Recorda desde a divina matriz o real propósito a que vens AQUI e pelo qual AGORA te manifestas!

Enquanto um diz: Namastê, te saúdo e te reconheço como a sagrada divindade. Em outro lugar, o outro pulsa: In lake´sh, eu sou o outro em você a serviço planetário da compreensão, da aceitação, da cura, da libertação e da realização.

Aquele que tudo vê, nos inspira e responde: "Com visão e esperança danço e canto para o coração divino." Acredito que assim nasce o puro, verdadeiro e divino AMOR, nossa responsabilidade básica.

Aqui e agora é tudo que existe de ETERNO. Respiro e sinto o que simplesmente É e dentro dessa Eternidade, a lembrança IMORTAL: SOMOS UM na Divina Presença.

Seja uno com cada ser-elemento manifesto e a gratidão lhe conecta na fonte de amor e alegria infinita, paz e compaixão infinita, paciência e tolerância infinita.

No espelho do ser, o reflexo D´eus. A união do Todo se traduz num som... OM... AMEM... silêncio!

OM TAT SAT OM...

sábado, 26 de setembro de 2009

PAZ... Shanti OM!

"O perdão é quietude da mente."
Paramahansa Yogananda, Onde Existe Luz


Quando o homem houver destruído as bactérias mentais da intolerância, da raiva e do temor, e libertado a alma da ignorância, é improvável que sofra de doença física ou de carências mentais.

O homem espiritualmente profundo vive dia e noite num tranqüilo silêncio interior no qual nem as preocupações ameaçadoras, nem mesmo o impacto de mundos colidindo podem intrometer-se.
Viver na ilimitada paz interior da alma, mesmo morando em um barraco miserável, é viver o verdadeiro paraíso.

Viva integralmente cada momento presente e o futuro cuidará de si mesmo. Desfrute plenamente o milagre e a beleza de cada instante. Pratique a presença da paz. Quanto mais você fizer isto, mais sentirá a presença deste poder na sua vida.

O indivíduo pacífico permenece calmo até quando necessita trabalhar; então ele passa à ação, e tão logo termina, volta ao seu centro de calma. Seja sempre calmo, como o pêndulo, que é imóvel, mas pronto para agir sempre que necessário.

Quando você tiver paz em todos os movimentos do seu corpo, paz em seus pensamentos e na sua força de vontade, paz no seu amor e paz e Deus em suas ambições, lembre-se: você conectou Deus à sua vida.

Quando nos tornarmos impregnados com a alegria de fazer os outros felizes, dando-lhes a paz Divina, saberemos então que Deus está Se expressando através de nós.

Quando se perde a riqueza, perde-se pouco; quando se perde a saúde, perde-se algo mais consequente: mas quando se perde a paz da mente, perde-se o tesouro supremo.

A paz é um vinho que flui perpetuamente do lagar de todos os corações. A paz é o alento das pedras, das estrelas e dos sábios.

A paz é encontrada quando nos rendemos ao bem através da devoção. As pessoas que são amáveis, que praticam a quietude interior e que se deleitam com a meditação e com as boas ações, são realmente pacíficas. A paz é o altar de Deus; a condição na qual a felicidade existe.

"Divino Pastor, resgata as ovelhas de meus pensamentos, perdidas no deserto da inquietude, e leva-as a Teu sagrado aprisco de paz."
...
Paramahansa Yogananda

Nenhum comentário:

Postar um comentário