Recorda desde a divina matriz o real propósito a que vens AQUI e pelo qual AGORA te manifestas!

Enquanto um diz: Namastê, te saúdo e te reconheço como a sagrada divindade. Em outro lugar, o outro pulsa: In lake´sh, eu sou o outro em você a serviço planetário da compreensão, da aceitação, da cura, da libertação e da realização.

Aquele que tudo vê, nos inspira e responde: "Com visão e esperança danço e canto para o coração divino." Acredito que assim nasce o puro, verdadeiro e divino AMOR, nossa responsabilidade básica.

Aqui e agora é tudo que existe de ETERNO. Respiro e sinto o que simplesmente É e dentro dessa Eternidade, a lembrança IMORTAL: SOMOS UM na Divina Presença.

Seja uno com cada ser-elemento manifesto e a gratidão lhe conecta na fonte de amor e alegria infinita, paz e compaixão infinita, paciência e tolerância infinita.

No espelho do ser, o reflexo D´eus. A união do Todo se traduz num som... OM... AMEM... silêncio!

OM TAT SAT OM...

quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Meditação de Cura Mundial : PAZ - PAX

Que a Paz flua em cada mente, todos os dias.
Que o Amor flua em cada coração, a cada segundo.
Que o perdão reine em cada alma, a cada momento
Que a compreensão seja o elo de ligação comum a todos,

por toda vida.
... COM AMOR ...



No princípio,

No principio DEUS.

No princípio DEUS criou o Céu e a Terra,

E DEUS disse: que haja Luz, e houve Luz.

Agora é o tempo do novo começo,
e EU SOU um co-criador com DEUS
de um novo céu que se aproxima,
à medida que à nova vontade de DEUS
é expressa na Terra através de mim.
É o reino de Luz, de Amor,
de Paz e Compreensão.

E eu estou fazendo a minha parte
para revelar a sua realidade.

Começo comigo mesmo.
Sou uma alma viva e o espírito de DEUS
habita em mim sendo eu mesmo.
EU e o PAI somos um
e tudo aquilo que pertence ao PAI,
pertence a mim.

Em verdade,
sou o Cristo de DEUS.

O que é verdadeiro em mim,
é verdadeiro em todos,
porque DEUS é tudo e tudo é DEUS.
Eu vejo somente o espírito
de DEUS em todas as almas.

E para todo homem, mulher
e criança na Terra, eu digo:

EU Amo você,
pois você sou eu.
Você é meu sagrado ser.

Eu agora abro o meu coração,
e deixo a pura essência do Amor Incondicional fluir.
Eu a vejo como uma Luz dourada
irradiando do centro do meu ser
e sinto a sua Divina vibração dentro e através de mim,
acima e abaixo de mim.

EU SOU um com a Luz.
A Luz me preenche.
A Luz me ilumina.
EU SOU a Luz do mundo.
Com o propósito da mente,
eu irradio a Luz.
Deixo o resplendor da Luz anteceder-me
para unir-se à outras Luzes.

Sei que isto está acontecendo em
todo o mundo neste momento.

Vejo as Luzes se unindo ...
Agora, há somente uma Luz.
Nós somos a Luz do Mundo!
A Luz una de Amor, de Paz e
Compreensão está se movendo.
Ela flui através da face da Terra,
tocando e Iluminando cada alma
na sombra da ilusão.
E onde havia escuridão,
existe agora a Luz da Realidade.
E o resplendor cresce,
permeando, preenchendo cada forma de vida.

Há somente a vibração
de uma vida Perfeita agora.
Todos os reinos da Terra respondem,
e o Planeta está vivo com Luz e Amor.

Existe união total.
E nesta união pronunciamos a Palavra.

Que o sentido deseparatividade
seja dissolvido.
Que a humanidade retorne à DEUS.
Que a Paz flua em cada mente.
Que o Amor flua em cada coração.

Que o perdão reine em cada alma.

Que a compreensão seja o elo
de ligação comum a todos.

E agora da Luz do mundo,
a Presença Única e Poder do Universo respondem.
DEUS está curando e harmonizando o Planeta Terra.

A Onipotência se manifesta.

Estou vendo a cura do Planeta
diante dos meus próprios olhos,
à medida que todas as falsas crenças
e padrões errôneos se dissolvem.
O sentindo de separação não mais existe;
a cura ocupou o seu lugar,
e a sanidade do mundo foi restaurada.

Este é o começo da Paz na Terra
e Boa Vontade para com todos.

À medida que o Amor flui
de todos os corações,
o perdão reina em todas as almas
e todos os corações e mentes
estão unidos em perfeita compreensão.
Assim é, Assim é, Assim é.
Amém, Amém, Amém.
Om, Om, Om.
Consciência é Luz.
Luz é Informação.
Informação é Amor.
Amor é INFINITO.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

A chama da Alma...

Cresce no peito
como todo o direito
um esboço do leito
onde repousa o real conceito
Escrituras são mapas para o retorno à casa,
retornar à casa sagrada é a meta!
Aqui estamos para reencontrar
onde sempre estivemos
e o que eternamente somos...






Havia um rei que apesar de ser muito rico, tinha a fama de ser um grande doador, desapegado de sua riqueza. De uma forma bastante estranha, quanto mais ele doava ao seu povo, auxiliando-o, mais os cofres do seu fabuloso palácio se enchiam.
Um dia, um sábio que estava passando por muitas dificuldades, procurou o rei. Ele queria descobrir qual era o segredo daquele monarca. Como sábio, ele pensava e não conseguia entender como é que o rei, que não estudava as sagradas escrituras, nem levava uma vida de penitência e renúncia, ao contrário, vivia rodeado de luxo e riquezas, podia não se contaminar com tantas coisas materiais.
Afinal, ele, como sábio, havia renunciado a todos os bens da terra, vivia meditando e estudando e, contudo, se reconhecia com muitas dificuldades na alma. Sentia-se em tormenta. E o rei era virtuoso e amado por todos.
Ao chegar em frente ao rei, perguntou-lhe qual era o segredo de viver daquela forma, e ele lhe respondeu: "Acenda uma lamparina e passe por todas as dependências do palácio e você descobrirá qual é o meu segredo. Porém, há uma condição: Se você deixar que a chama da lamparina se apague, cairá morto no mesmo instante."
O sábio pegou uma lamparina, acendeu e começou a visitar todas as salas do palácio. Duas horas depois voltou à presença do rei, que lhe perguntou: "Você conseguiu ver todas as minhas riquezas?"
O sábio, que ainda estava tremendo da experiência porque temia perder a vida, se a chama apagasse, respondeu: "Majestade, eu não vi absolutamente nada. Estava tão preocupado em manter acesa a chama da lamparina que só fui passando pelas salas, e não notei nada."
Com o olhar cheio de misericórdia, o rei contou o seu segredo:
"Pois é assim que eu vivo. Tenho toda minha atenção voltada para manter acesa a chama da minha alma que, embora tenha tantas riquezas, elas não me afetam. Tenho a consciência de que sou eu que preciso iluminar meu mundo com minha presença e não o contrário."
...

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Então é NATAL!!!


Plante um jardim hoje e todo o dia!



Nestas festas de "fim de ano" plante um jardim no seu coração.

Não se preocupe em fertilizar pois a terra do coração é boa e naturalmente dadivosa. O mais importante é escolher as sementes certas.

No jardim de seu coração não pode faltar a semente da FÉ. As flores da fé deixarão seu coração resistente e fortalecido o bastante para que você possa suportar todas as intempéries da vida.

Plante a semente do AMOR UNIVERSAL. Esta planta precisa de cuidados especiais, porém suas flores são tão sublimes que exalarão as doces fragrâncias do perdão, da gratidão, da união com todos os seres e da vontade de servir desinteressadamente.

Plante as sementes da ALEGRIA e do ENTUSIASMO.Estas plantas darão flores vivazes e comunicativas que cantarão para as outras flores, se vestirão das mais variadas cores e serão beijadas pelos colibris.

Plante a semente da HUMILDADE. Além de belíssima, esta planta tem o raro condão de impedir o crescimento das ervas daninhas do orgulho, do egoísmo e do ressentimento. As flores da humildade exalarão o aroma da simplicidade, da leveza e da paz.

Plante as sementes da PERSEVERANÇA nos quatro cantos do seu jardim. Estas plantas crescerão lentamente, ficarão viçosas e encorpadas com o tempo. Demorarão para dar suas flores esplêndidas para que você entenda que, às vezes, é preciso esperar para conseguir algo realmente valioso e definitivo.

E não se surpreenda se um dia notar que, bem no centro de seu jardim, nascer uma planta raríssima que você não plantou. Ela veio por lei de afinidade ao ver a beleza das outras plantas e das outras flores.

Chamar-se-á planta da SABEDORIA. Suas flores nobres e fulgurantes exalarão o perfume do discernimento e permitirão que você possa contemplar toda a vida e a verdade tal como ela é.

Autora: Maria José Marinho - Shanta Devi

Poema de Natal (Vinicius de Moraes)

Para isso fomos feitos:

Para lembrar e ser lembrados
Para chorar e fazer chorar
Para entender os nossos mortos

- Por isso temos bracos longos para os adeuses
Maos para colher o que foi dado
Dedos para cavar a terra.

Assim será a nossa vida:
Uma tarde sempre a esquecer
Uma estrela a se apagar na treva
Um caminho entre dois tumulos

–Por isso precisamos velar
Falar baixo, pisar leve,
Ver a noite dormir em silencio.

Nao ha muito o que dizer:
Uma cancao, sobre um berço
Um verso, talvez de amor
Uma prece por quem se vai

–Mas que essa hora nao esqueca
E por ela os nossos corações
Se deixem, graves e simples.

Pois para isso fomos feitos:
Para a esperanca no milagre
Para a participação da poesia
Para ver a face da morte

–De repente nunca mais esperaremos…

Hoje a noite é jovem; da morte, apenas

Nascemos, imensamente.

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Véspera de Natal



Mensagem foi retirada do “O Livro Alquímico de Saint Germain”

Capítulo XXVII - Véspera de Natal (Pelo Amado Mestre Jesus)

* * *
TRAGO-TE AMOR e Saudações dos muitos que integram a Hoste Elevada, de alguns a quem conheces e de outros que conhecerás.

“EU SOU a Luz, o Caminho e a Verdade” é a campanha de Natal que ainda soa pelo campo da Atividade Cósmica. Na compreensão que te foi trazida e no significado e poder das palavras “EU SOU” encontrarás um Círculo Encantador, no qual poderás te mover sem que nenhuma operação humana discordante te possa tocar. Não se trata unicamente de conhecer a Presença, e sim de colocá-la em prática até na mais simples atividade; pois quando idas com uma experiência que não te é familiar, muitas vezes te sentes tímido e inseguro, mas quando aprenderes a usar “EU SOU” para resolver teu desejo ou problema, descobrirás com confiança absoluta.

Deves compreender sempre que é no “Grande Silêncio”, ou quietude do esterno, que o Poder Interno flui em seu ganho crescente, e logo te darás conta de que, desde que penses no Poderoso Princípio “EU SOU”, sentirás um aumento de força, vitalidade e sabedoria que te permitirá avançar com um sentimento de Mestria sabedoria que te permitirá avançar com um sentimento de Mestria que algum dia, certamente, te abrirá as portas através das limitações da criação humana, até a Imensidão da Verdadeira Liberdade.

Vemos com muita freqüência em teu coração o anseio por uma prova, uma manifestação surpreendente que te daria forças para seguir adiante no caminho. Eu te asseguro, bendito filho da Luz, que qualquer prova dada fora do teu ser é temporária; mas qualquer passo aprovado em e através de tua própria aplicação consciente é um ganho eterno, e enquanto continuares ganhando a Mestria através de tua aplicação autoconsciente, não apenas estarás conseguindo as coisas que tens nas mãos, como também estarás elevando tua consciência, até que em breve verifiques que todas as barreiras caíram.

É desta maneira que a porta da limitação será lacrada para sempre, e assim como minha forma externa foi cravada à cruz, tu também, com tua consciência ascendente, cravas e lacras a porta das limitações que criaste, sentindo e descobrindo teu domínio.

Se estás vitalmente desejoso de realizar a Ascensão, peço-te que uses com freqüência a seguinte afirmação: “EU SOU a Ascensão na Luz”. Isto permitirá que tua consciência saia com maior rapidez da tuia da criação humana.

É muito importante que, à medida que vivas dentro e aceites por completo o Poder Transcendente da Presença “EU SOU”, descubras que não apenas cessou a luta externa, mas que, como entraste mais profundamente na Luz, começarás a procurar, ralmente e com maior sinceridade, as coisas externas que sempre procuraste com sofreguidão; porque então perceberás, pena e verdadeiramente, a irrealidade da forma e sua atividade transitória. É quando saberás que dentro de ti e na Luz a teu redor reside tudo o que possivelmente possas desejar, e o externo que parecia tão importante terá perdido o poder limitador sobre ti. Depois, nas coisas externas que te virão, a alegre liberdade se manifestará. Esta é a verdadeira atividade das coisas externas.

À medida que te tornares mais consciente dos Poderes Transcendentes que tens sob tuas ordens, saberás que podes atrair qualquer coisa de que necessites sem prejudicar ou afetar outro filho de Deus.

Esta verdade precisa ser estabelecida na consciência, porque as almas conscientes devem saber isto firmemente, para que não se descubram pensando a intervalos se é justo que elas tenham êxito quando cubram pensando a intervalos se é justo que elas tenham êxito quando ao seu redor há aqueles que não têm. Eu te asseguro que teu serviço prioritário é obter a Mestria e a Liberdade para ti mesmo.
Então estarás preparado para dispensar a Luz sem que sejas afetado pela criação humana com a qual deves conviver. Nunca te sintas triste ou afligido se outro Filho de Deus não está pronto para aceitar a Luz, porque, se não encontras a Luz de tua própria escolha, isto é apenas uma fase que vai passar.

Quando se começa a ganhar a liberdade consciente do corpo, compreende-se como essas coisas são passageira e a sua insignificante importância. Então descobrirás a alegria da Presença Interna e Sua Atividade Invencível, pela qual teu coração se inundará de alegria.

Pouco tempo antes de me dar conta de toda a minha Missão, a afirmação seguinte estava visivelmente diante de mim: “EU SOU a Presença que nunca falha ou comete um erro”. Soube depois que este foi o poder sustentador que me capacitou a SER a Ressurreição e a Vida.

Infelizmente, algumas das afirmações bíblicas foram veladas pelo conceito humano; de todas as maneiras, estou muito agradecido porque muitas permanecem inalteradas. Outra afirmação que usei constantemente por mais de três anos foi: “EU SOU sempre o Majestoso Poder do Amor Puro que transcende todo conceito humano e me abre a porta para a Luz dentro de Seu Coração”. Soube depois que isto intensificou grandemente minha Verdadeira Visão Interna.

Em resposta ao desejo dentro do teu coração, quero dizer-te que, durante os anos dos quais a Bíblia parece não fazer idéia de minha atividade, Eu ia de um lugar a outro em busca da explicação da Luz e da Presença que sentia dentro de mim, e te asseguro, amado discípulo, que não foi com facilidade e a velocidade com a qual podes procurá-la hoje. Naqueles tempos, todos nós que estudáva-mos a Verdade estávamos muito contentes de receber a sabedoria das experiências não-escritas, pois, pela natureza incomum destas, se pensava que não era harmonioso pô-las entre a multidão.

Assim tem sido através dos tempos, quando o período de experiências transcendentes começou a esfumar-se, no passado, e aqueles que se seguiram não estavam suficientemente adiantados para perceber esta verdade, afastando-se das belas e maravilhosas flores da humanidade.

Hoje, porém, o Poder Cósmico Crístico, que se tornou tão rela para mim, veio para ajudar a humanidade. Este, através de seu impulso natural de expressão, está encontrando seu caminho com prudência e certeza nos corações e mentes de uma parcela da humanidade, até o ponto de haver grande esperança, atualmente, de que esta atividade permitirá que o véu da criação humana seja erguido; assim, muitos humanos verão indicações e maravilhas que sentirão dentro de seus corações. Então não haverá duvida ou medo que te afaste da Verdade.

Passei algum tempo na Arábia, Pérsia e Tibete, e encerrei minha peregrinação na Índia, onde conheci meu Amado Mestre, o qual já havia feito a Ascensão, ainda que eu não soubesse na ocasião. Através do Poder da sua Irradiação, seguidas revelações me chegaram, por meio das quais me davam decretos e afirmações que me ajudaram a conter invariavelmente a atividade externa de minha mente, até que perdeu o poder de me prejudicar ou relatar meu progresso.

Foi quando revelaram toda a Glória de minha Missão e o Registro Cósmico Eterno que haveria de deixar, p qual devia ser instituído nesse tempo para bênção e iluminação da humanidade vindoura.
Talvez estejas interessado em saber que este se converteu num Registro Cósmico Ativo muito diferente de todos os registros feitos, pois contém dentro de si o desejo ou impulso empreendedor que faz da mente humana um ímã.

Isto explica os decretos e afirmações que eu disse e que se tornam mais vívidos através dos séculos, e com o impulso empreendedor desta atividade, assistida pela Irradiação de outros Raios Poderosos focalizados sobre a Terra, boa parte da humanidade poderá de tal maneira se ancorar na Verdade e sua aplicação consciente, que um ganho transcendente será alcançado.

Nenhum passo tem tanta importância vital como pôr diante da humanidade a sabedoria do “EU SOU” – a origem da Vida e Seu Poder Transcendente – que pode ser trazido ao uso consciente do indivíduo. Será assombroso ver como esta simples porém Todo Poderosa Verdade se estenderá rapidamente na humanidade; por que todos os que pensam nela, praticam sua Presença e dirigem conscientemente sua energia através do poder do Amor Divino encontrarão um novo mundo de Paz, Amor, Saúde e Prosperidade aberto diante deles.

Aqueles que entendem a aplicação do conhecimento de “EU SOU” não serão nunca mais acossados pela desarmonia ou perturbações de seus lares, mundos ou atividades, porque é somente por falta de conhecimento e aceitação de Todo Poder desta Poderosa Presença que o ser humano permite que os conceitos e criações humanas o perturbem.

O discípulo deve olhar constantemente dentro do eu humano e ver que hábitos ou criações que necessitem ser arrancados e jogados fora se alojam ali, porque somente negando-se a permitir a existência de hábitos tais com julgar, condenar e criticar pode ele liberar-se. A verdadeira atividade do discípulo é a de aperfeiçoar seu próprio mundo, e que poderá fazê-lo enquanto vir imperfeição no mundo de outro Filho de Deus.

Recebeste maravilhosas afirmações para governar harmoniosamente a vida e o mundo. Aplica-as com determinação e terás êxito.

Outra correção que desejas que eu faça é a seguinte: EU Não disse na Cruz “Pai, por que me abandonaste?” O que eu disse foi “Pai como me glorificaste!”, e recebi na Glória o irmão que estava à minha direita da cruz.

Existem muitos desses amados discípulos aos quais conheci pessoalmente no tempo da crucificação e, ao enviar esta mensagem, sinto como se estivesse falando a velhos amigos, porque nessa Grande Presença Elevada, os séculos não passam de um incidente, e somente nos damos conta do tempo quando entramos em contato com eventos humanos.

Amado discípulo que buscas a Luz tão ansiosamente: procura sentir-te no meu amoroso abraço, procura sentir-te vestido nessa Luz tão deslumbrante quando o sol do meio-dia. Fixa dentro de tua consciência o sentimento de tua habilidade para fazer a Ascensão, para que a cada dia te aproximes mais e mais da Plenitude dessa Realização.

Corta as ataduras das coisas da terra que te amarram. Deves saber que no Amor, na Sabedoria e o Poder que aceitas de tua Poderosa Presença “EU SOU” está o poder que faz este serviço transcendente.
Recorda sempre que “Deus em ti é tua Vitória Certa: a Presença EU SOU que pulsa em teu coração é a Luz de Deus que nunca falha, e por aceitação desta Presença, teu poder para libertar tua energia, e dirigi-la, é ilimitado”.

Para mim é uma grande alegria e um privilégio continuar em associação com meu Amado Irmão Saint Germain no trabalho de enviar, através de minha Irradiação consciente, uma ajuda definida aos discípulos que possam aceitar a instrução de Saint Germain. Isto continuará durante todo ano de 1934. Não me entendas mal: “EU SOU” irradiará a toda humanidade, mas, nesta irradiação aos discípulos, tenho o privilégio de dar um serviço especial.

Em meu Amor te envolvo. Com minha Luz te visto. Com minha Energia te sustento para que possas seguir adiante, impávido, em tua busca da felicidade e da perfeição de ti mesmo e do teu mundo.
Acredito que isto te trará uma irradiação que poderás sentir à vontade através do ano, e que teu êxito te traga alegria sem limites.

“EU SOU” a Presença Iluminadora e Reveladora manifestada com Todo Poder”.


JESUS O CRISTO

Saint Germain

Desejo transmitir meu Amor, que envolve como um presente a cada um de meus amados discípulos, porque o Amor é a maior coisa que se pode dar.

domingo, 20 de dezembro de 2009

Consciência Crística


"O caminho espiritual é como o fio de uma navalha.
Não é nada simples.
O isolamento é o preço da grandeza e da realização de Deus.
Quando estou só, estou com Deus.
Esse é o modo como vocês deveriam ser."
Paramahansa Yogananda, numa conversa com discípulos




Erga os olhos e concentre-se internamente. Veja a estrela astral da sabedoria divina e permita que os seus sábios pensamentos sigam aquela estrela telescópica, percebendo Cristo em todos os lugares.

Naquele plano de eterno Natal, de festiva e onipresente Consciência Crística, você encontrará Jesus, Krishna, os santos de todas as religiões, os grandes gurus-preceptores esperando para oferecer-lhe uma divina recepção floral de eterna felicidade.

A celebração real do Natal é a realização interior da Consciência Crística. É de extrema importância para todo homem, qualquer que seja sua religião, que ele experimente dentro de si mesmo este "nascimento" do Cristo Universal.

O universo é o corpo de Cristo: interiormente presente em toda parte, sem limitação, é a Consciência Crística. Quando você puder fechar os olhos e, através da meditação, expandir sua consciência até sentir o universo inteiro como seu próprio corpo, então Cristo terá nascido no seu interior. Você saberá que sua mente é uma pequena onda no oceano da Consciência Cósmica, no qual o Cristo habita.

A Self-Realization Fellowship iniciou a prática de dedicar um dia inteiro na época do Natal para adoração meditativa de Cristo, e essa idéia nunca morrerá. Do mesmo modo que nós, na Sede Central em Los Angeles, celebramos espiritualmente o nascimento de Jesus, dedicando um dia de meditação em 23 de dezembro, que todos os devotos do Cristo possam também dedicar esse dia para a celebração do Natal Espiritual em profunda meditação. Dediquem o dia 25 de dezembro como o Natal Social, participando das festividades natalinas com parentes e amigos.

Um dos sinais mais encorajadores de um renascimento espiritual no mundo de hoje é a crescente boa-vontade dos cristãos em observar o nascimento de Jesus através de encontros para meditação longa. Com o tempo, esse costume de meditação de Natal deverá ser adotado por todos os Cristãos - eu profetizo.

Para trazer a consciência divina até a nossa consciência humana, temos que superar o limitado conceito convencional de Cristo. Para mim, o Natal é um pensamento de grandeza espiritual - uma percepção de que nossas mentes são um altar de Cristo, a Inteligência Universal em toda a criação. Jesus nasceu numa pequena manjedoura, mas o Espírito do Cristo é onipresente.

Há uma grande diferença entre imaginação e Autorrealização. Através da imaginação, você pode ter diariamente sonhos subconscientes e visões do Cristo. Mas essas experiências não significam que você está verdadeiramente em contato com ele. A verdadeira visita de Jesus é a comunhão com a Consciência Crística. Se você está em sintonia com esse Cristo, toda a sua vida mudará.

Eu me prepararei para a vinda do Onipresente Bebê Cristo, limpando o berço da minha consciência, agora "enferrujado" com o egoísmo, a indiferença e o apego aos sentidos; e polindo-o com a profunda e divina meditação diária, com a introspecção e o discernimento.

Reformarei o berço com as brilhantes qualidades da alma: amor fraterno, humildade, fé, desejo pela realização divina, força de vontade, autocontrole, renúncia e altruísmo, para que eu possa celebrar adequadamente o nascimento da Criança Divina.

Cristo nasce no berço da ternura. O amor é um poder maior do que o ódio. Tudo o que você disser, diga com amor. Não prejudique ninguém. Não julgue os outros. Não odeie ninguém, ame a todos; veja o Cristo em tudo. Pense em tudo em termos de universalidade.
Pela transparência da minha meditação mais profunda, sentirei a luz do Pai permeando todo o meu ser. Serei um filho de Deus, como Jesus o foi, sentindo-O plenamente através da minha consciência de alma, expandida pela meditação. Seguirei os pastores da fé, da devoção e da meditação, que me guiarão através da estrela de sabedoria interior até o Cristo onipresente.

Oh Cristo, toma posse do meu coração e da minha mente! Renasce em mim, em forma de amor a todos os homens. Que a tua consciência, presente em todos os átomos, manifeste-se em mim como lealdade incondicional ao Guru, aos Grandes Seres, a ti, Oh Jesus Bem-Aventurado, e ao Supremo, que é o Pai de todos.

Que o espírito de Natal que você está sentindo hoje continue, quando o dia terminar; que ele esteja com você todas as noites, quando você meditar. E então, no silêncio da sua própria mente, quando você afastar todos os pensamentos inquietos, a Consciência Crística virá. Se todos nós seguirmos o espírito de Jesus, seguramente experimentaremos a cada dia a sua presença dentro de nós.
Convença Cristo hoje com suas canções e com a devoção do seu coração; depois disso, convença-o com a sua Autorrealização cada vez mais profunda. Com toda a intensidade do seu fervor e percepção interna, mergulhe a sua consciência na felicidade interior. Esqueça o tempo. Quando você sentir a alegria invadindo o seu interior, perceba que o Cristo está ouvindo a sua canção. Você não está identificado com o Cristo se a sua concentração estiver apenas nas palavras. Mas se a sua alegria estiver cantando internamente, Cristo estará ouvindo.

* * *
Paramahansa Yogananda

"Deus é Amor
Quem permanece no Amor
Permanece em Deus
E Deus nele"

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Valores: afeto, respeito, amizade, solidariedade, cooperação, carinho, atenção...




A MARGARIDA FRIORENTA (Fernanda Lopes de Almeida)

Era uma vez uma margarida em um jardim.Quando ficou de noite a margarida começou a tremer.Aí passou a Borboleta Azul. A borboleta parou de voar.
- Por que você esta tremendo?
- Frio!
- Oh! E horrível ficar com frio! E logo em uma noite tão escura!
A Margarida deu uma espiada na noite.
E se encolheu nas suas folhas.
A Borboleta teve uma idéia:
- Espere um pouco! E voou para o quarto de Ana Maria.
-Psiu, acorde!
- Ah? E você, Borboleta? Como vai?
- Eu vou bem. Mas a Margarida vai mal.
- O que e que ela tem?
- Frio coitada!
- Então já sei o remédio. É trazer a Margarida para o meu quarto.
- Vou trazer já.
A Borboleta pediu ao cachorro Moleque:
- Você leva esse vaso para o quarto da Ana Maria?
Moleque era muito inteligente e levou o vaso muito bem.
Ana Maria abriu a porta para eles. E deu um biscoito para Moleque.
A Margarida ficou na mesa de cabeceira.Ana Maria se deitou.
Mas ouviu um barulhinho. Era o vaso balançando. A Margarida estava tremendo!
- Que e isso?
- Frio!
- Ainda? Então já sei! Vou arranjar um casaquinho para você.
Ana Maria tirou o casaquinho da boneca. Porque a boneca não estava com frio nenhum.E vestiu o casaquinho na Margarida.
- Agora, você esta bem. Durma e sonhe com os anjos.
Mas quem sonhou com os anjos foi Ana Maria. A Margarida continuou a tremer.
Ana Maria acordou com o barulhinho.
- Outra vez? Então já sei. Vou arranjar uma casa para você!
E Ana Maria arranjou uma casa para Margarida.Mas quando ia adormecendo ouviu outro barulhinho.
Era a Margarida tremendo.Então Ana Maria descobriu tudo.
Foi lá e deu um beijo na MargaridaA Margarida parou de tremer.
E dormiram muito bem a noite toda.No dia seguinte Ana Maria disse para a Borboleta Azul:
-Sabe Borboleta? O frio da Margarida não era frio de casaco não!
E a Borboleta respondeu:
- Ah! Entendi!

Reflexões:

A margarida está morrendo de frio no jardim. Mas não é falta de casaco. É um frio no coração...

Existem muitos tipos de frio, e o pior talvez seja aquele que nasce da falta de carinho. Seria esse o que a pequena margarida sentia?

Às vezes, podemos ter pessoas com o mesmo frio que a Margarida sentia pertinho de nós. Então, olhe a pessoa ao seu lado. Será que ela precisa de um carinho? Dê um abraço ou um beijinho na pessoa ao seu lado.

Agora, vamos olhar para o outro lado, para alguém que não olhamos. Ele(a) também quer um abraço ou um beijinho. Sente que há mais calor na sala, agora?

* * *


Fonte das sugestões: Filosofia para Crianças (Rita Foelcker)

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Diamante da Gratidão


Te mando este Diamante de gratitud:

Cuando no puedas amar más, perdona.
Cuando no puedas perdonar más, acepta.
Cuando no puedas aceptar más, ten piedad.
Cuando no puedas tener más piedad, ten compasión.
Cuando no puedas tener más compasión, ten misericordia.
Cuando no puedas tener más misericordia, agradece.
OM... Amém...

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Votos de um feliz novo dia, feliz cada instante!!!

"Céu, Alegria, Paz,
Liberdade, Milagres, Luz, Amor,
Deus não estão em parte alguma...
senão dentro.
Não há nada a seguir,
nada a encontrar.
Há apenas o despertar"
Allen Stacker


Que o caminho seja brando a teus pés,
O vento sopre leve em teus ombros,
Que o sol brilhe cálido sobre tua face,
As chuvas caiam serenas em teus campos,
E, até que de novo eu te veja,
Que Deus te guarde na palma da mão."

Bênção Irlandesa

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Os Vasos


"O verdadeiro amor começa
quando nada se espera em troca. "Antoine de Saint-Exupéry
Uma velha senhora chinesa possuía dois grandes vasos, cada um suspenso na extremidade de uma vara que ela carregava nas costas.

Um dos vasos era rachado e o outro era perfeito. Este último estava sempre cheio de água ao fim da longa caminhada da fonte até a casa, enquanto aquele rachado chegava meio vazio. Por longo tempo a coisa foi assim, com a senhora chegando em casa com somente um vaso e meio de água.

Naturalmente o vaso perfeito era muito orgulhoso do próprio resultado e o pobre vaso rachado tinha vergonha do seu defeito, de conseguir fazer só a metade daquilo que deveria fazer.

Depois de dois anos,refletindo sobre a própria amarga derrota, falou com a senhora durante o caminho: 'Tenho vergonha de mim mesmo, porque esta rachadura que eu tenho me faz perder metade da água durante o caminho até a sua casa...'

A velhinha sorriu:
'Você reparou que lindas flores tem somente do teu lado do caminho? Eu sempre soube do teu defeito e portanto plantei sementes de flores na beira da estrada do teu lado e todo dia, enquanto a gente voltava, tu as regavas. Por dois anos pude recolher aquelas belíssimas flores para enfeitar a mesa. Se tu não fosses como és, eu não teria tido aquelas maravilhas na minha casa.'

Cada um de nós tem o próprio defeito. Mas o defeito que cada um de nós tem é que faz com que nossa convivência seja interessante e gratificante.

OM...

sábado, 12 de dezembro de 2009

Eu, alma... Átma, o Eu que em verdade sou!

"Há corpos de agora
com almas de outrora.
Corpo é vestido.
Alma é pessoa."
Eça de Queirós

 
 
“TUDO O QUE FOI, É, OU SERÁ,
COM OU SEM FORMA,
TODO ESTE UNIVERSO ESTÁ PERMEADO PELO SER."
Shiva Samhita I-46


A pergunta que nos impulsiona ao caminho espiritual é: QUEM SOU EU? E desta pergunta, outras surgem, como por exemplo: "De onde vim? Pra onde vou? Que venho fazer aqui nesta esfera terrestre?"

Este ano atendi ao chamado de compartilhar mais um pouco de experiências e vivências que foram melhor amadurecidas pela viagem de 1 ano pela Índia, sendo assim, ministrei mais um curso de formação de instrutores de yoga, o nome que o fez nascer e acontecer neste ano de 2009 é APROFUNDAR O SER! Onde o tema inaugural nos iniciou à pesquisa e auto-investigação de QUEM SOU EU!

Eu não sou este corpo, não sou esta mente e nem sou os sentidos que regem este copro-mente, se eu não sou nada disso... então o que sou?

Um ano em que eu e o grupo de estudantes nos aperfeiçoamos nesta busca do ser, à resposta sem fronteiras para o SER que sou! Juntos caminhamos, nos aprofundando no caminho por meio da filosofia-prática do Yoga.

Muitas informações nos trouxeram o aprofundar para a transformação, que nos deram alicerces para formar um novo ser, que por fora parece o mesmo, porém por dentro tem uma outra roupagem.

Em realidade, é muito mais abrir o olhar para o sempre existente e real, o essencial que sempre fui, sou e serei, a ALMA e não mais as identificações da mente que insistem em me iludir com o que não sou em essência.

Algo novo acontecendo, coisas velhas sendo deixadas para trás... O caminho do yoga é o caminho do coração e o caminho do coração é a purificação que é o ato de se libertar e liberar, ou seja, limpar tudo o que não é divino!

Ainda há uma longa jornada pela frente, porque "o tempo não pára", pelo eterno caminho com muitas pedras a lapidar e trilhar, muitos cristais ainda a reluzir na virtude interior a desabrochar. Aqui e agora, eu sou pequena criança, eterna aprendiz como doce pétala de Deus...
Este ano está sendo um ano de consciência e provação. Além de tudo o que passei de desafios no campo físico-emocional-mental, recebi a benção de um nome espiritual que penso ser o mais perfeito para este caminho, caminhante e ato de caminhar.

... ÁTMA ...

Átma significa alma em sânscrito. Representa o PURO SER, o ser eterno, o essencial...

"é um convite tomar uma das grandes viagens humanas que qualquer um pode possivelmente fazer - uma viagem ao centro de seu ser. Este lugar é chamado Átma. Átma é o nome sânscrito para a sua alma, é quem você é realmente, ele é o que você representa verdadeiramente e é a fonte de seu potencial mais elevado. Por milhares de anos, os yogues antigos têm tomado isto como a mesma viagem, a procura de sua identidade verdadeira."

"O presente está dentro de nós, mas como podemos nós alcançá-lo? Para alcangar Átma exige um jogo das chaves. As chaves foram dadas em horas diferentes sob a forma das técnicas práticas e sistemáticas do yoga."

"Átma é uma fonte de felicidade, paz e amor constantes, ininterruptos. O yoga traz aproximadamente uma transformação total a todos os níveis de nossa existência - fisicamente, energética, mentalmente, emocionalmente, intelectual e espiritual. Esta mudança profunda reune nossa consciência humana individual com a consciência cósmica. Esta fusão da consciência é chamada Auto-Realização."

"Com o yoga, o chakra do coração é aberto e o indivíduo é transformado em uma expressão do amor divino, que é puro, além dos sentidos, altruístas e expandindo como nunca. Um começa a executar todas as seu/suas ações pela força do amor. Experimentando o mundo como uma manifestação da vontade divina, nós começamos viver uma vida mais alegre, mais harmoniosa, calma e equilibrada. Nós começamos a alcançar nosso potencial interno, nosso físico e os poderes espirituais são regenerados e há uma maiores sabedoria, discriminação e compreensão."

Assim eu agradeço a todos os mestres e seres que me auxiliam nesta jornada de LUZ, à LUZ e consciência da alma!!!

Em especial a todos os mestres de Kriyá Yoga e ao Mooji, mestre de Jñana Yoga!

GRATIDÃO ETERNA em AMOR SINCERO...


"As emoções surgem do vazio,
brincam no vazio
e dissolvem no vazio.
Mantenha-se quieto e dia após dia,
torne-se mais íntimo
com o silêncio interior,
a alegria e o amor
que são a fragância natural
do seu próprio coração."
Mooji
JAYA, jaya, jaya...

OM TAT SAT!

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Silêncio...


"Estou indo às montanhas para estar a sós com Deus", informou um estudante a Paramahansa Yogananda.

"Você não avançará espiritualmente dessa maneira", Paramahansaji respondeu. "Sua mente ainda não está preparada para se concentrar profundamente no Espírito. Seus pensamentos irão enfatizar principalmente em recordações de pessoas e passatempos mundanos, mesmo que você permaneça numa caverna. O alegre cumprimento dos seus deveres mundanos, juntamente com a meditação diária, é o melhor caminho".




Construa o seu ambiente interno. Pratique o silêncio! Eu me lembro da disciplina maravilhosa dos Grandes Seres. Quando nós falávamos e tagarelávamos, eles diziam: "Voltem-se para seu castelo interno". Era muito difícil compreender isso, mas agora eu entendo o caminho de paz que nos foi mostrado.

Meu silêncio, como uma esfera em expansão, propaga-se por toda parte.

Meu silêncio propaga-se como uma canção de rádio, acima e abaixo, à esquerda e à direita, dentro e fora.

Meu silêncio se espalha como um incêndio de bem-aventurança; os sombrios arbustos da tristeza e os altos carvalhos do orgulho estão todos se consumindo nas chamas.

Meu silêncio, como o éter, tudo permeia, levando as canções da terra, dos átomos e das estrelas aos salões da Sua infinita mansão.

Esteja com as pessoas em silêncio; não gaste tempo precioso e energia em conversas frívolas. Coma em silêncio; trabalhe em silêncio. Deus ama o silêncio.

Esteja só interiormente. Não siga vivendo a vida sem propósitos que tantas pessoas levam. Medite mais e leia mais bons livros... De vez em quando não há problema em assistir filmes e ter um pouco de vida social, mas, na maior parte das vezes, permaneça sozinho e viva dentro de si mesmo...

Aprecie a solidão; mas quando quiser misturar-se com outros, faça-o com todo o seu amor e amizade, de modo que essas pessoas não se esqueçam de você, mas sempre se lembrem que conheceram alguém que as inspirou e dirigiu suas mentes em direção a Deus.

Não graceje o tempo todo com os outros. Seja alegre e jovial por dentro. Por que dissipar em conversa inútil as percepções que você ganhou? Palavras são como balas: quando você gasta sua força em conversas frívolas, seu estoque de munição interna é desperdiçado. Sua consciência é como um balde de leite: quando você a enche com a paz da meditação, deve mantê-la assim. Gracejos geralmente são falsas diversões que provocam buracos nas laterais do seu balde e fazem com que todo o leite de sua paz seja derramado.

* * *
O silêncio habitual de Sri Yukteswar (mestre de Kiryá Yoga) era causado por suas profundas percepções do Infinito. Não lhe sobrava tempo para as intermináveis "revelações" que ocupam os dias dos instrutores que não alcançaram a Auto-realização. Dizem as Escrituras hindus: "Nos homens superficiais, o peixe dos pequeninos pensamentos provoca imenso tumulto. Nas mentes oceânicas, as baleias da inspiração mal encrespam a superfície."

Paramahansa Yogananda

SOHAM... em Deus, por Deus, com Deus!!!

"Toda alegria que há neste mundo
Vem do desejo de que os outros sejam felizes
E toda a dor que há neste mundo
Vem do desejo de que eu mesmo seja feliz"

Explicação sobre a lei do karma pg 131,
O LIVRO TIBETANO DO VIVER E DO MORRER,
Sogyal Rinpoche

 


"A alegria está em pensar em Deus ininterruptamente. A ânsia por ele deve ser permanente. Chegará o momento em que nem mesmo as maiores aflições do corpo, da mente e da alma poderão afastar sua consciência da presença viva de Deus. Isso não é maravilhoso? ... Viver com Deus, pensar em Deus e sentir Deus o tempo todo?"

"Imediatamente por trás das palavras que você profere, imediatamente por trás de seus pensamentos, imediatamente por trás do amor de seu coração, imediatamente por trás de sua vontade, imediatamente por trás do seu sentido de identidade está o grande espírito de Deus. Para os que pensam que Ele está longe, Ele está longe; mas para aqueles que pensam que Ele está perto, Ele estará perto. O Bhagavad Gita diz:

"Aquele que Me percebe em toda parte e comtempla, em Mim, todas as coisas, nunca Me perde de vista, nem Eu a ele.". O Senhor jamais nos falta."

"Yoga é a arte de tudo fazer com a consciência de Deus. Não só quando você medita, mas também quando trabalha seus pensamentos devem estar permanentemente ancorados Nele. Se você trabalha com a cosnciência de que o que faz é para agradar a Deus, essa atividade o une a Ele. Portanto, não imagine que só pode encontrar Deus na meditação. Tanto a meditação quanto a atividade correta são essenciais, como ensina o Bhagavad Gita. Se pensar em Deus enquanto executa os seus deveres neste mundo, você estará mentalmente unido a Ele."

" Cada pensamento nosso emite uma sutil vibração própria (...) Quando você mentalmente profere a palavra "DEUS" e continua repetindo interiormente esse pensamento, ele emana uma vibração que invoca a presença de Deus."

SO HAM - Sou Deus - Eu sou Aquele que É!!!
...

Paramhamsa Yogananda

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

O coração tem razões...

"Nunca se afaste de seus sonhos,
pois, se eles se forem,
você continuará vivendo,
mas terá deixado de existir. "

Charles Chaplin


VOCÊ SE LEMBRA DAQUELA TOCANTE HISTÓRIA DO LIVRO O PEQUENO PRÍNCIPE?

Bom, existe uma história mais tocante ainda que aconteceu de fato com o criador do Pequeno Príncipe, o escritor francês Antoine de St. Exupéry. Poucas pessoas sabem que ele lutou na Guerra Civil Espanhola, quando foi capturado pelo inimigo e levado ao cárcere para ser executado no dia seguinte. Nervoso, ele procurou em sua bolsa um cigarro, e achou um, mas suas mãos estavam tremendo tanto que ele não podia nem mesmo levá-lo à boca. Procurou fósforos, mas não tinha, porque os soldados haviam tirado todos os fósforos de sua bolsa. Ele olhou então para o carcereiro e disse: "Por favor, usted tiene fósforo?". O carcereiro olhou para ele e chegou perto para acender seu cigarro. Naquela fração de segundo, seus olhos se encontraram, e St. Exupéry sorriu.

Depois ele disse que não sabia por que sorriu, mas pode ser que quando se chega perto de outro ser humano seja difícil não sorrir. Naquele instante, uma chama pulou no espaço entre o coração dos dois homens e gerou um sorriso no rosto do carcereiro também. Ele acendeu o cigarro de St. Exupéry e ficou perto, olhando diretamente em seus olhos, e continuou sorrindo. St. Exupéry também continuou sorrindo para ele, vendo-o agora como pessoa, e não como carcereiro.

Parece que o carcereiro também começou a olhar St. Exupéry como pessoa, porque lhe perguntou: "Você tem filhos?". "Sim", St. Exupéry respondeu, e tirou da bolsa fotos de seus filhos. O carcereiro mostrou fotos de seus filhos também, e contou todos os seus planos e esperanças para o futuro deles. Os olhos de St. Exupéry se encheram de lágrimas quando disse que não tinha mais planos, porque ele jamais os veria de novo. Os olhos do carcereiro se encheram de lágrimas também. E de repente, sem nenhuma palavra, ele abriu a cela e guiou St. Exupéry para fora do cárcere, através das sinuosas ruas, para fora da cidade, e o libertou. Sem nenhuma palavra, o carcereiro deu meia-volta e retornou por onde veio. St. Exupéry disse: "Minha vida foi salva por um sorriso do coração".

O que foi aquela "chama" que pulou entre o coração desses dois homens? Isso tem sido tema de intensa pesquisa atualmente, na medida em que os cientistas estão se dando conta de que o coração não é meramente uma bomba mecânica, mas um sofisticado sistema para receber e processar informações. De fato, o coração envia mais mensagens ao cérebro que o cérebro envia ao coração! Como disse o filósofo francês Blaise Pascal: "O coração tem razões que a própria razão desconhece".

Estados emocionais negativos, como raiva ou frustração, geram ondas eletromagnéticas totalmente caóticas do coração, como se estivéssemos pisando no acelerador e no breque simultaneamente. Esse estado de batimentos desordenados é chamado de "incoerência cardíaca" e está ligado a doença cardíaca, envelhecimento precoce, câncer e morte prematura.

Em estados de amor ou gratidão, nosso batimento cardíaco torna-se "coerente". Isso diminui a secreção dos hormônios do estresse, reduz a depressão, hipertensão e insônia, melhora o sistema imune e aumenta a clareza mental. Essa é uma das razões pelas quais tem sido provado que as emoções positivas estão associadas à boa saúde física e mental - e à longevidade. Essa irradiação coerente do coração - essa "chama" de genuína afeição - pode afetar pessoas a uma distância de até 5 metros! Logo, na próxima vez em que você estiver numa situação difícil, respire profundamente, lembre-se de St. Exupéry e do Pequeno Príncipe e irradie a energia de seu coração. Como o Pequeno Príncipe nos lembrou, "somente com o coração podemos ver com clareza".

SUSAN ANDREWS

O que te perturba?

"Viva cada momento presente
de maneira intensa,
e o futuro cuidará de si mesmo.
Aprecie plenamente a maravilha
e a beleza de cada instante.
Pratique a presença da paz.
Quanto mais o fizer,
mais sentirá a presença
desse poder em sua vida."

Paramahama Yogananda



[...] A razão para um retiro solitário é se libertar de distúrbios. Mas o que é isso que te perturba? Você se perturba. Então, se você não perturbar a si mesmo, já está pronto.

Em outras palavras, a ênfase não está no ambiente, mas no modo como você reage ao ambiente. Nossas mentes ficam agitadas e perturbadas pela nossa perseguição aos objetos dos cinco sentidos. Se podemos controlar isso, já temos realização em retiro solitário.

Se o problema realmente estivesse nos cinco tipos de objetos sensoriais, eles também deveriam perturbar cadáveres. Então, viva em um lugar onde você não se perturbe, ou seja, onde você pare de perturbar a si mesmo.

Gyatrul Rinpoche (China, 1924 ~)
"Natural Liberation"

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Mãe Maria


Queridos irmãos e irmãs,

Com as bênçãos da Mãe Divina.

Amor e Luz,



Que as bênçãos do amor tragam paz aos vossos corpos, mentes e corações.

Disciplina, persistência, tolerância, compaixão e muito amor no coração; estes são os atributos que permitem a todos vós neste tempo reconhecer, trabalhar e transformar vossos processos pendentes, aqueles que ainda vos mantêm apegados às pessoas, coisas e situações na terceira dimensão.

Sem disciplina vossas mentes permanecem sob o controle de vossos egos, e vossos egos desenvolvem o poder de ampliar e acentuar tudo que é negativo em vós e em vosso mundo, mostrando-vos a falsa realidade de que o bem estar em vossas vidas está condicionado aos acontecimentos de vosso mundo ocorridos fora de vós.

Ledo engano, amados! Sabeis já que nada que é externo a vós, por si só detém o poder de gerar felicidade se não estiver refletindo o que já foi construído dentro de vós.

Todavia, para voltar vossa atenção para dentro, para vosso interior, e construir algo perene, é preciso desenvolver a persistência; é ela que tem o condão de vos manter atuando incessantemente no vosso objetivo, apesar das pedras no caminho, é ela que vos retira das distrações geradas em vosso entorno, e que sempre agem como um desestímulo, é ela que alimenta vossa vontade para que possais nunca esmorecer na busca da concretização dos vossos sonhos e ideais.

É preciso, ainda que não sejais um cobrador intransigente de vós mesmos e dos ourtros, exigindo que vossas transformações se dêem num ritmo mais acentuado do que podeis assimilar e implantar.

Tolerância, amados, a tolerância com vós mesmos sempre irá agir como um bálsamo para vossas contradições, mostrando-vos que não importa quantas vezes vos desviastes do caminho, mas sim quantas vossa determinação vos trouxe de volta, ajudando-vos a persistir nele, a vigiar vossos pensamentos, a refletir sobre vossas emoções.

A tolerância vos ajuda a implantar mais facilmente as mudanças que irão possibilitar a revelação de uma nova face de vós mesmos, aquela que não teme, aquela que acredita no seu poder, aquela que ama incondicionalmente; eis que já desenvolveu a compreensão de que cada um tem lições a aprender, cada um precisa reconhecer suas falhas, cada um precisa ser responsável por seus atos, e que tudo isso não se constrói com palavras, com julgamento, com crítica mas sim com a tolerância, aquela que precisa ser manifestada nas atitudes do dia a dia, servindo como exemplo para todos os que buscam também avançar no caminho.

Lembrai-vos que aquele que avança não o faz às custas de julgamento e egoísmo, mas sim alimentando a compaixão e o amor incondicional.

O amor cura, transforma e provê, e a compaixão expande esses atributos, possibilitando a expressão da fraternidade, da igualdade e da unidade entre todos os Filhos da Terra.

Bem amados, que possais aceitar e exercer vosso poder alicerçado na compaixão, para que possais curar, e ajudar também vossa Mãe Terra e seus filhos a exercitar a cura de todos os seus males, reconhecendo que é tempo de transformação, e que sem transformação inexiste qualquer possibilidade de mudança na realidade estreita da terceira dimensão.

Bem amados, que vossas orações possam atrair nestes próximos dias a poderosa energia de cura disponível em vosso planeta, para que ela possa nutrir a vós e a todas as formas de vida.

Bem amados, Eu vos deixo agora derramando sobre todos vós as minhas bênçãos e envolvendo a todos no meu manto de proteção porque Eu Sou Maria, Vossa Mãe.”

Mensagem de Mãe Maria, http://br.groups.yahoo.com/group/maemaria/
Amem...

sábado, 5 de dezembro de 2009

Os Níveis do SER HUMANO


Tirado do site: http://www.saindodamatrix.com/, é longo, mas vale a pena ler até o fim, precisos ensinamentos pra vida!!!!

um beijo grande na alma e no coração


* * * * * * *

Há alguns anos, um buscador aproximou-se de um Mestre da Arte Real (um verdadeiro Místico) e perguntou-lhe:

- Mestre, gostaria muito de saber por que razão os seres humanos guerreiam-se e por que não conseguem entender-se, por mais que apregoem estar buscando a Paz e o entendimento, por mais que apregoem o Amor e por mais que afirmem abominar o ódio.

- Essa é uma pergunta muito séria. Gerações e gerações a têm feito e não se conseguiu uma resposta satisfatória, por não se darem conta de que tudo é uma questão de nível evolutivo. A grande maioria da Humanidade do Planeta Terra está vivendo atualmente no nível 1. Muitos outros, no nível 2 e alguns outros no nível 3. Essa é a grande maioria. Alguns poucos já conseguiram atingir o nível 4, e pouquíssimos o nível 5, raríssimos o nível 6 e somente
de mil em mil anos aparece algum que atingiu o nível 7.

- Mas, Mestre, que níveis são esses?

- Não adiantaria nada explicá-los, pois além de não entender, também, logo em seguida, você os esqueceria e também a explicação. Assim, prefiro levá-lo numa viagem mental para realizar uma série de experimentos e aí, tenho certeza, você vivenciará e saberá exatamente o que são esses níveis, cada um deles, nos seus mínimos detalhes.

Colocou então as pontas de dois dedos na testa do consulente e, imediatamente, ambos estavam em outro local, em outra dimensão do Espaço e do Tempo. O local era uma espécie de bosque e, um homem se aproximava deles.

Ao chegar mais perto, disse-lhe o Mestre:

- Dê-lhe um tapa no rosto.

- Mas por quê? Ele não me fez nada...

- Faz parte do experimento. Dê-lhe um tapa, não muito forte, mas dê-lhe um tapa!

E o homem aproximou-se mais do Mestre e do consulente. Este, então, chegou até o homem, pediu-lhe que parasse e, sem nenhum aviso, deu-lhe um tapa que estalou. Imediatamente, como se fosse feito de mola, o desconhecido revidou com uma saraivada de socos e o consulente foi ao chão, por causa do inesperado do ataque.

Instantaneamente, como num passe de mágica, o Mestre e o consulente já estavam em outro lugar, muito semelhante ao primeiro e outro homem se aproximava. O Mestre, então comentou:

- Agora, você já sabe como reage um homem do nível 1. Não pensa. Age mecanicamente. Revida sem pensar. Aprendeu a agir dessa maneira e esse aprendizado é tudo para ele, é o que norteia sua vida, é sua "muleta".

Agora, você testará da mesma maneira o nosso companheiro que vem ai, do nível 2.

Quando o homem se aproximou, o consulente pediu que parasse e lhe deu um tapa. O homem ficou assustado, olhou para o consulente, mediu-o de cima a baixo e, sem dizer nada, revidou com um tapa, um pouco mais forte.

Instantaneamente, já estavam em outro lugar muito semelhante ao primeiro.

- Agora você já sabe como reage um homem do nível 2. Pensa um pouco, analisa superficialmente a situação, verifica se está à altura do adversário e aí, então, revida. Se se julgar mais fraco, não revidará imediatamente, pois irá revidar à traição. Ainda é carregado pelo mesmo tipo de "muleta" usada pelo homem do nível 1. Só que analisa um pouco mais as coisas e fatos da vida.

Entendeu? Repita o mesmo com esse que vem chegando.

A cena repetiu-se. Ao receber o tapa, o homem parou, olhou para o consulente
e assim falou:

- O que é isso, moço?... Mereço uma explicação, não acha? Se não me explicar direitinho por que razão me bateu, vai levar uma surra! Estou falando sério!

- Eu e o Mestre estamos realizando uma série de experimentos e este experimento consta exatamente em fazer o que fiz, ou seja, bater nas pessoas para ver como reagem.

- E querem ver como reajo?

- Sim. Exatamente isso...

- Já reparou que não tem sentido?

- Como não? Já aprendemos ótimas lições com as reações das outras pessoas. Queremos saber qual a lição que você irá nos ensinar...

- Ainda não perceberam que isso não faz sentido? Por que agredir as pessoas assim, gratuitamente?

- Queremos verificar - interferiu o Mestre - as reações mais imediatas e primitivas das pessoas. Você tem alguma sugestão ou consegue atinar com alguma alternativa?

- De momento, não me ocorre nenhuma. De uma coisa, porém, estou certo: esse teste é muito bárbaro, pois agridem os outros. Estou realmente muito assustado e chocado com essa ação de vocês, que parecem pessoas inteligentes e sensatas. Certamente deverá haver algo menos agressivo e mais inteligente. Não acham?

- Enfim - perguntou o buscador - como você vai reagir? Vai revidar? Ou vai nos ensinar uma outra maneira de conseguir aprender o que desejamos?

- Já nem sei se continuo discutindo com vocês, pois acho que estou perdendo meu tempo. São dois malucos e tenho coisas mais importantes para fazer do que ficar conversando com dois malucos. Afinal, meu tempo é precioso demais e não vou desperdiçá-lo com vocês. Quando encontrarem alguém que não seja tão sensato e paciente como eu, vão aprender o que é agredir gratuitamente as pessoas. Que outro, em algum lugar, revide por mim. Não vou nem perder meu tempo com vocês, pois não merecem meu esforço... São uns perfeitos idiotas... Imagine só, dar tapas nos outros... Besteira... idiotice... falta do que fazer... E ainda querem me convencer de que estão buscando conhecimento. .. Picaretas! Isso é o que vocês são! Uns picaretas! Uns charlatães!
Imediatamente, aquela cena apagou-se e já se encontravam em outro lugar, muito semelhante a todos os outros. Então, o Mestre comentou:

- Agora você já sabe como age o homem do nível 3. Gosta de analisar a situação, discutir os pormenores, criticar tudo, mas não apresenta nenhuma solução ou alternativa, pois ainda usa as mesmas "muletas" que os outros dois anteriores também usavam. Prefere deixar tudo "pra lá", pois "não tem tempo" para se aborrecer com a ação, que prefere deixar para os "outros".

É um erudito e teórico que fala muito, mas que age muito pouco e não apresenta nenhuma solução para nenhum problema, a não ser a mais óbvia e assim mesmo, olhe lá... É um medíocre enfatuado, cheio de erudição, que se julga o "Dono da Verdade", que se acha muito "entendido" e que reclama de tudo e só sabe criticar. É o mais perigoso de todos, pois costuma deter cargos de comando, por ser, geralmente, portador de algum diploma universitário em nível de bacharel (mais outra "muleta") e se pavoneia por isso.

Possui instrução e muita erudição. Já consegue ter um pouquinho mais de percepção das coisas, mas é somente isso. Ainda precisa das "muletas" para continuar vivendo, mas começa a perceber que talvez seja melhor andar sem elas. No entanto, por "preguiça vital" e simples falta de força de vontade, prefere continuar a utilizá-las. De resto, não passa de um medíocre enfatuado que sabe apenas argumentar e tudo criticar. Vamos agora saber como reage um homem do nível 4. Faça o mesmo com esse que aí vem.

E a cena repetiu-se. O caminhante olhou para o buscador e perguntou:

- Por que você fez isso? Eu fiz alguma coisa errada? Ofendi você de alguma maneira? Enfim, gostaria de saber por que motivo você me bateu. Posso saber?

- Não é nada pessoal. Eu e o Mestre estamos realizando um experimento para aprender qual será a reação das pessoas diante de uma agressão imotivada.

- Pelo visto, já realizaram este experimento com outras pessoas. Já devem ter aprendido muito a respeito de como reagem os seres humanos, não é mesmo?

- É... Estamos aprendendo um bocado. Qual será sua reação? O que pensa de nosso experimento? Tem alguma sugestão melhor?

- Hoje vocês me ensinaram uma nova lição e estou muito satisfeito com isso e só tenho a agradecer por me haverem escolhido para participar deste seu experimento. Apenas acho que vocês estão correndo o risco de encontrar alguém que não consiga entender o que estão fazendo e revidar a agressão.

Até chego a arriscar-me a afirmar que vocês já encontraram esse tipo de pessoa, não é mesmo? Mas também se não corrermos algum risco na vida, nada jamais poderá ser conseguido em termos de evolução. Sob esse ponto de vista, a metodologia experimental que vocês imaginaram é tão boa como outra qualquer. Já encontraram alguém que não entendesse o que estão a fazer e
igualmente reações hostis, não é mesmo? Por outro lado, como se trata de um aprendizado gostaria muito de acompanhá-los para partilhar desse aprendizado. Aceitaria-me como companheiro de jornada? Gostaria muito de adquirir novos conhecimentos. Posso ir com vocês?

- E se tudo o que dissemos for mentira? E se estivermos mal-intencionados? - perguntou o Mestre - Como reagiria a isso?

- Somente os loucos fazem coisas sem uma razão plausível. Sei muito bem distinguir um louco de um são e, definitivamente, tenho a mais cristalina das certezas de que vocês não são loucos. Logo, alguma razão vocês deverão ter para estarem agredindo gratuitamente as pessoas... Essa razão que me deram é tão boa e plausível como qualquer outra. Seja ela qual for, gostaria de seguir com vocês para ver se minhas conjecturas estão certas, ou seja, de que falaram a verdade e, se assim for, compartilhar da experiência de vocês. Enfim, desejo aprender cada vez mais, e esta é uma boa ocasião para isso. Não acham?

Instantaneamente tudo se desfez e logo estavam em outro ambiente, muito semelhante aos anteriores. O Mestre assim comentou:

- O homem do nível 4 já está bem distanciado e se desligando gradativamente dos afazeres mundanos. Já sabe que existem outros níveis mais baixos e outros mais elevados e está buscando apenas aprender mais e mais para evoluir, para tornar-se um sábio. Não é, em absoluto, um erudito (embora até mesmo possa possuir algum diploma universitário) e já compreende bem a natureza humana para fazer julgamentos sensatos e lógicos. Por outro lado,
possui uma curiosidade muito grande e uma insaciável sede de conhecimentos. E isso acontece porque abandonou suas "muletas" há muito pouco tempo, talvez há um mês ou dois. Ainda sente falta delas, mas já compreendeu que o melhor mesmo é viver sem elas.

Dentro de muito pouco tempo, só mais um pouco de tempo, talvez mais um ano ou dois, assim que se acostumar, de fato, a sequer pensar nas "muletas", estará realmente começando a trilhar o caminho certo para os próximos níveis. Mas vamos continuar com o nosso aprendizado. Repita o mesmo com este homem que aí vem, e vamos ver como reage um homem do nível 5.

O tapa estalou.

- Filho meu... Eu bem o mereci por não haver percebido que estavas necessitando de ajuda. Em que te posso ser útil?

- Não entendi... Afinal, dei-lhe um tapa. Não vai reagir?

- Na verdade, cada agressão é um pedido de ajuda. Em que te posso ajudar, filho meu?

- Estamos dando tapas nas pessoas que passam, para conhecermos suas reações. Não é nada pessoal...

- Então, é nisso que te posso ajudar? Ajudar-te-ei com muita satisfação pedindo-te perdão por não haver logo percebido que desejas aprender. É meritória tua ação, pois o saber é a coisa mais importante que um ser humano pode adquirir. Somente por meio do saber é que o homem se eleva. E se estás querendo aprender, só tenho elogios a te oferecer. Logo aprenderás a lição mais importante que é a de ajudar desinteressadamente as pessoas, assim como estou a fazer com vocês neste momento. Ainda terás um longo caminho pela frente, mas se desejares, posso ser o teu guia nos passos iniciais e te poupar de muitos transtornos e dissabores. Sinto-me perfeitamente capaz de guiar-te nos primeiros passos e fazer-te chegar até onde me encontro. Daí para diante, faremos o restante do aprendizado juntos. O que achas da proposta? Aceitas-me como teu guia?

Instantaneamente a cena se desfez e logo se viram em outro caminho, um pouco mais agradável do que os demais, e o Mestre assim se expressou:

- Quando um homem atinge o nível 5, começa a entender que a Humanidade em geral, digamos, o homem comum, é como uma espécie de adolescente que ainda não conseguiu sequer se encontrar e, por esse motivo, como todo e qualquer bom adolescente, é muito inseguro e, devido a essa insegurança, não sabe como pedir ajuda e agride a todos para chamar atenção sobre si mesmo e pedir, então, de maneira velada e indireta, a ajuda de que necessita. O homem do nível 5 possui a sincera vontade de ajudar e de auxiliar a todos desinteressadamente , sem visar vantagens pessoais. É como se fosse uma Irmã Dulce ou uma Madre Teresa de Calcutá da vida. Sabe ser humilde e reconhece que ainda tem muito a aprender para atingir níveis evolutivos mais elevados. E deseja partilhar gratuitamente seus conhecimentos com todos os seres
humanos. Compreende que a imensa maioria dos seres humanos usa "muletas" diversas e procura ajudá-los, dando-lhes exatamente aquilo que lhe é pedido, de acordo com a "muleta" que estão usando ou com o que lhes é mais acessível no nível em que se encontram.

A partir do nível 5, o ser humano adquire a faculdade de perceber em qual nível o seu interlocutor se encontra. Agora, dê um tapa nesse homem que aí vem. Vamos ver como reage o homem do nível 6.

E o buscador iniciou o ritual. Pediu ao homem que parasse e lançou a mão ao seu rosto. Jamais entenderá como o outro, com um movimento quase instantâneo, desviou-se e a sua mão atingiu apenas o vazio.

- Meu filho querido! Por que você queria ferir-se a si mesmo? Ainda não aprendeu que agredindo os outros, você estará agredindo a si mesmo? Você ainda não conseguiu entender que a Humanidade é um organismo único e que cada um de nós é apenas uma pequena célula desse imenso organismo? Seria você capaz de provocar, deliberadamente, em seu corpo um ferimento que vai doer muito e cuja cicatrização orgânica e psíquica vai demorar muito e causará muito sofrimento inútil?

- Mas estamos realizando um experimento para descobrir qual será a reação das pessoas a uma agressão gratuita.

- Por que você não aprende primeiro a amar? Por que, em vez de dar um tapa, não dá um beijo nas pessoas? Assim, em lugar de causar-lhes sofrimento, estará demonstrando Amor. E o Amor é a Energia mais poderosa e sublime do Universo... Se você aprender a lição do Amor, logo poderá ensinar Amor para todas as outras células da Humanidade, e tenho a mais concreta certeza de que, em muito pouco tempo, toda a Humanidade será um imenso organismo que distribuirá Amor por todo o Planeta e daí, por extensão, emitirá vibrações de Amor para todo o Universo. Eu amo a todos como amo a mim mesmo. No instante em que você compreender isso, passará a amar a si mesmo e a todos os demais seres humanos da mesma maneira e terá aprendido a Regra de Ouro do Universo: Tudo é Amor! A vida é Amor! Nós somos centelhas de Amor! E por tanto amar você, jamais poderia permitir que você se ferisse, agredindo a
mim. Se você ama uma criança, jamais permitirá que ela se machuque ou se fira, porque ela ainda não entende que se agir de determinada maneira perigosa irá ferir-se e irá sofrer. Você a ampararia, não é mesmo? Você deverá aprender, em primeiro lugar a Lição do Amor, a viver o Amor em toda a sua plenitude, pois o Amor é tudo e, se você está vivo, deve sua vida a um
Ato de Amor. Pense nisso, medite muito sobre isso. Dê Amor gratuitamente.

Ensine Amor com muito Amor e logo verá como tudo a seu redor vai ficar mais sublime, mais diáfano, pois você estará flutuando sob os influxos da Energia mais poderosa do Universo, que é o Amor. E sua vida será sublime...

Instantaneamente, tudo se desfez e se viram em outro ambiente, ainda mais lindo e repousante do que este último em que estiveram. Então o Mestre falou:

- Este é um dos níveis mais elevados a que pode chegar o Ser Humano em sua senda evolutiva, ainda na Matéria, no Planeta Terra. Um homem que conseguiu entender o que é o Amor, já é um Homem sublime, inefável e quase inatingível pelas infelicidades humanas, pois já descobriu o Começo da Verdade, mas ainda não a conhece em toda a sua plenitude, o que só acontecerá quando atingir o nível 7. Logo você descobrirá isso. Dê um tapa nesse homem que aí
vem chegando.

E o buscador pediu ao homem que parasse. Quando seus olhares se cruzaram, uma espécie de choque elétrico percorreu-lhe todo o corpo e uma sensação mesclada de amor, compaixão, amizade desinteressada, compreensão, de profundo conhecimento de quase tudo que se relaciona à vida e um enorme sentimento de extrema segurança encheu-lhe todo o seu ser.

- Bata nele! - ordenou o Mestre.

- Não posso, Mestre, não posso...

- Bata nele! Faça um grande esforço, mas terá que bater nele! Nosso aprendizado só estará completo se você bater nele! Faça um grande esforço e bata! Vamos! Agora!

- Não, Mestre. Sua simples presença já é suficiente para que eu consiga compreender a futilidade de lhe dar um tapa. Prefiro dar um tapa em mim mesmo. Nele, porém, jamais!

- Bate-me - disse o Homem com muita firmeza e suavidade - pois só assim aprenderás tua lição e saberás finalmente porque ainda existem guerras na Humanidade.

- Não posso... Não posso...Não tem o menor sentido fazer isso...

- Então - tornou o Homem - já aprendeste tua lição. Quem, dentre todos em quem bateste, a ensinou para ti? Reflete um pouco e me responde.

- Acho que foram os três primeiros, do nível 1 ao 3. Os outros apenas a ilustraram e a complementaram. Agora compreendo o quão atrasados eles estão e o quanto ainda terão que caminhar na senda evolutiva para entender esse fato. Sinto por eles uma compaixão muito profunda. Estão de "muletas" e não sabem disso. E o pior de tudo é que não conseguem perceber que é até muito simples e muito fácil abandoná-las e que, no preciso instante em que as abandonarem, começarão a progredir. Era essa a lição que eu deveria aprender?

- Sim, filho meu. Essa é apenas uma das muitas facetas do Verdadeiro Aprendizado. Ainda terás muito que aprender, mas já aprendeste a primeira e a maior de todas as lições. Existe a Ignorância! - volveu o Homem com suavidade e convicção - Mas ainda existem outras coisas mais que deves ter aprendido. O que foi?

- Aprendi também que é meu dever ensiná-los para que entendam que a vida está muito além daquilo que eles julgam ser muito importante - as suas "muletas" - e também sua busca inútil e desenfreada por sexo, status social, riquezas e poder. Nos outros níveis, comecei a entender que para se ensinar alguma coisa para alguém é preciso que tenhamos aprendido aquilo que vamos
ensinar. Mas isso é um processo demorado demais, pois todo mundo quer tudo às pressas, imediatamente. ..

- A Humanidade ainda é uma criança, mal acabou de nascer, mal acabou de aprender que pode caminhar por conta própria, sem engatinhar, sem precisar usar "muletas". O grande erro é que nós queremos fazer tudo às pressas e medir tudo pela duração de nossas vidas individuais. O importante é que compreendamos que o tempo deve ser contado em termos cósmicos, universais.

Se assim o fizermos, começaremos, então, a entender que o Universo é um organismo imenso, ainda relativamente novo e que também está fazendo seu aprendizado por intermédio de nós - seres vivos conscientes e inteligentes que habitamos planetas disseminados por todo o espaço cósmico. Nossa vida individual só terá importância mesmo, se conseguirmos entender e vivenciar este conhecimento, esta grande Verdade: - Somos todos uma imensa equipe energética atuando nos mais diversos níveis energéticos daquilo que é conhecido como Vida e Universo, que, no final das contas, é tudo a mesma coisa.

- Mas sendo assim, para eu aprender tudo de que necessito para poder ensinar aos meus irmãos, precisarei de muito mais que uma vida. Ser-me-ão concedidas mais outras vidas, além desta que agora estou vivendo?

- Mas ainda não conseguiste vislumbrar que só existe uma única Vida e tu já a estás vivendo há milhões e milhões, nos mais diversos níveis? Tu já foste energia pura, átomo, molécula, vírus, bactéria, enfim, todos os seres que já apareceram na escala biológica. E tu ainda és tudo isso. Compreende, filho meu, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma.

- Mas mesmo assim, então não terei tempo, neste momento atual de minha manifestação no Universo, de aprender tudo o que é necessário ensinar aos meus irmãos que ainda se encontram nos níveis 1, 2 e 3.

- E quem o terá jamais, algum dia? Mas isso não tem a menor importância, pois tu já estás a ensinar o que aprendeste nesta breve jornada mental. Já aprendeste que existem 7 níveis evolutivos possíveis aos seres humanos, aqui, agora, neste Planeta Terra.

O autor deste conto conseguiu transmiti-lo, há alguns milênios, através da tradição oral, durante muitas e muitas gerações. O autor deste trabalho, ao ler esse conto, há muitos anos atrás, também aprendeu a mesma lição e agora a está transmitindo para todos aqueles que vierem a lê-lo e, no final, alguns desses leitores, um dia ensinarão essa mesma lição a outros irmãos humanos.

Compreendes agora que não será necessário mais do que uma única vida como um ser humano, neste Planeta Terra, para que aprendas tudo e que possas transmitir esse conhecimento a todos os seres humanos nos próximos milênios vindouros? É só uma questão de tempo, não concordas, filho meu? Agora, se quem deste aprendizado tomar conhecimento e, assim mesmo, não desejar progredir, não quiser deixar de lado as "muletas" que está usando ou não quiser aceitar essa verdade tão cristalina, o problema e a responsabilidade já não serão mais teus. Tu e todos os demais que estão transmitindo esse conhecimento já cumpriram as suas partes. Que os outros, os que dele estão tomando conhecimento, cumpram as suas.

Para isso são livres e possuem o discernimento e o livre arbítrio suficientes para fazer suas escolhas e nada tens com isso. Entendeste, filho meu?"

Texto (até onde sei) *anônimo*

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Yamas e Niyamas, a ética yogi

"Como fazem pouco ruído
os verdadeiros milagres!
Como são simples
os acontecimentos essenciais!"
Saint-Exupéry




O desenvolvimento pessoal através do caminho do yoga se baseia principalmente nos princípios fundamentais conhecidos aqui como yama e niyama, preliminares a qualquer prática. Somente estudando-os e colocando-os em prática, o yogin ou a yoginí aprende a enfrentar suas falhas e desenvolver vontade firme para superá-las, rumo à evolução espiritual.

Segundo Tara Michael: “Os yamas são os refreamentos. Deriva da raiz yam que significa refrear, domar, ter sob controle. Referem-se ao domínio dos impulsos naturais, inerentes a todos os seres vivos, comuns ao homem e ao animal”.

“Os niyamas são as observâncias. De forma mais positiva e construtiva que o anterior, visam a organização da vida interior. É preciso reestruturar a personalidade profunda por meio destas 5 observâncias que devem ser praticadas regularmente, dia após dia”.

“Ainda temos ásana, pranáyámá e pratyáhára compondo os 5 membros externos junto com os dois descritos anteriormente. Já dhárana, dhyána e samádhi compõem os 3 membros internos”.

Yamas - São as 5 normas éticas do praticante, para um convívio harmônico em sociedade.
• Ahimsá - não violência;
• Satya - não mentir;
• Asteya - não roubar;
• Aparigraha - não cobiçar;
• Brahmacharya - não extrapolar os limites, não dissipar a energia da sexualidade.

Pela experiência no mundo material vemos que a violência, a mentira, o roubo, a cobiça e a dissipação energética, cujas raízes estão na ganância e nos desejos exacerbados, apenas nos conduzem à dor e à ignorância.

Quando o yogin elimina toda a violência do seu pensamento e ação, cessa a inimizade e nasce o impulso de unificação e transcendência do ego. Com o cultivo da verdade, a honestidade passa a brilhar. Apropriar-se do que não lhe pertence, é também uma violência. Com o cultivo da temperança se adquire mais energia. Ao controlar os desejos, a vida se torna mais simples e feliz. A simplicidade auxilia na virtude do desapego e da renúncia, aspecto essencial do estilo de vida yogi.

* * *

AHIMSA - não violência: É a não agressão, quer seja em forma de violência física, verbal ou mental, seja ela externa ou interna. Tudo que existe na natureza deve ser considerado parte do amor Divino.

"Só há uma religião – a religião do amor; da paz.
Só há uma mensagem, a mensagem de Ahimsa.
Ahimsa é a obrigação suprema do homem".

Swami Sivananda

* * *

SATYA - veracidade: a veracidade em sua mais alta concepção. É o controle da palavra.
"A palavra é metade de quem a pronuncia e metade de quem a escuta. "
Montaigne

"Se você é verdadeiro consigo mesmo, e seus pensamentos e ações são coerentes entre si, então o orgulho e o egoísmo jamais tomarão conta de você em suas práticas espirituais ou no serviço a Deus. "
Swami Shivananda

"Sempre que a verdade, a pureza e a abnegação estiverem presentes, não haverá poder, acima ou abaixo do sol, capaz de prejudicar quem as possua. O indivíduo dotado desses atributos tem força para enfrentar o universo inteiro."Swami Vivekananda

* * *

ASTEYA - não roubar: Pressupõe não apenas não tirar do outro, como não desejar o que não lhe pertence. É também não usar abusando do tempo além do permitido ou para fins indevidos. O yogi deve reduzir suas necessidades ao mínimo. Da mesma forma, asteya se refere a observar os “atalhos” escolhidos.

"Todos os poderes do universo já nos pertencem. Somos nós que colocamos as mãos sobre os olhos e reclamamos da escuridão. Saiba que a escuridão não existe à nossa volta. Retire as mãos dos olhos e perceberá que, desde o começo, a luz sempre esteve ali. Jamais existiu escuridão. Jamais existiu fraqueza. "
Swami Vivekananda

"Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo... e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos" Fernando Pessoa
* * *

APARIGRAHA - não possessividade: È o desapego e a renúncia. Não colecionar, ter apenas aquilo de que necessita e aquilo que trabalhou para conquistar, desfrutando apenas dos frutos de seu esforço pessoal. O praticante adota a conduta da simplicidade voluntária, tornando a vida equilibrada e confiante.

"Tudo flui e nada permanece. A mesma pessoa não mergulha no mesmo rio duas vezes, porque muda o rio e muda a pessoa. "
Heráclito

"As nuvens podem esconder as estrelas; mas as nuvens passam e as estrelas ficam."
Luc de Clapiers
* * *

BRAHMACHARYA - castidade: É saber usar suas forças sabiamente sem deturpá-las, desenvolvendo muita vitalidade, sem desperdiçar energia de forma profana. É saber aplicar as forças físicas, intelectuais e emocionais para o crescimento da sua vida espiritual. Contenção dos impulsos primários, traduzido freqüentemente como celibato, não precisa necessariamente ser monge para praticar. É útil a solteiros e casados, com ou sem família. Recomenda a continência da mente, da palavra e do corpo, bem como todos os excessos.

"Tudo vem para quem age enquanto espera. "
Thomas Edison

* * *
O segundo passo do caminho óctuplo de Patañjali continua a controlar a energia psicofísica liberada pela prática regular da disciplina moral. Representa um esforço pessoal do yogin que faz o possível para compreender e transcender a personalidade egóica.

Niyamas - são normas éticas do praticante para consigo mesmo e para com a Realidade transcendente.
• Sauchan - pureza;
• Santosha - contentamento, alegria;
• Tapas - austeridade, disciplina, ascese, auto-superação;
• Swádhyáya - estudo e auto-estudo;
• Íshwara Pranidhána - auto-entrega ou entrega ao Absoluto.

SAUCHAN - pureza: Pureza não se restringe à limpeza corporal. Para alcançar sauchan, o yogin deve excluir hábitos grosseiros, que embrutecem seu corpo. O verdadeiro contentamento reside num estado de calma interna e paz mental, é uma expressão de renúncia e sacrifício voluntário.

“A limpeza é irmã da santidade”
John Wesley

"Os únicos demônios neste mundo são aqueles que correm dentro do seu coração, e ali é onde todas as batalhas devem ser travadas."

Mahatma Gandhi

"É impossível ir em direção à nossa luz sem que, ao mesmo tempo, tenhamos que enfrentar a sombra que nos habita. "

Graf Dürckheim

* * *

SANTOSHA - contentamento: É cultivar um estado de contentamento. Estar feliz com o que se tem e principalmente com o que se é. Alegrar-se com as coisas mais simples, independente dos fatores externos. É contemplar o divino que habita em todos os seres e formas da natureza, por esta dádiva realizar-se, por se perceber parte atuante e integrante de toda a magnitude universal.

"A vida se revela ao mundo como uma alegria. Há alegria no jogo eternamente variado de seus matizes, na música de suas vozes na dança de seus movimentos. A morte não pode ser verdade enquanto não desaparecer a alegria do coração do ser humano. "
Tagore
* * *

TAPAS - austeridade: A austeridade diz respeito à autodisciplina. É saber suportar as dificuldades e ter domínio sobre as circunstâncias. A palavra tapas significa produzir calor ou tornar-se ardente. Refere-se à grande energia produzida pela prática da ascese, necessária para despertar a consciência superior. Seu fruto é a perfeição do corpo, o qual se torna tão forte e robusto como um diamante.

"Autodisciplina não é torturar a si próprio; é a maneira de organizar as forças desgovernadas da mente e concentrá-las nos hábitos de viver específicos que nos podem proporcionar a verdadeira felicidade. "
Paramahansa Yogananda

* * *

SWÁDHYAYÁYA - auto-estudo: A palavra swádhyáya é composta de swa (seu próprio) e adhyáya (entrar em), denotando o ato de penetrar no sentido oculto das escrituras sagradas e em si mesmo. O estudo consiste no conhecimento das ciências relacionadas ao processo de liberação e ao auto-estudo como observância constante de suas atitudes e pensamentos, e não somente à compreensão intelectual. Alguns comentadores do Yoga Sútra afirmam que significa também a recitação meditativa dos textos sagrados (japa), deixando-se absorver pela sabedoria antiga.

"O desejo de fazer o bem é a melhor força motivadora que possuímos, isso se tivermos sempre em mente que servir os outros é um privilégio. "
Swami Vivekananda

* * *

ÍSHWARA PRANIDHANA - entrega ao Supremo: A definição indica o sentido mais total desse último niyama: Íshwara = Senhor; nidhána = toda ação; pra = diante. Isto é, depositar toda a ação diante do Senhor. A auto-entrega, não consiste numa atitude de abandono, nem numa resignação piedosa, mas na oferenda verdadeira das ações e seus resultados. A devoção ao Senhor é o coração que se abre para o Ser transcendente. Entenda-se que neste contexto, Íshwara representa um dos Si Mesmos superiores (purusha), o qual, embora contendo múltiplos são fundidos entre si.

"Fé é acreditar no que não vemos, e a recompensa dessa fé é vermos aquilo em que acreditamos."
Santo Agostinho

"Existe alguém cujo nome é Amor infinito. Essa é a única definição possível de Deus. Não faça caso nem mesmo se o universo for destruído. O que mais nos importa, se Ele é o amor infinito?"

Swami Vivekananda

"Saber rezar é saber amar. "

Samuel Taylor Coleridge