Recorda desde a divina matriz o real propósito a que vens AQUI e pelo qual AGORA te manifestas!

Enquanto um diz: Namastê, te saúdo e te reconheço como a sagrada divindade. Em outro lugar, o outro pulsa: In lake´sh, eu sou o outro em você a serviço planetário da compreensão, da aceitação, da cura, da libertação e da realização.

Aquele que tudo vê, nos inspira e responde: "Com visão e esperança danço e canto para o coração divino." Acredito que assim nasce o puro, verdadeiro e divino AMOR, nossa responsabilidade básica.

Aqui e agora é tudo que existe de ETERNO. Respiro e sinto o que simplesmente É e dentro dessa Eternidade, a lembrança IMORTAL: SOMOS UM na Divina Presença.

Seja uno com cada ser-elemento manifesto e a gratidão lhe conecta na fonte de amor e alegria infinita, paz e compaixão infinita, paciência e tolerância infinita.

No espelho do ser, o reflexo D´eus. A união do Todo se traduz num som... OM... AMEM... silêncio!

OM TAT SAT OM...

quarta-feira, 19 de março de 2008

Anjo, quero SER o que eu já sou?

"O caminho ao paraíso é interior.
Agita as asas do amor.
Quando as asas do amor se fortalecerem,
não haverá necessidade de se preocupar com escadas."

Djalal ud-Din Rumi




Estava eu no computador entretida em organizar as fotos da Índia, quando algo me inspirou a abrir a janela. Tarde de um dia entre o sol e a chuva, entre os tons azuis-brancos-cinzas e as nuvens... Linda paisagem por entre as janelas das casas, basta apenas olhar e VER, o belo se manifesta de forma tão sublime e singular.

Momentos singelos da vida plena que se revela a cada instante, tudo é tão belo e sagrado. Há magia encantanda até na beleza do sorriso sem dentes da pessoa simples e pobre, mas repleta de bem-querer.

... silêncio OM...

Que delícia! Mesmo entre a selva de pedra de São Paulo, é possível estar atenta ao chamado e assim ao abrir a janela de mim mesma, ver o que está sempre aqui e dentro. Enquanto fora, respirei a brisa que me relembra a vida em sua beleza onde reside todas as virtudes, riqueza do amor sincero!

... silêncio OM...

Continuei a organizar os arquivos no computador, porém tempo depois na parede o reflexo dourado do pôr-do-sol. Que encanto! E mais um chamado, dessa vez era a chamada "hora dos anjos", um momento angelical que magnificamente reluzia nas nuances celestes.

Também percebi o meu lado anjo, como mensageira de Deus Pai-Mãe, a trazer as boas novas e as pacíficas mensagens de luz amorosa. Fecho os olhos e sinto minhas asas me conduzirem ao alto. Anjo de paz e pureza que somos, entre os desafios dos egos-personalidades-máscaras... Aqui estou e apenas EU SOU!

... silêncio... AUM... silêncio...

De um lado o deslumbre do pôr-do-sol e do outro as nuvens espessas e escuras... Espelhos dos opostos e complementares!

Entre o silêncio e o OM, dessa vez não me contive e fui à janela que dava vista à despedida do sol, só por hoje! Que espetáculo! Subi na escrivaninha do quarto do meu irmão e ali como estátua, me permiti estar e simplesmente SER o instante, apenas na contemplação do que simplesmente É!

A admirar aquele que todo dia cumpre seu papel dentro da contínua diversidade...

É tão claro o fato de que nunca um dia é igual ao outro, nem mesmo um pôr-do-sol é igual e ao mesmo tempo é!

Que complexidade singular e incrível!

E a magia da vida está presente como dádiva para aquele que se permite adentrar no portal atemporal da sincera verdade que nutre a sagrada presença em divina experiência.

AQUI ESTAMOS, vivos! Ouço, vejo e contemplo...

Som dos pássaros
e os raios do sol dourados se espalham,
enquanto passam as nuvens, ligeiras...
Magia, acalento,
silêncio...
OM...
No amor, respiro a inteireza do SER.
Na contemplação, a divina prece.

AgraDEUS'ço!

Universo encantado... ilimitado... infinito... maravilhoso...

OM... silêncio... OM...


"Continuai vosso amor fraternal.
Não vos esqueçais de abrigar estranhos,
porque assim alguns,
sem o saberem, já hospedaram anjos."Jesus Cristo

Nenhum comentário:

Postar um comentário