Recorda desde a divina matriz o real propósito a que vens AQUI e pelo qual AGORA te manifestas!

Enquanto um diz: Namastê, te saúdo e te reconheço como a sagrada divindade. Em outro lugar, o outro pulsa: In lake´sh, eu sou o outro em você a serviço planetário da compreensão, da aceitação, da cura, da libertação e da realização.

Aquele que tudo vê, nos inspira e responde: "Com visão e esperança danço e canto para o coração divino." Acredito que assim nasce o puro, verdadeiro e divino AMOR, nossa responsabilidade básica.

Aqui e agora é tudo que existe de ETERNO. Respiro e sinto o que simplesmente É e dentro dessa Eternidade, a lembrança IMORTAL: SOMOS UM na Divina Presença.

Seja uno com cada ser-elemento manifesto e a gratidão lhe conecta na fonte de amor e alegria infinita, paz e compaixão infinita, paciência e tolerância infinita.

No espelho do ser, o reflexo D´eus. A união do Todo se traduz num som... OM... AMEM... silêncio!

OM TAT SAT OM...

terça-feira, 15 de abril de 2008

Cada ser traz em si uma mensagem...

"Não fiz o melhor,
mas fiz tudo para que o melhor fosse feito.
Não sou o que deveria ser,
mas não sou o que era antes."
Martin Luther King



Sempre Eterno, na imortalidade das existências, a vida é um fluxo do ir e vir tal qual as ondas do mar. Vivemos num oceano de infinito AMOR, LUZ, PODER, HARMONIA e PAZ. Vá até a beira do mar ou esteja dentro dele, veja sua essência, contemple-o na profundidade de suas alturas e realize a percepção e sensação de se unificar a algo que existe, onde só há um perfeito e divino equilíbrio.

“Dentro do coração,
em uma pequena cavidade,
repousa o universo."
Mahanarayana Upanishad

E quem cria a desarmonia e o caos, senão a nossa própria desordem interior que contamina o que está no exterior? Pobres seres que passam fome, que não tem um abrigo ou um acalento! E ricos aqueles que mesmo perante adversidades mantem a presença do espírito, da fé, da aceitação em serena alegria num contentamento ora descontente e dolorido, porém até mesmo assim, com um torpor amoroso e delicado!

O que importa? Dentro ou fora? Se é que algo importa mais do que ser em AMOR e residir nesse estado de unidade?

"As religiões são caminhos diferentes
convergindo para o mesmo ponto.
Que importância faz se seguimos por caminhos diferentes,
desde que alcancemos o mesmo objetivo? "
Mahatma Gandhi


E nesse viver na existência do SER, é justamente nessas idas e vindas das ondas que nos encontramos. É isso! De uma beleza e magia tão incríveis, de uma magnitude sem par!

E pára, tudo... Nessa pausa se entregue ao nada em que habita o silêncio! Vazio de si mesmo, de crenças e de conceitos e de tudo que seja, nada!

Num observar atento, claramente se vê, a natureza está à nossa frente, oferecendo tudo o que necessitamos, a nos nutrir em todos os aspectos, físico-mental-emocional. É ser de novo o recomeço e ao se tornar pequeno na grandeza da criação contínua, estar nesse espaço sutil a germinar a semente, para se compartilhar em flor.

O aparecimento e desaparecimento de pessoas ou coisas, servem para a resolução de karmas passados e assim é possível ir ficando mais consciente de como isso se processa, ainda no desenvolvimento de ver com mais clareza a observar o que desabrocha desde dentro.

Aos poucos tudo ganha um novo prisma, certos detalhes estarão sendo mais esclarecidos, mas o que nos basta, é o agora! Este presente nos é dado para o que devemos viver. Sim, viver o que já é!

Com atenção para daqui em diante cortar esses karmas antes que aconteçam de forma a dar continuidade ao que não mais é necessário!

Um dia quando se está na margem contemplando o oceano, pode aparecer uma garrafinha com uma mensagem dentro e se tem a escolha de entrar em contato ou não com seu conteúdo. É aí que vem mais um recomeço! Cada pessoa traz em si uma mensagem.

São os ciclos como as estações, vem e vão. Em cada ciclo que finda, outro se inicia. E dentro da espiral universal, se pudermos ver com uma visão mais ampla, é possível ver a existência de ciclos infinitos que se intercalam e se intercruzam, circunscritos entre si.

Que sina é o viver a vida, numa intensidade surreal, de uma loucura tão coerente. Dentro do oceano, aceitando tudo que a existencia manifesta, nesse vem e traz algo, enquanto vai e carrega algo novamente.

É o ciclo, muitos ciclos entre o ir e vir... entre o inspirar e expirar... enquanto isso assisto e vivo!

E quero não querer, nem pedir, a primar pela simplicidade do ser. É um fato que se esclarece, quanto menos coisas, melhor! E assim seguimos na luz, aprendendo!

"Quanto mais profunda for a Auto-realização de um homem,
mais ele influenciará o universo inteiro
com suas vibrações espirituais sutis
e menos será afetado pelo fluxo dos fenômenos. "
Paramahansa Yogananda

inté mais.... até Jah... Krishna.... Jesus.... Allah... OM... AMEM

Nenhum comentário:

Postar um comentário