Recorda desde a divina matriz o real propósito a que vens AQUI e pelo qual AGORA te manifestas!

Enquanto um diz: Namastê, te saúdo e te reconheço como a sagrada divindade. Em outro lugar, o outro pulsa: In lake´sh, eu sou o outro em você a serviço planetário da compreensão, da aceitação, da cura, da libertação e da realização.

Aquele que tudo vê, nos inspira e responde: "Com visão e esperança danço e canto para o coração divino." Acredito que assim nasce o puro, verdadeiro e divino AMOR, nossa responsabilidade básica.

Aqui e agora é tudo que existe de ETERNO. Respiro e sinto o que simplesmente É e dentro dessa Eternidade, a lembrança IMORTAL: SOMOS UM na Divina Presença.

Seja uno com cada ser-elemento manifesto e a gratidão lhe conecta na fonte de amor e alegria infinita, paz e compaixão infinita, paciência e tolerância infinita.

No espelho do ser, o reflexo D´eus. A união do Todo se traduz num som... OM... AMEM... silêncio!

OM TAT SAT OM...

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Braseiro de AMOR



“No centro do meu coração,
guardo para Ti um trono místico.
 As velas acesas de minhas alegrias
lançam uma luz tênue,
na esperança de Tua chegada.

Quando apareceres,
elas arderão com maior brilho.
Mas venhas ou não, esperarei por Ti,
até que minhas lágrimas
dissolvam toda rudeza material.”

* * *

Paramahansa Yogananda (Meditações Metafísicas)

Nenhum comentário:

Postar um comentário