Recorda desde a divina matriz o real propósito a que vens AQUI e pelo qual AGORA te manifestas!

Enquanto um diz: Namastê, te saúdo e te reconheço como a sagrada divindade. Em outro lugar, o outro pulsa: In lake´sh, eu sou o outro em você a serviço planetário da compreensão, da aceitação, da cura, da libertação e da realização.

Aquele que tudo vê, nos inspira e responde: "Com visão e esperança danço e canto para o coração divino." Acredito que assim nasce o puro, verdadeiro e divino AMOR, nossa responsabilidade básica.

Aqui e agora é tudo que existe de ETERNO. Respiro e sinto o que simplesmente É e dentro dessa Eternidade, a lembrança IMORTAL: SOMOS UM na Divina Presença.

Seja uno com cada ser-elemento manifesto e a gratidão lhe conecta na fonte de amor e alegria infinita, paz e compaixão infinita, paciência e tolerância infinita.

No espelho do ser, o reflexo D´eus. A união do Todo se traduz num som... OM... AMEM... silêncio!

OM TAT SAT OM...

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Sabedoria Nativa


Diz a sabedoria indígena que quando

não cumprimos o que prometemos,

o fio de nossa ação,

que deveria estar concluída

e amarrada em algum lugar,

fica solto ao nosso lado.



Com o passar do tempo,

os fios soltos enrolam-se em nossos pés

e impedem que caminhemos livremente.. .

ficamos amarrados às nossas próprias palavras.



Por isso os nativos têm o costume

de "por-as-palavras- a-andar",

que significa agir de acordo com o que se fala;



Isso conduz à integridade entre

o pensar, o sentir e o agir no mundo

e nos conduz ao Caminho da Beleza

onde há harmonia e prosperidade naturais.

O monge e a prostituta

Permanecendo CENTRADO


Onde quer que você esteja, fique centrado, torne-se mais alerta, viva de forma mais consciente. Não há nenhum outro lugar para ir. Tudo que tiver de acontecer, precisa acontecer dentro de você, e isso só depende de você.

Você não é um marionete, e as cordas que o sustentam não estão nas mãos de ninguém. Você é um indivíduo absolutamente livre. Se decidir permanecer nas ilusões, você pode ficar assim por muitas e muitas vidas. Se você decidir dar o fora, basta um único instante para decidir. Você pode deixar para trás todas as ilusões agora mesmo.

Buda estava em Vaishali, onde Amrapali viveu – Amrapali era uma prostituta. No tempo de Buda, na Índia, era comum que as mulheres mais bonitas de qualquer cidade não seriam permitidas casar com qualquer pessoa, pois isso irá criar desnecessário ciúmes, inveja, conflito, luta. Assim as mais belas mulheres tinham que se tornar nagarvadhu - esposas da cidade inteira.

Isso não era vergonhoso de maneira alguma; pelo contrário, elas eram muito respeitadas. Não eram prostitutas comuns. Só eram visitadas por aqueles muito ricos, ou reis, príncipes, generais – a classe mais alta da sociedade.

Amrapali era muito bonita. Um dia ela estava no seu terraço e viu um jovem monge Budista. Ela nunca tinha se apaixonado por alguém, mas ela sentiu-se subitamente apaixonada – um jovem de uma tremenda presença, percepção, graça. O jeito que ele caminhava... Ela desceu correndo e disse a ele, “Dentro de três dias a estação chuvosa vai começar...” Ela sabia que monges budistas não se movem durante quatro meses durante os quatro meses da estação de chuvas. Amrapali disse, “Eu lhe convido para ficar na minha casa durante os próximos quatro meses.”

O jovem monge respondeu, “Vou perguntar ao meu mestre. Se ele permitir, ficarei.”

O jovem monge foi, tocou nos pés de Buda e contou a história toda, “Ela me pediu para ficar os quatro meses na casa dela. Eu disse a ela que iria consultar meu mestre, então estou aqui... farei o que você disser.”

Buda olhou em seus olhos e disse, “Você pode ficar.”

Isso foi um choque. Dez mil monges... Houve grande silêncio mas muita raiva, muita inveja. Depois que o jovem saiu para ficar com Amrapali, os monges começaram a trazer fofocas todos os dias, “Toda a cidade está em rebuliço. Só se fala numa coisa – que um monge budista está na casa de Amrapali.”

Buda disse, “Vocês deveriam guardar silêncio. Eu confio no meu monge. Eu olhei nos de seus olhos – não havia nenhum desejo. Se eu tivesse dito não, ele teria se chateado. Eu disse sim... ele simplesmente foi. E eu confio na consciência dele, na sua meditação. Porque vocês ficaram tão agitados e preocupados?

Após quatro meses o jovem voltou, tocou nos pés de Buda – e com ele estava Amrapali, vestida como uma monja budista. Ela tocou nos pés de Buda e disse, “Eu dei o máximo de mim para seduzir seu monge, mas foi ele que me seduziu. Ele me convenceu pela sua presença e percepção que a verdadeira vida consiste em segui-lo.”

E Buda então disse para a assembléia de monjes, “Agora, estão satisfeitos ou não?” Se a meditação for profunda, se a percepção for clara, nada pode perturbá-la. Amrapali tornou-se uma das mulheres iluminadas entre os discípulos de Buda.

OM MANI PADME HUM

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Amizade

"...E que não haja outra finalidade na amizade
a não ser o amadurecimento do espírito.

Pois o amor que procura outra coisa
a não ser a revelação do seu próprio mistério não é amor,
mas uma rede armada, e somente o inaproveitável é nela apanhado.

E que o melhor de vós próprio seja para vosso amigo.
Se ele deve conhecer o fluxo de vossa maré,
que conheça também o seu refluxo.

Pois, que achais seja vosso amigo para
que o procureis somente a fim de matar o tempo?

Procurai-o sempre com horas para viver.
Pois o papel do amigo é o de encher vossa necessidade e não vosso vazio.
E na doçura da amizade,
que haja risos e o partilhar dos prazeres.
Pois no orvalho de pequenas coisas,
o coração encontra sua manhã e se sente refrescado.”

Gibran Khalil Gibran


Um jovem recém casado estava sentado num sofá num dia quente e úmido, bebericando chá gelado durante uma visita ao seu pai. Ao conversarem sobre a vida, o casamento, as responsabilidades da vida, as obrigações da pessoa adulta, o pai remexia pensativamente os cubos de gelo no seu copo e lançou um olhar claro e sóbrio para seu filho.

- Nunca esqueça de seus amigos, aconselhou! Serão mais importantes na medida em que você envelhecer. Independentemente do quanto você ame sua família, os filhos que porventura venham a ter, você sempre precisará de amigos. Lembre-se de ocasionalmente ir a lugares com eles; faça coisas com eles; telefone para eles...

Que estranho conselho! Pensou o jovem. Acabo de ingressar no mundo dos casados. Sou adulto. Com certeza minha esposa e a família que iniciaremos serão tudo que necessito para dar sentido à minha vida!

Contudo, ele obedeceu ao pai. Manteve contato com seus amigos e anualmente aumentava o número de amigos. Na medida em que os anos se passavam, ele foi compreendendo que seu pai sabia do que falava. Na medida em que o tempo e a natureza realizam suas mudanças e mistérios sobre um homem, amigos são baluartes de sua vida. Passados mais de 50 anos, eis o que aprendi:

O Tempo passa. A vida acontece. A distância separa. As crianças crescem.

Os empregos vão e vêem. O amor fica mais frouxo.

As pessoas não fazem o que deveriam fazer. O coração se rompe.

Os pais morrem. Os colegas esquecem os favores. As carreiras terminam.

MAS... os verdadeiros amigos estão lá, não importa quanto tempo e quantos quilômetros estão entre vocês. Um amigo nunca está mais distante do que o alcance de uma necessidade, torcendo por você, intervindo em seu favor e esperando você de braços abertos, abençoando sua vida!

Quando iniciamos esta aventura chamada vida, não sabíamos das incríveis alegrias ou tristezas que estavam adiante. Nem sabíamos o quanto precisaríamos uns dos outros.

* * *

Já tinha recebido esta mensagem falando no aspecto feminino com relação às amigas-irmãs... É isso! Amizade é o amor que está além de qualquer interesse, quando é verdadeira, é claro!!!

Um dia de luz
beijom

AMOR É A CAPACIDADE DE ESTAR SÓ



Você deveria ser capaz de estar só, completamente só e, ainda assim, tremendamente feliz. Então, você pode amar.

Então, seu amor não é mais uma necessidade, mas um compartilhar, não mais é uma carência. Você não se tornará dependente das pessoas que você ama. Você compartilhará – e compartilhar é bonito.

Mas o que comumente acontece no mundo é: você não tem amor, a pessoa que você pensa que ama não tem nenhum amor em seu ser também, e ambas clamam pelo amor do outro.

Dois mendigos mendigando entre si.

Como resultado, as brigas, o conflito, a contínua rixa entre os amantes – a respeito de coisas triviais, coisas imateriais, coisas estúpidas! Mas continua-se brigando.

O conflito básico surge porque o marido acha que não está recebendo o que tem direito de receber, a mulher acha que não está recebendo o que tem direito de receber.

A mulher acha que foi enganada e o marido também acha que foi enganado.

Onde está o amor?

Ninguém está preocupado em dar, todo mundo quer receber. E quando todo mundo está atrás de receber, ninguém recebe. E todo mundo se sente perturbado, vazio, tenso.

A fundação básica está faltando, e você começa a construir o templo sem a fundação. Ele irá cair, desabar a qualquer momento. E você sabe quantas vezes seu amor ruiu. E, ainda assim, você prossegue fazendo a mesma coisa repetidamente. Você vive em tal grau de inconsciência!

Você não vê o que você tem feito à sua vida e à vida das outras pessoas.

Você continua, como um robô, repetindo o velho padrão, sabendo perfeitamente bem que você já fez isso antes. E você sabe qual tem sido, sempre, o resultado. E lá no fundo você também está ciente de que vai acontecer o mesmo novamente – porque não há nenhuma diferença. Você está se preparando para a mesma conclusão, o mesmo colapso.

Se há algo que você deve aprender do fracasso do amor, é: torne-se mais consciente, mais meditativo. E por meditação eu quero dizer a capacidade de estar alegre sozinho.

Muito raras pessoas são capazes de estarem felizes sem absolutamente nenhuma razão – simplesmente sentar-se em silêncio e completa felicidade! Os outros acharão essas pessoas loucas, porque a idéia de felicidade é que ela tem que vir de alguém.

Você encontra uma linda mulher e você fica feliz, ou você encontra um homem belo e você fica feliz.

Sentar-se em silêncio em seu quarto e feliz?!

Feliz desse jeito!?

Você deve estar louco!

As pessoas vão suspeitar que você está usando alguma droga, que você está chapado. Sim, a meditação é o LSD definitivo. Ela está liberando seus poderes psicodélicos. Está liberando seu próprio esplendor aprisionado.

E você se torna tão alegre, surge uma tal celebração em seu ser, que você não necessita de nenhum relacionamento.

Você pode se relacionar com as pessoas....

E esta é a diferença entre relacionar-se e relacionamento:

* relacionamento é uma coisa: você se apega a ele;

* relacionar-se é um fluxo, um movimento, um processo.

Você encontra uma pessoa, e você ama, porque você tem muito amor disponível.

* * *
OSHO

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Lembretes de Deus


DEZ LEMBRETES DE DEUS

Bhagavan Sri Sathya Sai Baba nos lembra:

1. PAREM DE SE PREOCUPAR: A vida lhe propiciou um golpe e tudo o que você faz é se sentar e se atormentar. Você esqueceu que Eu estou aqui para tomar todos seus fardos e carregá-los para você? Ou você apenas gosta de se enervar com cada coisinha que atravessa seu caminho?

2. COLOQUE NA LISTA: Alguma coisa precisa ser feita ou assumida. Coloque na lista. Não! Não na SUA lista. Coloque na MINHA lista de coisas a fazer. Deixe que EU seja quem cuida do problema.

Não posso ajudá-lo até que você o entregue a Mim. E embora Minha lista de coisas a fazer seja longa, Eu Sou, afinal de contas..., Deus. Eu posso cuidar de qualquer coisa que você colocar em Minhas mãos. De fato, se a verdade alguma vez fosse realmente conhecida, Eu cuido de muitas coisas por você que você nem sequer percebe.

3. CONFIE EM MIM: Uma vez que você entrega seus fardos para Mim, pare de tentar tomá-los de volta. Confie em Mim. Tenha a fé de que Eu vou cuidar de todas as suas necessidades, seus problemas e seus desafios. Problemas com as crianças? Coloque-os na Minha lista. Problemas financeiros? Coloque-os na Minha lista. Problemas com sua montanha russa emocional? Por amor a Mim, coloque-os na Minha lista. Eu quero ajudá-lo. Tudo o que você precisa fazer é pedir.

4. NÃO INTERVENHA, DEIXE-O EM PAZ:  Não levante uma manhã e diga, “Bem, estou me sentindo muito mais forte agora, acho que posso assumir a partir daqui.” Por que você pensa que está se sentindo mais forte agora? É simples. Você Me entregou seus fardos e Eu estou cuidando deles. Eu também renovo sua força e cubro você com Minha Paz. Você não percebe que se Eu lhe desse novamente esses problemas, você voltaria exatamente ao ponto de partida? Deixe esses problemas Comigo e esqueça deles. Apenas deixe-Me fazer Meu trabalho.

5. CONVERSE COMIGO:  Quero que você se esqueça de muitas coisas. Esqueça do que estava deixando você louco. Esqueça das preocupações e aborrecimentos porque você sabe que Eu estou no controle. Mas aqui há outra coisa que eu suplico que você nunca esqueça: Por favor, não esqueça de falar Comigo - COM FREQÜÊNCIA! Eu amo VOCÊ! Quero escutar sua voz. Eu quero que você Me inclua nas coisas que estão acontecendo em sua vida. Eu quero ouvir você falar de seus amigos e família. Orar é simplesmente ter uma conversa Comigo. Eu quero ser seu amigo mais querido.

6. TENHA FÉ: Vejo muitas coisas daqui de cima que você não pode ver de onde você está. Tenha fé em Mim, pois sei o que estou fazendo. Confie em Mim; você não ia querer ver tudo com Meus olhos. Eu continuarei cuidando de você, protegendo-o e atendendo suas necessidades. Você apenas precisa confiar em Mim. Embora Eu tenha uma tarefa muito maior que a sua, parece como se você tivesse imenso trabalho apenas fazendo sua simples parte. Quão difícil pode ser confiar?

7. COMPARTILHE: Ensinaram você a compartilhar quando você tinha apenas dois anos de idade. Quando foi que você esqueceu? Aquela regra ainda se aplica. Compartilhe com aqueles que são menos afortunados do que você. Compartilhe sua alegria com aqueles que precisam de incentivo. Compartilhe seu riso com aqueles que há muito não ouvem risos. Compartilhe suas lágrimas com aqueles que esqueceram como chorar. Compartilhe sua fé com aqueles que não têm nenhuma.

8. SEJA PACIENTE: Consegui organizar tudo de forma que, no período de apenas uma vida, você pudesse ter tantas experiências e tão diversas. Você cresce de criança a adulto, tem filhos, muda de empregos muitas vezes, aprende vários ofícios, viaja a tantos lugares, encontra milhares de pessoas e experimenta tantas coisas. Como você pode ser tão impaciente quando Me leva um pouco mais de tempo do que você esperava dar conta de algo na Minha lista de coisas a fazer? Confie na Minha capacidade de escolher o momento oportuno, pois Meu sentido do tempo é perfeito. Apenas porque Eu criei todo o universo em um instante, todos acreditam que eu devo fazer tudo com pressa, pressa, pressa.

9. SEJA GENTIL: Seja gentil com os outros, pois eu os amo tanto quanto amo você. Eles podem não se vestir como você, ou falar como você, ou levar a mesma vida que você leva, mas ainda assim Eu amo todos vocês. Por favor, tentem se entender, por amor a Mim. Eu criei cada um de vocês diferente em algum aspecto. Seria muito entediante se vocês fossem todos idênticos. Por favor, saiba que Eu amo cada uma de suas diferenças.

10. AME A SI MESMO: Tanto quanto Eu amo você, como você pode não se amar?

Vocês foram criados por Mim por uma única razão – para ser amados, e amar em troca. Eu Sou um Deus de Amor. Ame-Me. Ame seu próximo. Mas também ame a si mesmo. Meu coração dói quando o vejo tão furioso com você mesmo quando as coisas dão errado. Você é muito precioso para Mim. Nunca se esqueça disso.

* * *
Om Sai Ram!!!!

OM SAI RAM!!! OM SAI RAM!!! OM SAI RAM!!!

* * *

Créditos da dedicação, da homenagem prestada, da pesquisa e da montagem da página feita por Fatima dos Anjos.

- - - fonte: http://anjodeluz.ning.com

Sathya Sai Baba, agradecida!

Deus é uno,
mas se usam muitos nomes
para falar sobre esta
Realidade Absoluta.”
Sai Baba


Do livro Sai Baba Gita

“Não há nada que não seja a manifestação de Deus. Não duvidem que o cosmos inteiro esteja saturado com Deus e tudo se contém Nele! Não há um só átomo no universo que não esteja penetrado pelo divino!”

“Nós tentamos encontrar Deus, buscando-Lhe em todo o universo inteiro, mas nunca tratamos de descobrir dentro de nós mesmos, onde Ele realmente mora...”

“Se quiserem paz e querem felicidade, devem viver no amor! Só através do amor acharão a verdadeira felicidade! O amor floresce através de dar e perdoar! Desenvolvam seu amor! Inunde-se de amor!”


“... O amor é a base de tudo. É a qualidade principal que deve ser desenvolvida! Todos os seus pensamentos devem ser inundados na qualidade do amor... Então a verdade se estabelecerá naturalmente em seu coração.”

“A prática espiritual mais importante é a busca de tuas próprias imperfeições e debilidades, e os esforços de livrar-te delas, aproximando-te da Perfeição!”


Do livro Yoga de Ação

“Dentro de vocês há a verdadeira felicidade. Dentro de voces há um oceano poderoso do néctar divino. Busque-o dentro de vocês!”


Das Declarações de Sathya Sai Baba

“O serviço as pessoas é o serviço de Deus!”

“O homem deve dedicar todos os seus bens para servir a humanidade, para servir a todos os seres viventes.”

- - - fonte:http://pt.sathya-sai-baba.org/

* * *

Sai Baba afirma que a sua vinda à Terra, faz parte duma encarnação tríplice de Avatar.

Na sua vida passada Ele foi Shirdi Sai Baba, nesta vida Sathya Sai Baba e encarnará novamente como Prema Sai Baba dois anos depois de concluir a sua segunda encarnação que, segundo o próprio, terá o seu termo aos 96 anos de idade, em 2023.

Questionado sobre como consegue fazer os seus milagres, Sai Baba responde que isso é possível porque ele é Deus e a única diferença entre ele e as outras pessoas, é que ele tem consciência desse fato, enquanto o resto da humanidade ainda não compreendeu essa realidade.

A sua definição de Deus é: "Deus é igual ao homem menos o ego, sendo o ego a crença ilusória na separação, no medo e no egoísmo" continua afirmando que "é a nossa mente que cria a escravidão e é ela também que cria a libertação".

Uma das máximas de Sathya Sai Baba é: "Mãos que ajudam são mais santas que lábios que oram".

* * *

Om Tat Sat

* * *
Créditos da dedicação, da homenagem prestada, da pesquisa e da montagem da página feita por Fatima dos Anjos.
- - - fonte: http://anjodeluz.ning.com

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Sai Baba :) parabens!

"Dois deveres os homens devem realizar:
Um é trabalhar para o bem do Mundo
e o outro, e trabalhar pela liberação da Consciência.

Comecem o dia com amor,
prencham o dia com amor,
passem o dia com amor e terminem o dia com amor,
Este é o caminho para Deus.

A alma nasce neste mundo e viaja através dos reinos
da experiência sensorial para adquirir a consciência de Deus.

Sejam seu próprio Guru,
seu próprio mestre,
a lâmpada existe
dentro de vocês mesmos.
Acendam-na e prossigam sem temor.

Sirvam a todos, porque, fazendo-o, estarão se entregando a MIm.
Tudo aquilo que vocês derem será retribuído por Mim três vezes mais.
Darei aos que dão de si um júbilo e uma felicidade que
estão além das palavras e, mais do que isso.
Eu as conduzirei pela mão pelas sendas cobertas de pétalas de alegria eternas.

Vocês não são indivíduos indefesos e abandonados
que estão submetidos a uma sentença de morte.
Vocês são uma alma eternamente bem-aventurada, nascidos
para gozar uma rica herança, que é sua para requisitá-la.
Porém, muitos de vocês não a pedem.
Tenham Fé em seu destino e trabalhem com alegria para alcançá-La."
Sai Baba




Mestre indiano, nasceu em Puttaparthy, uma pequena vila no sul do país, no dia 23 de novembro de 1926, com o nome de Sathya Narayana Raju.

Desde criança, manifestou poderes paranormais, materializando flores, doces e cinza sagrada (vibuth) para seus amigos. Discursava textos sagrados no antigo idioma hindu, o sânscrito, e discutia filosofia com seus mestres.

Na adolescência, foi picado por um escorpião venenoso e, sem exibir sinais de dor, foi se tornando cada vez mais rígido e quieto.

Ao sair desse estado, revelou ser a reencarnação de Sai Baba, um homem santo hindu morto em 1910 e venerado por seus milagres.

Aos 14 anos, o “Avatar do Amor” declarou que sua missão era se dedicar à regeneração espiritual da humanidade. Passou a ser conhecido então como Sathya Sai Baba.

Seu ashram (centro de retiro), o Prashanti Nilayam (Morada da Paz Suprema), foi construído por seus devotos próximo à vila onde nasceu e inaugurado em 1950. Desde então, milhões de peregrinos para lá se dirigem a fim de meditar e ouvir seus ensinamentos.

Os fiéis são testemunhas dos milagres de Sai Baba, que continuam a ocorrer. Sua filosofia, baseada no amor e na capacidade de transformação do homem pelo despertar do coração, não está dissociada da ação social.

A partir da década de 60, ele iniciou a construção de escolas onde implantou seu método de educação, fundamentado em valores humanos.

Quando os primeiros alunos dessas escolas se aproximaram da idade universitária, o líder espiritual inaugurou três faculdades gratuitas.

Além disso, Sai Baba mantém em sua cidade natal um dos maiores e mais bem equipados hospitais da Ásia, que oferece atendimento médico e cirúrgico

gratuito a milhares de pessoas. Também é obra de Sai Baba o maior projeto de distribuição de água potável do país, que beneficia mais de 1 milhão de indianos.

A verdadeira história da Índia e dos seu Primeiro Grande Avatar - no início da humanidade terrestre - se confunde com a histórica vinda dos Seres de Vênus através de SANAT KUMARA; bem como com a colonização extraterrestre na Atlântida e em outras partes do Planeta e suas colônias na América do Sul.

A Índia é palco de Avatares Extraterrestres há milênios.

Ao norte e ao oeste da India e no deserto do Paquistão sob suas areias ainda podem ser encontradas vestígios das grandes e sofisticadas 7 cidades do GRANDE IMPÉRIO DE RAMA, O PRIMEIRO AVATAR RECONHECIDO PELA HISTÓRIA TERRESTRE.

Este GRANDE IMPÉRIO existiu paralelo à civilização atlânte na metade do seu período há 25.000 anos atrás.

Através da informação sobre este grande Imperio de RAMA é que se pode em nosso tempo ter as melhores provas da existência de Naves e Objetos Voadores naquele período.

O FATO É QUE O POVO DA ÍNDIA NUNCA DEIXOU DE TER SEUS AVATARES E MESTRES POR ALGUMA ESPÉCIE DE MERECIMENTO, BENÇÃO OU GRAÇA.

ALI ESTÃO SERES PELO QUAL A HIERARQUIA MANIFESTA SEU PROPÓSITO DE ACELERAR O GRAU DE CONSICIÊNCIA EM FACE DA TRANSIÇÃO PLANETÁRIA, SENDO BABAJI - O AVATAR DOS HIMALAYAS.

Na religião hindu se acredita que Deus encarna de tempos em tempos para promover o bem-estar da humanidade. A esta encarnação, o Ser Iluminado é chamado de Avatar .

As qualidades do Avatar que mais o distinguem do homem comum é seu completo domínio sobre o mundo físico, incluindo a faculdade de materializar objetos a vontade e faculdades como: a Oniciência, Onipresença e Onipotência, a capacidade de transmitir uma corrente de Amor puro e inegotável. Uma graça especial que transcende todas as circunstâncias do Carma.

SAI BABA É UM AVATAR DE SHIVA, UMA MANIFESTAÇÃO DO TERCEIRO ASPECTO DA TRINDADE INDU: - BRAHMA ( AQUELE QUE CRIA) - VISHNU ( AQUELE QUE SUSTENTA) - SHIVA (AQUELE QUE TRANSFORMA).

SAI BABA AFIRMA QUE NESTA PRESENTE FORMA ELE MANIFESTA AMBOS OS ASPECTOS DE SHIVA ( MASCULINO E FEMININO - SHIVA-SHAKTI).

EIS A RAZÃO DE SEU NOME - SAI BABA - QUE SIGNIFICA MÃE E PAI.

* * *

Onde quer que se dê especial atenção à Verdade, à Paz e ao Amor. Em qualquer religião ou linguagem, seja através de que Mestre for, neste lugar teremos a Religião Eterna - o Sanatha Dharma.

* * *

Diz Sai Baba: " Cada um de vocês tem uma parte importante a cumprir nesta vida. Minha missão atingiu o momento no qual cada um tem uma tarefa a realizar. Este planeta, na galáxia à qual pertenço tem um importante propósito, o qual a todo momento, está aflorando a nossos olhos. Eu os convoco para que irradiem devoção de dentro dos seus corações, e assim, o invisível poder que têm, abrangerá todos que se aproximarem de vocês."

- - - fonte:http://web.prover.com.br/nominato/7.29.htm

* * *

Sathya Sai Baba nos encoraja a reconhecer quem verdadeiramente somos. Não somos estes corpos. Não somos estas mentes. Somos o Ser Eterno que ocupa temporariamente estes corpos e mentes. Podemos apreciar e nos tornar quem realmente somos, voltando-nos para dentro, com fé em Deus e um intenso desejo de conhecê-Lo, pois nossa Consciência (ou Ser Interior) é um reflexo do Ser Supremo.

Segundo Sai Baba, nossa Consciência é o nosso verdadeiro mestre. Quando a seguirmos incondicionalmente, nossos pensamentos, palavras e ações serão nobres e perfeitos. Mantendo-nos em harmonia com nosso Ser Interior, estaremos vivendo a verdadeira Espiritualidade e poderemos chegar a reconhecer nossa Unidade com Deus. E foi exatamente para nos conduzir a este reconhecimento de nossa Divindade, guiando-nos através do caminho do Amor, que o Avatar Sathya Sai Baba nasceu.

Ele declara:
"Eu vim para acender a chama do amor em seus corações e velar para que ela brilhe dia a dia com mais esplendor. Não vim em benefício de uma religião em particular. Não vim em nenhuma missão de publicidade para alguma seita, credo ou causa, nem vim reunir seguidores para alguma doutrina. Não tenho um plano para atrair discípulos ou devotos para o meu rebanho ou para algum outro rebanho. Vim para falar-lhes desta fé unitária, deste princípio átmico, deste Caminho de Amor, desta lei de Amor, deste Dever de Amor, desta Obrigação de Amor."

Sathya Sai Baba exorta seus devotos a viverem segundo o “Código de Conduta” e os “Dez Princípios” que ele definiu para ajudá-los a aperfeiçoarem seu caráter e avançarem espiritualmente.

Ele também os incentiva a colocarem em prática um programa de “Limite aos Desejos”, baseado na busca de uma vida mais simples, evitando o desperdício e direcionando os recursos economizados para o benefício da sociedade.

Através de seus ensinamentos, Sathya Sai Baba tem oferecido um verdadeiro oceano de conhecimento e orientação para aqueles que desejam levar uma vida Espiritual, no sentido mais amplo do termo.

Unidade das religiões - Respeitar todas as religiões e deixá-las florescer. Este é o ensinamento de Sathya Sai. Conhecer as religiões é o primeiro passo para aprendermos a respeitá-las.

- - - fonte:http://www.caminhosdeluz.org/A-157.htm

* * *

Om Tat Sat

* * *


Créditos da dedicação, da homenagem prestada, da pesquisa e da montagem da página feita por Fatima dos Anjos.

- - - fonte: http://anjodeluz.ning.com

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Devoção



A devoção é a única oferenda que tenta Deus. Não O comovem todas as ricas doações e promessas. Mas, ao jardim de uma vida perfumada pela doçura da devoção, Deus sente a tentação de vir. Quando a fragrância da devoção eleva-se incessantemente da rosa de seus corações, a poderosa divindade vem.

O coração do verdadeiro devoto está sempre dizendo:

"Meu Senhor, meu Senhor, eu não quero ser enlaçado no ilusório drama de Tua criação. Não desejo fazer parte dele, exceto para ajudar a estabelecer Teu templo nas almas dos homens. Meu coração, minha alma, meu corpo e mente - tudo pertence a Ti."

Tal devoção alcança Deus. Esse devoto conhece Deus.

Você não deve se concentrar no pensamento de que lhe falta devoção, mas deve esforçar-se para desenvolvê-la. Por que ficar triste pelo fato de que Deus não se apresentou a você? Pense no longo tempo que você O ignorou. Medite mais; aprofunde-se... Mudando seus hábitos, você despertará em seu coração a lembrança do Ser maravilhoso que Ele é; e, conhecendo-O, não há dúvida de que você O amará.

Ame-O, fale com Ele a cada segundo de sua vida, em atividade e em silêncio, com sentimento de profunda oração, com o desejo incessante de seu coração; e você verá a tela da ilusão se dissolver. Ele, que está brincando de esconde-esconde na beleza de flores, nas almas, nas paixões nobres, nos sonhos, virá adiante e dirá:
 
"Você e Eu temos estado separados por muito tempo, porque Eu desejei que você Me desse o seu amor com toda boa vontade. Você é feito à Minha imagem, e eu quis ver se você usaria sua liberdade para Me dar o seu amor".

A prece na qual sua alma está ardendo de desejo por Deus é a única prece efetiva. Você já orou assim alguma vez, sem dúvida; talvez quando desejou algo muito gravemente ou urgentemente precisou de dinheiro - então você incendiou o éter com seu desejo. É assim que você deve desejar Deus. Fale com Ele dia e noite; você verá que Ele responderá.

Lembre-se, em sua vontade está a vontade de Deus. No seu coração, você não precisa amar nada além de Deus, que é um Deus "ciumento". Se você O quiser, tem que ter a vontade para repelir de seu coração todo desejo, exceto o desejo por Ele.

O Conquistador de Corações deseja apenas o seu amor sincero. Ele é como uma criança: alguém pode oferecer a Ele toda a sua riqueza e Ele não aceitar; outro chora a Ele, "Oh Senhor, eu Te amo!" e para o coração de tal devoto Ele vai correndo.

Não busque Deus com segundas intenções, mas ore a Ele com devoção - devoção incondicional, orientada, firme. Quando seu amor por Ele for tão grande quanto o seu apego ao seu corpo mortal, Ele virá a você.

Deus diz:
 
"Ao apelo devocional daquele filho que luta, ora e medita para Me conhecer em corpo, mente e alma como Alegria penetrante e sempre nova - como a Felicidade sempre crescente da meditação - Eu respondo silenciosa e profundamente."

Desperte a devoção! Lembre-se das palavras de Jesus:
 
"Pai, Tu ocultaste estas coisas aos eruditos e aos prudentes, e as revelaste aos pequeninos".

 * * *
Paramahansa Yogananda

domingo, 21 de novembro de 2010

O Amor é a Lei de Deus


NO PRINCÍPIO, HAVIA DEUS.

E NO MEIO, O HOMEM:

NO FIM, O UNIVERSO, PARA INTERAGIR ETERNAMENTE

COM O HOMEM E LEMBRÁ-LO DE QUE DEUS EXISTE.
 


O amor é a Lei de Deus. Viveis para que aprendais a amar. Amais para que aprendais a viver. Nenhuma outra lição é exigida do homem.

E que é amar, senão aquele que ama absorver o amado de modo que os dois sejam um?

A quem ou a o quê devemos amar? Podemos escolher certa folha da Árvore da Vida e despejar sobre ela todo o nosso coração? E o ramo que produziu essa folha? E a haste que sustenta esse ramo? E a casca que protege essa haste? E as raízes que alimentam a casca, os ramos e as folhas? E o solo que envolve as raízes? E o sol, o mar e o ar que fertilizam o solo?

Se uma pequena folha merece vosso amor, quanto mais o merecerá a árvore toda! O amor que corta uma fração do todo antecipadamente se condena ao sofrimento.

Direis: "Mas há muitas e muitas folhas em uma única árvore: umas são sadias, outras são doentes; umas são velhas, outras, feias; algumas são gigantes, outras são anãs. Como poderemos deixar de escolher?"

E dir-vos-ei: da palidez do doente provém a vitalidade do sadio. E dir-vos-ei ainda mais, que a fealdade é a paleta, a tinta e o pincel da beleza; e que o anão não seria anão se não tivesse dado parte de sua estatura ao gigante.

Vós sois a árvore da vida. Cuidado para não dividirdes a vós mesmos! Não ponhais um fruto contra outro fruto, uma folha contra outra folha, um ramo contra outro ramo; nem ponhais o ramo contra as raízes, ou a árvore contra a Terra-Mãe; É exatamente isso que fazeis quando amais uma parte mais do que o restante, ou com exclusão do restante.

Vós sois a árvore da vida. Vossas raízes estão em toda a parte. Vossos ramos e folhas estão em toda a parte. Vossas frutos estão em todas as bocas. Sejam quais forem os frutos dessa árvore; sejam quais forem seus ramos e folhas; sejam quais forem suas raízes, serão vossos frutos; serão vossas folhas e ramos; serão vossas raízes. Se quiserdes que a árvore de frutos doces e aromáticos, se a desejardes sempre forte e verde, cuidai da seiva com que alimentais suas raízes.

O Amor é a seiva da vida. O ódio é o pus da morte. Mas o Amor, tal como o sangue, precisa não encontrar obstáculos para circular nas veias.

Reprimi o movimento do sangue, e ele se tornará uma ameaça, uma praga. E que é o ódio senão Amor reprimido ou Amor retido, tornando-se um veneno tanto para quem alimenta como para o alimentado, tanto para quem odeia como para quem é odiado?

Uma folha amarela em vossa árvore da vida é somente uma folha à qual faltou Amor. Não culpeis a folha amarela.

Um ramo ressequido é somente um ramo faminto de Amor. Não culpeis o ramo ressequido.

Uma fruta podre é somente uma fruta que foi amamentada com ódio. Não culpeis a fruta podre. Culpai antes vosso coração cego e egoísta que repartiu a seiva da vida a uns poucos e negou-a a muitos, negando-a assim a si próprio.

Não há outro amor possível senão o amor a si próprio. Nenhum ser é real, senão aquele que abrange o Todo. Eis porque Deus é amor; porque Deus se ama a si mesmo.

Se o Amor vos faz sofrer, é porque ainda não encontraste vosso próprio ser, nem achastes ainda a chave de ouro do Amor, pois se amais um ser efêmero, vosso amor é efêmero.

O amor do homem pela mulher não é Amor. É algo muito diferente. O amor dos pais pelos filhos é tão-somente o limiar do sagrado templo do Amor.

Enquanto cada homem não amar a todas as mulheres, e vice-versa; enquanto cada criança não for filho de todos os pais e de todas as mães, e vice-versa, deixai que os homens se gabem das carnes e ossos que se apegam a outras carnes e ossos, mas jamais deis a isto o sagrado nome de Amor. Será blasfêmia.

Não tereis um único amigo enquanto vos considerardes inimigo ainda que seja de um único homem. Como pode o coração que abriga inimizade ser um refúgio seguro para a amizade?

Não conhecereis a alegria do Amor enquanto houver ódio no coração. Se alimentásseis com a seiva da vida todas as coisas, menos um pequenino verme, esse pequenino verme sozinho tornaria amarga vossa vida, pois quando amais alguém ou alguma coisa, em realidade somente amais a vós próprios. Do mesmo modo, quando odiais alguém ou alguma coisa, em verdade odiais a vós mesmos, pois quem ou aquilo que odiais está inseparavelmente ligado àquilo ou quem amais, como o verso e o reverso da mesma moeda. Se quiserdes ser honestos com vós mesmos tereis de amar aqueles e aquilo a quem ou a que odiais e aqueles e aquilo que vos odeia, antes de amardes o que amais e o que vos ama.

O Amor não é uma virtude. O Amor é uma necessidade; mais necessidade é do que o pão e a água; mais do que a luz e o ar.

Que ninguém se orgulhe de amar. Deveis respirar o Amor tão natural e livremente como respirais o ar para dentro e para fora de vossos pulmões, pois o Amor não precisa de ninguém que o exalte. O Amor exaltará o coração que considerar digno de si.

Não espereis recompensa do Amor. O Amor é, em si mesmo, recompensa suficiente para o Amor, assim como o ódio é, em si mesmo, castigo bastante para o ódio.

Não peçais contas ao Amor, pois o Amor não presta contas senão a si mesmo.

O Amor não empresta nem pode ser emprestado; o Amor não compra nem vende; mas quando dá, ele dá-se todo inteiro; e quando toma, toma tudo. E seu dar-se é tomar. Conseqüentemente é o mesmo, hoje, amanhã e sempre.

Assim como um poderoso rio que se esvazia no mar é reabastecido pelo pelo mar, assim deveis esvaziar-vos no Amor para que sejais para sempre enchidos de Amor.

A lagoa que retém o presente que o mar lhe dá, torna-se uma lagoa de água estagnada.

Não há "mais" nem "menos" no Amor. No momento em que tentardes graduar e medir o Amor, ele desaparecerá , deixando só amargas recordações. Nem há "agora" nem "depois", ou "aqui"e "acolá" no Amor. Todas as estações são estações do Amor. Todos os locais são próprios para serem habitados pelo Amor.

O Amor não conhece fronteiras nem obstáculos. Um Amor cuja ação é impedida por qualquer obstáculo não merece o nome de Amor. Sempre vos ouço dizer que o Amor é cego, no sentido de que não vê defeitos naquele que é amado. Essa espécie de cegueira é o máximo de visão.

Oxalá fôsseis sempre tão cegos que não encontrásseis faltas em coisa alguma!

Não! É claro e penetrante o olhar do Amor. Por isso ele não vê faltas. Quando o Amor houver purificado vossa visão, não vereis jamais nada que não seja digno de vosso Amor. Só uma vista despojada de Amor, um olho faltoso, está sempre ocupado em encontrar faltas, e quaisquer faltas que encontre, serão suas próprias faltas.

O Amor integra.

O ódio desintegra. Mesmo vosso corpo, perecível como parece ser, resistiria à desintegração, se amásseis com a mesma intensidade cada uma das células que o constituem.

O Amor é paz cheia de melodias da vida.

O ódio é a guerra ansiosa pelos satânicos golpes da morte.

Que preferis: o Amor para gozardes a paz eterna, ou o ódio para estardes sempre em guerra?



Fonte: Internet - Retirado do Livro de Mirdad

sábado, 20 de novembro de 2010

Partida Minha


Deixo como testamento
A minha essência
Diluída no que fui para cada ser

Deixo minha vontade de querer mais e melhor
De tudo que sonhei
De tudo que concretizei
De tudo que compartilhei

Deixo como testamento minha gana de Puro Amor
Meu testemunho especial de sempre acreditar
Que tudo é possível
Que o amor existe
Que a magia espiritual aqui está

Que não achem meu corpo
Porque quando sentir ser minha hora
Farei como os elefantes
Que sabendo do momento da passagem
Desviam-se da manada
Para mergulhar na solitude
E se entregar de volta à plenitude

Neste momento único e singelo
Me entregarei à meditação
E me dissolverei na Real Essência

Serei eu, o próprio Absoluto
Nada de adorações ao corpo inerte
Nem choros desesperados pelo que não volta mais
Mesmo parecendo difícil sorriam por mim
Cantem e dancem felicitando meu divino retorno
Se contentem por minha passagem
De volta aos reinos mais belos e magníficos

Desejo que todos saibamos aceitar
E entender que morrer é renascer
Sendo assim um momento mágico
Em alegria por aquele que se elevou
Vibrem só pensamentos de luz e benção
Por quem fica, o bondoso desapego
Deixando quem necessita seguir
Para os céus da unicidade do Ser

Serei mais uma estrela no céu
Ou um beija-flor encantado
Ou um anjo manisfestado

Em tudo que há

Serei o que quiseres
Uma flor, uma árvore, um pouso seguro
Ou uma nuvem que vem e passa

Serei eu um sorriso de amor
Um anjo a te beijar silenciosamente
Que te visitará na brisa matutina

Sempre que fechares os olhos
Percebendo a ternura da saudade
Assim te mostrarei
Que estaremos sempre juntos
Saiba que neste especial instante
Na profundidade de tão belo
Sentimento de bem-querer

Serei eu, uma chispa de divina luz
A te abraçar carinhosamente
Acalentando teu coração
E te enchendo de pura devoção
Na força da benção imortal de eternamente Ser!

Eu sou o outro em você
Metade de mim estará sempre me ti
A outra metade também
E somos a completa existência
Todos um com todo o Universo

Feche teus olhos
E novamente seremos um
Em profundo amor sublime...

* * *

por mim, Átma

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Aqui e agora, EU SOU!


Como pode expressar-se em palavras
a verdadeira natureza da natureza?
Ela não pode descrever-se.
As palavras somente conseguem indicar
a direção em que ela se encontra.

Kaulavaliya Tantra



- ONDE VOCÊ ESTÁ? Aqui.

-QUE HORAS SÃO? Agora.

-QUEM É VOCÊ? Esse momento!

Caminho das Belezas

"Caminho com a beleza diante de mim
Caminho com a beleza atrás de mim
Caminho com a beleza ao meu lado
Caminho com a beleza acima de mim
Caminho com a beleza abaixo de mim
Caminho com a beleza dentro de mim
Procuro, vejo e louvo a beleza em tudo que existe!"

(Uma oração dos índios navajos)



Ensina-me a reunir
Os fragmentos da minha alma,
Resgatando meu potencial perdido.
Eu busco a unidade.

Permita-me encontrar o perdão,
E abraçar uma nova forma de ser,
Abrindo mão da dor e da raiva
Contra todos que me feriram.

Permita-me curar meu corpo humano,
O veículo sagrado da alma,
Curando todas as desarmonias
Encontradas na Tigela da Cura.

Permita-me a coragem necessária
Para enfrentar os inimigos interiores
Curando minhas fraquezas,
E honrando a guerreira que ali está.

Permita-me honrar a promessa sagrada,
De ser leal à minha busca de totalidade,
Sem nunca abandonar minhas Curas,
Nem o coração que bate em meu peito.

- Jamie Sans – “Dançando o Sonho” – Ed Rocco

* * *

OM Tat Sat OM

Tat Twan Asi, assim é!

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Samádhi em poesia


Levantados os véus de luz e sombra,
Evaporada toda a bruma de tristeza,
Singrado para longe todo o amanhecer de alegria transitória,
Desvanecida a turva miragem dos sentidos.

Amor, ódio, saúde, doença, vida, morte:
Extinguiram- se estas sombras falsas na tela da dualidade.

A tempestade de maya serenou
Com a varinha mágica da intuição profunda.

Presente, passado, futuro, já não existem para mim,
Somente o Eu sempiterno, onifluente, Eu, em toda parte.

Planetas, estrelas, poeira de constelações, terra,
Erupções vulcânicas de cataclismos do juízo final,
A fornalha modeladora da criação,
Geleiras de silenciosos raios X, dilúvios de elétrons ardentes,
Pensamentos de todos os homens, pretéritos, presentes,
Futuros,
Toda folhinha de grama, eu mesmo, a humanidade,
Cada partícula da poeira universal,
Raiva, ambição, bem, mal, salvação, luxúria,
Tudo assimilei, tudo transmutei
No vasto oceano de sangue de meu próprio Ser indiviso.

Júbilo em brasa, freqüentemente abanado pela meditação,
Cegando meus olhos marejados,
Explodiu em labaredas imortais de bem-aventurança,
Consumiu minhas lágrimas, meus limites, meu todo.

Tu és Eu, Eu sou Tu,
O Conhecer, o Conhecedor, o Conhecido, unificados!

Palpitação tranqüila, ininterrupta, paz sempre nova,
Eternamente viva.

Deleite transcendente a todas as expectativas da imaginação,
Beatitude do samadhi!

Nem estado inconsciente,
Nem clorofórmio mental sem regresso voluntário,
Samadhi amplia meu reino consciente
Para além dos limites de minha moldura mortal
Até a mais longínqua fronteira da eternidade,
Onde Eu, o Mar Cósmico,
Observo o pequeno ego flutuando em Mim.

Ouvem-se, dos átomos, murmúrios móveis;
A terra escura, montanhas, vales são líquidos em fusão!
Mares fluidos convertem-se em vapores de nebulosas!
Om sopra sobre os vapores, descortinando prodígios.

Mais além,Oceanos desdobram-se revelados, elétrons cintilantes,
Até que ao último som do tambor cósmico,
Transfundem- se as luzes mais densas em raios eternos
De bem-aventuranç a que em tudo se infiltra.

Da alegria eu vim, para a alegria eu vivo, na sagrada alegria,
Dissolvo-me.Oceano da mente; bebo todas as ondas da criação.

Os quatro véus do sólido, líquido, gasoso, e luminoso,
Levantados.

Eu, em tudo, penetro no Grande Eu.

Extintas para sempre as vacilantes, tremeluzentes sombras,
Das lembranças mortais:
Imaculado é meu céu mental – abaixo, à frente e bem acima;
Eternidade e Eu, um só raio unido.

Pequenina bolha de riso, eu,Converti-me no próprio Mar da Alegria.

* * *

Paramahamsa Yogananda

Prece do Amor Puro


Prece do Amor Puro

Amor puro que reina sobre todo o Universo.
Enche plenamente meu coração e meu corpo
Afim de que eu possa amar com todas as minhas forças
Ao Divino Senhor da Criação,
ao meu próximo e a todos os seres viventes.


Divino Mestre!
Dou graças por tudo que fazes por mim.
Deposito em Ti toda a minha confiança
e todas as minhas esperanças.
Sabedoria Divina!

Reflete-Te continuamente em meu espírito.
Sê minha chama, meu amparo e meu guia.
E assim, marcharei firmemente, no caminho da Justiça e da Verdade.

~ autor desconhecido

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Medite, medite, medite...


”Nadar rio acima é muito difícil, mas cada braçada o faz chegar mais perto da meta e não mais distante. Para superar a exaustão, deve-se ter a jangada chamada meditação (dhyáana). Pela meditação, a fraqueza do corpo físico pode ser superada, a instabilidade de mente pode ser controlada e o progresso em direção à morada da Graça é facilitado. Pode-se, então alcançar a Divindade”.

Sathya Sai Baba

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Apesar...


“Atire ao rio uma pedra que você considere linda....Ela ainda é bela embora você não a veja. Será bela ainda,quando os peixes se tiverem esquecido dela, as plantas da água a encobrirem e ninguém mais, a não ser você e eu, souber que ela já existiu! Saber que vimos e que desfrutamos é saber que o poderemos fazer de novo”

Morris West

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Uma reflexão de como venho sentindo a Arte por Brisa


A arte se manifesta na espontaneidade da creação
Do artista ver nascer do próprio Ser, uma expressão
Genuína do universo que o permeia
Seja este universo palpável, imaginário ou mesclado
O importante é conter na livre creação artística
Uma satisfação intrínseca cerrada nela mesma
A ação em sua realização... Ou a realização em sua ação...
Assim como respirar, a expressão verdadeiramente artística pode nascer

Naturalmente...
sem esforço

Uma necessidade, prazerosa...

E a satisfação pessoal de fluir com o Ser latente...

A cada manifestação, uma fração desperta da própria natureza
O artista então se vê movido por uma força incontrolável
e sedenta por exprimir o que sua essência deve revelar...

E o preenche...

Alimentando-se de si mesmo...

Compartilhando com a vida - visível e invisível -
um fragmento do infinito serviço ao qual vem realizar.
Seja agradável, provocante ou desconcertante...

Só doamos aquilo que temos.
Que não seja em vão
A beleza da creação

--

PS: foi proposital a troca da vogal 'i' pela 'e', da palavra criação


--

Brisa
Artes Visuais e Educação

--
http://www.flickr.com/photos/brisanita/?saved=1
http://sementesdecor.blogspot.com/

sábado, 13 de novembro de 2010

Amor, fonte da vida, é a meta!

"Ao se abrirem com a aurora os botões de lótus,
a flor de minha alma abre-se suavemente para receber Tua luz.
Banha cada pétala de minha mente
com teus raios de bem-aventurança.
Brisa matutina exala o perfume de Tua presença.
Abençoa-me, para que com a aurora que se difunde,
possa eu espargir a todos as pessoas Tua mensagem de amor.
Como a aurora que desperta,
possa eu com minha alma
despertar inumeráveis almas e trazê-las a Ti."
Paramahamsa Yogananda




Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração para de funciona por alguns segundos, preste atenção: pode ser a pessoa mais importante da sua vida.

Se os olhares se cruzarem e, neste momento, houver o mesmo brilho intenso entre eles, fique alerta: pode ser a pessoa que você está esperando desde o dia em que nasceu.

Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante, eos olhos se encherem d'água neste momento, perceba: existe algo mágico entre vocês.

Se o primeiro e o último pensamento do seu dia for essa pessoa, se a vontade de ficar juntos chegar a aperta o coração, agradeça: Deus te mandou um presente: O AMOR.

Por isso preste atenção nos sinais - não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem cego para a melhor coisa da vida: O AMOR.

Carlos Drummond de Andrade

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Escolhas

Escolher o equilíbrio...



Somos o que pensamos. Tudo o que somos emerge de nossos pensamentos. Com nossos pensamentos fazemos o mundo.

Fale ou aja com mente impura e os problemas te seguirão assim como a roda segue o boi que puxa a carroça.

Somos o que pensamos. Tudo o que somos emerge de nossos pensamentos. Com nossos pensamentos fazemos o mundo.

Fale ou aja com mente pura e a felicidade te seguirá como a sombra, invariavelmente.
(Gandhi)

...

O nosso pior inimigo não pode nos magoar tanto
Quanto os nossos pensamentos descontrolados.

Neste mundo a raiva nunda dissipará a raiva
Apenas o amor dissipa a raiva esta é a lei eterna.

(Dhammapada)

sábado, 6 de novembro de 2010

TEMPO

Quem teve a ideia de cortar o tempo em fatias,
a que se deu o nome de ano,
foi um indivíduo genial.
Industrializou a esperança
fazendo-a funcionar no limite da exaustão.
Doze meses dão para qualquer ser humano
se cansar e entregar os pontos.
Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez
com outro número e outra vontade de acreditar
que daqui para adiante vai ser diferente...
....Para você,
Desejo o sonho realizado.
O amor esperado.
A esperança renovada.
Para você,
Desejo todas as cores desta vida.
Todas as alegrias que puder sorrir.
Todas as músicas que puder emocionar.
Para você neste novo ano,
Desejo que os amigos sejam mais cúmplices,
Que sua família esteja mais unida,
Que sua vida seja mais bem vivida.
Gostaria de lhe desejar tantas coisas.

Mas nada seria suficiente...
Então, desejo apenas que você tenha muitos desejos.
Desejos grandes e que eles possam te mover a cada minuto,
ao rumo da sua FELICIDADE!!!


Carlos Drummond de Andrade

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Fraterno Conforto

Dizem que quando o Sol nasce
Surge uma nova canção
Trazida nos raios fulgurantes
Que ao dia alegra e encanta
Vivificando o Ser.

E dizem que quando o Sol se põe
Ressurge uma linda oração
Trazida nos véus da Lua resplandecente
Que a todos acalenta com ternura na noite escura
Preenchendo de prósperas virtudes.

Na canção que trouxe à vida
O abençoado irmão,
Na oração que o leva de volta
Aos planos celestiais.

Reavive a canção dos seres iluminados
E nos encham de bençãos
Intensifique a oração dos Mestres
E nos inflem de amor e paz.

A partida ritualística
Deste pequeno menino maroto,
Querido garoto bondoso
Se concretizou no entardecer
À sombra da grandiosa árvore
Com o beija-flor deixando sua mensagem
Em conforto aos nossos corações...

Abaixo e acima,
Dentro e fora,
No que tudo é:
Simplicidade.

Olhar ao imenso azul do céu,
Tocar a frondosa terra,
Sentir a brisa fresca,
Sensações deliciosas e únicas...

Perceber o sussurrar angelical
No silêncio divino,
Em certeza de tudo bem estar,
Ciente de nosso encontro
Em algum futuro plano astral.

(05/agosto/2005)

* * *

por mim, Átma

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Uma terna despedida...

Como este peito bate acelerado,
Pulsa em tamanha comoção,
Vibrando de tanta emoção...

Só eu sei como bate este coração,
Já saudoso do querido irmão
Que tão cedo partiu.

Longa é a viagem,
Severa é a despedida
A nos ensinar as virtudes
Que o sofrimento traz.

Prezar pelo bom, belo e perfeito
Nas lembranças de um ser tão querido.
Um ser iluminado...

Iluminado sim,
Como todos nós que aqui estamos.
Essência divina que aqui habita
Dentro de cada ser
E que, por vezes,
Deixa-se obscurecer
Enebriando a visão
Perante os véus da insana vida.

Este, um mundo intenso
Que nos prova a cada instante.
Exames fortes, duros e até difíceis...
Testando se é possível ser e viver
Plenamente na eterna mensagem do AMOR
Que os Mestres assim como Jesus falaram.

AMOR, AMOR, AMOR...

Ensinado pelo irmão
Na simplicidade de agir,
Na bela leveza de cativar
Num vôo rápido como o do beija-flor
Que nos enche de alegria
Por tamanha pequenez e beleza.

Até logo lhe digo,
Como ao sol radiante
Neste contínuo e grandioso entardecer
Que logo no outro dia torna a ressurgir
Em raios de luz dourados,
Em vida, vida, vida...

Eterna vida!

Me calo no silêncio de minhas palavras,
Agora tão pequenas para traduzir
Tamanho pesar...

Me recolho na inércia de minhas ações
Agora tão incapazes para manifestar
Tamanho sentir...

Me aquieto na tranquilidade do pensar
Agora tão calmo e cristalino
Medito no equilíbrio do Ser...

Até logo meu irmão
É o que faz confortar
Há de haver um possível breve encontro
Na singela presença imortal
Pelo fato de sermos de Luz...

Mera luz...

(23/julho/2005)

* * *

por mim, Átma

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Vitória Fugaz

Sob a bola de fogo brilhante
Ante a lua fulgurante

O príncipe heróico
Em seu lindo cavalo branco
Galopa ao instante
Levando em suas mãos

A liberdade
A esperança
A paz

Que resplandece por seu manto branco
Vivaz pelo coração do amor
A caminho dos cristais
Purifica-se o ser

Anjos auxiliam na batalha
Anjos anunciam a vida eterna
De suas trombetas de pureza
Voando em suas asas borboletas
Olha-se para baixo
E se vê os pobres mortais
Em suas vidas materiais
Os guerreiros carnais
Com seus cavalos sem par
Estão longe demais
Dos caminhos dos cristais
E dos príncipes espirituais

As cores traduzem
Bem como as palavras
Escritas nas pinturas
Faladas nas gravuras
Ora esculturas

Ainda que sem fim...

Príncipe do manto alvo
Galopante cavalo branco
Leva o amor no coração
Nas mãos a bondade
A distribuir por todos os lares

A liberdade
A esperança
A paz ...

Porque uns não sabem
Outros choram
Outros dormem
Uns já acordaram
Para o feliz despertar
Do novo reino real
A conquista eu vejo
Nos seus olhos espirituais
Tal qual a águia atroz
Àqueles olhares
Do que é direto e penetrante
Guiam ao destino final
A tão vitória esperada

Do amor universal...

* * *

por mim, Átma

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Vida Luz



Fortalecida pelo que a vida dá
E seguir cantante...

Cantarolando a sensação
Do Sol na frequência da luz mágica.

Está tudo mudando,
É só por um tempo,
Nada mais tão longe,
Porque é aqui e agora
E você verá um novo tempo.

Saber, crer e ser
Contigo, comigo e com tudo.
Contudo, apesar dos poréns
Singrando a melodia alegre de seguir adiante
Em frente, minha vida!

Sempre a compartilhar
Que é a dádiva divina do amor...

Fortalecida ainda mais
Por livros e palavras,
Pelas pessoas e mensagens.

Vida bela que a ti agradeço
Pela vida e morte contínua
De tudo e de mim mesma
A cada instante...

Permitindo transformar
E assim também o ser.

* * *
por mim, Átma