Recorda desde a divina matriz o real propósito a que vens AQUI e pelo qual AGORA te manifestas!

Enquanto um diz: Namastê, te saúdo e te reconheço como a sagrada divindade. Em outro lugar, o outro pulsa: In lake´sh, eu sou o outro em você a serviço planetário da compreensão, da aceitação, da cura, da libertação e da realização.

Aquele que tudo vê, nos inspira e responde: "Com visão e esperança danço e canto para o coração divino." Acredito que assim nasce o puro, verdadeiro e divino AMOR, nossa responsabilidade básica.

Aqui e agora é tudo que existe de ETERNO. Respiro e sinto o que simplesmente É e dentro dessa Eternidade, a lembrança IMORTAL: SOMOS UM na Divina Presença.

Seja uno com cada ser-elemento manifesto e a gratidão lhe conecta na fonte de amor e alegria infinita, paz e compaixão infinita, paciência e tolerância infinita.

No espelho do ser, o reflexo D´eus. A união do Todo se traduz num som... OM... AMEM... silêncio!

OM TAT SAT OM...

terça-feira, 26 de agosto de 2008

Uma poesia do Ser Essencial

Contigo aqui estou
Em cada gota do orvalho e em cada gota da chuva,
Em cada fluir da cachoeira e em cada fluir do rio ao mar,
Em cada raio do sol e em cada raio do luar,
Em cada poeira da terra e em cada pó que o vento carrega,
Em cada folha da árvore e em cada flor do jardim,
Em cada ser animado e em cada ente inanimado,
Em cada existência que vive e em cada essência que morre,
Em cada aparente personalidade e em cada escondida pessoa,
Em cada cheia e em cada seca,
Em cada pedra no caminho e em cada buraco na trilha,
Em fenda aberta e em cada ferida curada,
Em cada amanhecer e em cada anoitecer no alvorecer do SER,
Ainda, aqui estou
Em cada sorriso e em cada lágrima,
Em cada olhar do menino e em cada abraço da menina,
Em cada beijo roubado e em cada beijo dado,
Em cada porta que se abre e em cada janela que se fecha,
Em cada carinho da brisa e em cada conselho do vento,
Em cada palavra e em cada pensamento,
Em cada imagem e em cada sentimento,
Em cada passo e em cada pausa,
Em cada respirar e em cada sintonia
Que se preza em cada conexão que se encontra e que se perde
Continuo...
E em cada vice-versa, aqui estou, ainda,
Em todos os cada de tudo e em nenhum cada de nada
Daquilo que circula no que permanece impermanente
E sigo, contigo, em cada instante que tu existir...

2 comentários:

  1. ...E sempre que sorrir, praticar, nadar, evoluir, chorar, amar, surfar, dançar, cantarolar, fotografar, apreciar, escalar, pedalar, viajar e chegar ao instante presente na infinutude do amor!

    ResponderExcluir
  2. ...E sempre que sorrir, praticar, nadar, evoluir, chorar, amar, surfar, dançar, cantarolar, fotografar, apreciar, escalar, pedalar, viajar e chegar ao instante presente na infinitude do amor!

    ResponderExcluir