Recorda desde a divina matriz o real propósito a que vens AQUI e pelo qual AGORA te manifestas!

Enquanto um diz: Namastê, te saúdo e te reconheço como a sagrada divindade. Em outro lugar, o outro pulsa: In lake´sh, eu sou o outro em você a serviço planetário da compreensão, da aceitação, da cura, da libertação e da realização.

Aquele que tudo vê, nos inspira e responde: "Com visão e esperança danço e canto para o coração divino." Acredito que assim nasce o puro, verdadeiro e divino AMOR, nossa responsabilidade básica.

Aqui e agora é tudo que existe de ETERNO. Respiro e sinto o que simplesmente É e dentro dessa Eternidade, a lembrança IMORTAL: SOMOS UM na Divina Presença.

Seja uno com cada ser-elemento manifesto e a gratidão lhe conecta na fonte de amor e alegria infinita, paz e compaixão infinita, paciência e tolerância infinita.

No espelho do ser, o reflexo D´eus. A união do Todo se traduz num som... OM... AMEM... silêncio!

OM TAT SAT OM...

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Tao, o caminho

"O maior bem é como a água.
A virtude da água
está em beneficiar todos os seres sem conflito.
Ele ocupa os lugares que o homem despreza.
Portanto, é quase como o Tao."
Lao-Tzu, Tao-Te King


Será capaz de educar a tua alma para que ela abarque a Unidade sem se dispersar?
Serás capaz de unificar a sua força e conseguir a delicadeza de uma criança?
Serás capaz de purificar a tua visão íntima até torná-la imaculada?

* * *
Cria em ti o vazio até o grau mais completo!
Preserva a tua serenidade até o estado mais completo!
Depois, tudo pode elevar-se simultaneamente.

* * *

"(...) Palavras em demasia se esgotam ao serem proferidas. O melhor é guardar o que está no coração.

* * *

Quem conhece os outros é inteligente.
Quem conhece a si mesmo é sábio.
Quem vence os outros é forte.
Quem vence a si mesmo é poderoso.

* * *

(...) O Sábio:
por menosprezar o seu eu, este aparece em primeiro plano.
Ele renuncia ao seu eu e sua essência é preservada.
Não é assim:
Por não querer nada para si, Ele próprio torna-se perfeito?

* * *

A simplicidade que não tem nome gera ausência de desejos.
A ausência de desejos cria a serenidade.
E o mundo se endireita por si mesmo.

* * *




O Céu é eterno e a Terra duradoura.
Eles são duradouros e eternos, por não viverem para si mesmos.

Isso os faz viver eternamente.

* * *

(...)Eu vejo como as coisas evoluem.
Todas as coisas, por mais diversas que sejam, retornam à sua raiz.
Retornar a sua raiz significa serenidade.
Serenidade significa voltar ao destino.
Voltar ao destino significa clareza.
Quem não conhece a eternidade.
Acaba em confusão e pecado.
Mas quem conhece a eternidade torna-se tolerante.

* * *

Lao-Tzu, Tao-Te King
Filósofo da China Antiga, é uma figura central no taoísmo. Laozi significa literalmente "velho mestre", é venerado como um aspecto de deus de formas religiosas do taoísmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário