o de baixo, se fizerdes um o masculino e o feminino, de maneira que o masculino não seja mais masculino e o feminino não seja mais feminino - então entrareis no Reino.*





24. *Seus discípulos pediram: Mostra-nos o lugar onde tu estás, pois precisamos procurá-lo. Respondeu-lhes ele: Quem tem ouvidos, ouça! Há luz dentro dum ser luminoso, e ele ilumina o mundo inteiro. Se não o iluminar, ele é escuridão.*





28. *Jesus disse: Eu estava no meio do mundo e me revelei a ele corporalmente. Encontrei todos embriagados, e não encontrei nenhum deles sedento. E minha alma sofria dores pelos filhos dos homens, porque eles são cegos no seu coração e nada enxergam. Assim como entraram no mundo vazios, querem sair do mundo vazios. Agora estão bêbados, e só se converterão se abandonarem o seu vinho. *





36. *Jesus disse: Não andeis preocupados, da manhã até a noite, e da noite até a manhã, sobre o que haveis de vestir.*





50. *Disse Jesus: Se os homens vos perguntarem donde viestes, respondei-lhes: Nós viemos da luz, lá onde ela nasce de si mesma, surge e se manifesta em sua imagem. E se vos perguntarem: Quem sois vós? Respondei-lhes: Nós somos os filhos eleitos do Pai vivo. Se os homens vos perguntarem: Qual o sinal do Pai em vós? Respondei: É movimento e repouso ao mesmo tempo.*





67. *Disse Jesus: Quem conhece o universo, mas não se possui a si mesmo, esse não possui nada.*





76.*Disse Jesus: O Reino é semelhante a um negociante que possuía um armazém. Achou uma pérola, e, sábio como era, vendeu todo o armazém e comprou essa pérola única. Procurai também vós o tesouro imperecível, que se encontra lá onde as traças não se aproximam para comê-lo nem os vermes o destroem.*





77. *Disse Jesus: Eu sou a luz, que está acima de todos. Eu sou o “Todo”. O Todo saiu de mim, e o Todo voltou a mim. Rachai a madeira – lá estou eu. Erguei a pedra – lá me achareis.*





80. *Disse Jesus: Quem conheceu o mundo encontrou o corpo. Mas quem encontrou o corpo, desse tal não é digno o mundo. **(o mundo material é um corpo morto, não digno do homem espiritual).*





83.*Disse Jesus: As imagens se manifestam ao homem, e a luz que está oculta nelas – na imagem da luz do Pai – se revelará, mas sua imagem permanecerá velada por sua luz..*





87. *Miserável o corpo que depende de outro corpo, e miserável a alma que depende desses dois.*





93. *Não deis as coisas puras aos cães, para que não as arrastem ao lodo. Nem lanceis as pérolas aos porcos, para que não as conspurquem.*





99. *Seus discípulos lhe disseram: Teus irmãos e tua mãe estão aguardando lá fora. Respondeu-lhes ele: Os que, nesses lugares, fazem a vontade de meu Pai são os meus irmãos e minha mãe, e são eles que entrarão no Reino de meu Pai.*



Gratidão!



Boa Páscoa... Feliz renascimento!!!



Amém.

Mais hitórias sobre os mistérios de Jesus :-)

quinta-feira, 9 de abril de 2009

SER..

"Quem sou eu, que não sou este corpo?
Sou o ser (que é imaterial, imutável e imperecível).

Quem sou eu, que não sou esta mente que pensa?
Sou o ser (que é serenidade e paz).

Quem sou eu, que não sou os cinco sentidos?
Sou o ser (que é silêncio e comunhão).

Quem sou eu, que não sou as emoções?
Sou o ser (que é ponderação e equilíbrio).

Quem sou eu, que não sou sensações?
Sou o ser (que é satisfação).

Quem sou eu, que não sou desejo, necessidade, vontade?
Sou o ser (que é plenitude).

Quem sou eu, que não sou passado, presente e nem futuro?
Sou o ser (que é atemporal, eterno).

Quem sou eu, que não sou ego, personalidade?
Sou o ser (que é tudo).

Quem sou eu, que não sou os papéis que represento?
Sou o ser (que é a verdadeira natureza, a verdadeira identidade).

Quem sou eu, que não sou individualidade?
Sou o ser (que é uno).

Quem sou eu, que não sou orgulho e vaidade?
Sou o ser (que é simplicidade).

Quem sou eu, que não sou insegurança e medo?
Sou o ser (que é luz)."



Ramana Maharshi

Dar não é fazer amor...


Dar é dar.

Fazer amor é lindo, é sublime, é encantador, é esplêndido. Mas dar é bom pra cacete. Dar é aquela coisa que alguém te puxa os cabelos da nuca...

Te chama de nomes que eu não escreveria...

Não te vira com delicadeza...

Não sente vergonha de ritmos animais.

Dar é bom. Melhor do que dar, só dar por dar. Dar sem querer casar....

Sem querer apresentar pra mãe...

Sem querer dar o primeiro abraço no Ano Novo.

Dar porque o cara te esquenta a coluna vertebral...

Te amolece o gingado...

Te molha o instinto. Dar porque a vida é estressante e dar relaxa. Dar porque se você não der para ele hoje, vai dar amanhã, ou depois de amanhã. Tem pessoas que você vai acabar dando, não tem jeito.

Dar sem esperar ouvir promessas, sem esperar ouvir carinhos, sem esperar ouvir futuro. Dar é bom, na hora. Durante um mês. Para os mais desavisados, talvez anos. Mas dar é dar demais e ficar vazio.

Dar é não ganhar. É não ganhar um eu te amo baixinho perdido no meio do escuro. É não ganhar uma mão no ombro quando o caos da cidade parece querer te abduzir. É não ter alguém pra querer casar, para apresentar pra mãe, pra dar o primeiro abraço de Ano Novo e pra falar:

"Que que cê acha amor?".

É não ter companhia garantida para viajar. É não ter para quem ligar quando recebe uma boa notícia.

Dar é não querer dormir encaixadinho...

É não ter alguém para ouvir seus dengos...

Mas dar é inevitável, dê mesmo, dê sempre, dê muito.

Mas dê mais ainda, muito mais do que qualquer coisa, uma chance ao amor. Esse sim é o maior tesão. Esse sim relaxa, cura o mau humor, ameniza todas as crises e faz você flutuar

Experimente ser amado...

* * *
Luís Fernando Veríssimo