Recorda desde a divina matriz o real propósito a que vens AQUI e pelo qual AGORA te manifestas!

Enquanto um diz: Namastê, te saúdo e te reconheço como a sagrada divindade. Em outro lugar, o outro pulsa: In lake´sh, eu sou o outro em você a serviço planetário da compreensão, da aceitação, da cura, da libertação e da realização.

Aquele que tudo vê, nos inspira e responde: "Com visão e esperança danço e canto para o coração divino." Acredito que assim nasce o puro, verdadeiro e divino AMOR, nossa responsabilidade básica.

Aqui e agora é tudo que existe de ETERNO. Respiro e sinto o que simplesmente É e dentro dessa Eternidade, a lembrança IMORTAL: SOMOS UM na Divina Presença.

Seja uno com cada ser-elemento manifesto e a gratidão lhe conecta na fonte de amor e alegria infinita, paz e compaixão infinita, paciência e tolerância infinita.

No espelho do ser, o reflexo D´eus. A união do Todo se traduz num som... OM... AMEM... silêncio!

OM TAT SAT OM...

domingo, 25 de janeiro de 2009

Doce aceitação

"A partir deste instante a liberdade
será algo vivo e transparente,
como um fogo ou um rio,
ou como a semente do trigo
e a sua morada será sempre o coração do homem"
Thiago de Mello

Doce aceitação

que me importa o que venha
importa o que seja

o que é
é o que tudo vale

e recebo
aceito
entrego
confio
amo

a verdade nua
a pureza crua

lapidada pelo ser espontâneo
lambuzada pelo crer triunfante

no tesão que nutre a vida
um amor sincero

e eu te agradeço
pela energia trocada
pelo cosmo que repousou na eternidade
dos instantes em que juntos estivemos

a imortalidade de segundos
escorreram nas horas

foram poucos encontros
por onde pessoas passaram
os carros correram
o chão tremeu
pássaros voaram

o universo em tantas canções

e
o dia se foi

enquanto
a noite chegou

o suficiente para inspirar
cativar
alimentar
motivar

o beija-flor trouxe a mensagem
polinizada dentro de nossos corações
sonhos foram ouvidos
e fala se abriu na poesia de nossas vidas

espelhos do Si mesmo

por te beijar sem beijar
por sentir teu sexo sem te tocar
e também por te beijar
por te tocar
por te sentir

a percepção de uma forma além
do que se queira padronizar
numa loucura tão sã

3õ Kátea Miranda

Um comentário:

  1. Olá
    gostei imenso do teu blog,parabéns vou passando.

    um abraço de alma
    Salamandra

    ResponderExcluir