Recorda desde a divina matriz o real propósito a que vens AQUI e pelo qual AGORA te manifestas!

Enquanto um diz: Namastê, te saúdo e te reconheço como a sagrada divindade. Em outro lugar, o outro pulsa: In lake´sh, eu sou o outro em você a serviço planetário da compreensão, da aceitação, da cura, da libertação e da realização.

Aquele que tudo vê, nos inspira e responde: "Com visão e esperança danço e canto para o coração divino." Acredito que assim nasce o puro, verdadeiro e divino AMOR, nossa responsabilidade básica.

Aqui e agora é tudo que existe de ETERNO. Respiro e sinto o que simplesmente É e dentro dessa Eternidade, a lembrança IMORTAL: SOMOS UM na Divina Presença.

Seja uno com cada ser-elemento manifesto e a gratidão lhe conecta na fonte de amor e alegria infinita, paz e compaixão infinita, paciência e tolerância infinita.

No espelho do ser, o reflexo D´eus. A união do Todo se traduz num som... OM... AMEM... silêncio!

OM TAT SAT OM...

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Madre Tereza, Tudo começa na prece

"Quanto mais nós nos esvaziamos,
mais espaço damos para Deus nos preencher."
Madre Teresa de Calcutá, Tudo Começa com a Prece



A menos que seu trabalho seja feito com amor, ele é inútil. Trabalhar sem amor é escravidão. É fácil amar as pessoas que estão distantes. Nao é fácil amar as que estão perto de nós. É mais fácil dar um prato de comida a um faminto do que abrandar a solidão e o sofrimento de quem precisa de amor em nossa própria casa.
É muito difícil orar se nao sabemos como fazê-lo. Devemos ajudar a nós mesmos a aprender. O mais importante de tudo é o silêncio. Devemos nos acostumar com o silêncio da alma, dos olhos e da língua. Tudo comeca com a prece que nasce do silêncio do coração.

Silêncio do coração, nao somente da boca - ambos sao necessários. Então você poderá ouvir a Deus em todo o lugar: no fechar de uma porta, na pessoa que precisa de você, nas flores, nos animais, aquele silêncio que é maravilha e louvor.

Se prestarmos atenção ao silêncio, será fácil orar. Há muita conversa, muita repetição, tanto no que se fala como no que se escreve. Estando sozinho ou acompanhado, procure a Deus no silêncio. É lá que acumulamos o poder interior, que o distribuímos pela ação, utilizando-o tanto nas tarefas menores quanto nas nossas horas de maior sofrimento.

É muito difícil conseguir o silêncio interior, mas precisamos fazer um esforço. No silêncio encontraremos energia nova e unidade verdadeira para fazer todas as coisas bem feitas. Se você deseja sinceramente aprender a orar, mantenha-se em silêncio.

Se uma criança ainda não foi desvirtuada e ainda não aprendeu a mentir, ela dirá tudo. É o que quero dizer quando me refiro a ser tal qual uma criança. Como aprendemos orar? Orando. Precisamos auxiliar a nós mesmos a aprender. Você pode orar a qualquer hora, em qualquer lugar, não é necessário estar em uma igreja ou seguir qualquer doutrina.

Ame a prece. Para ser melhor, é preciso orar mais. Quanto mais você ora, mais fácil se torna orar e quanto mais fácil, mais você rezará. Você pode orar enquanto trabalha. O trabalho não interrompe a prece, tampouco a prece interrompe o trabalho.

Devemos todo o dia renovar nosso propósito e mover-nos com fervor, como se o fosse o primeiro dia do nosso despertar. Uma simples oração: "Senhor, dá-me a Graça real e verdadeira todo o dia, pois o que tenho feito agora é nada."

Ofereça-se completamente a Deus. Ele o utilizará para realizar grandes coisas, com a condição de que você acredite muito mais no amor d'Ele do que nas próprias fraquezas. Nossas palavras são inúteis, a não ser que venham do coração. A prece é uma alegria. Oremos uns pelos outros, pois essa é a melhor forma de amar uns aos outros.

Esperamos impacientemente pelo paraíso de Deus, mas nós temos em mãos o poder de estar no paraíso aqui e agora. Estar feliz com Deus significa amar como Ele ama, ajudar como Ele ajuda, doar como Ele doa, servir como Ele serve.

OM TAT SAT OM

TAT TWAN ASI

Nenhum comentário:

Postar um comentário