Recorda desde a divina matriz o real propósito a que vens AQUI e pelo qual AGORA te manifestas!

Enquanto um diz: Namastê, te saúdo e te reconheço como a sagrada divindade. Em outro lugar, o outro pulsa: In lake´sh, eu sou o outro em você a serviço planetário da compreensão, da aceitação, da cura, da libertação e da realização.

Aquele que tudo vê, nos inspira e responde: "Com visão e esperança danço e canto para o coração divino." Acredito que assim nasce o puro, verdadeiro e divino AMOR, nossa responsabilidade básica.

Aqui e agora é tudo que existe de ETERNO. Respiro e sinto o que simplesmente É e dentro dessa Eternidade, a lembrança IMORTAL: SOMOS UM na Divina Presença.

Seja uno com cada ser-elemento manifesto e a gratidão lhe conecta na fonte de amor e alegria infinita, paz e compaixão infinita, paciência e tolerância infinita.

No espelho do ser, o reflexo D´eus. A união do Todo se traduz num som... OM... AMEM... silêncio!

OM TAT SAT OM...

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Perdão

O perdão é uma benção. Repasso essa mensagem bonita. Beijos a todos vocês meus amores, recebida da querida irmã e amiga de luz, Flavia Arantes

Desejo a todos uma otima reflexão, que possamos olhar mais as nossas falhas e ajudar mais os outros. A todos uma semana reveladora e realizadora.

Arrependimento e Perdão são as palavras do Senhor Jesus Cristo Filho de Deus, em suas orações. Ele é quem tem piedade de nós!



PERDÃO NOS RELACIONAMENTOS

O perdão elimina tudo o que se coloca entre seu irmão e você. O perdão é a chave para se chegar à paz interior porque é a técnica mental através da qual nosso medo se transforma em amor.

Nossas percepções acerca de outras pessoas freqüentemente tornam-se um campo de batalha entre o desejo do ego de fazer julgamentos e o desejo do Espírito Santo de aceitar as pessoas como elas são. O ego é o grande explorador de falhas. Ele vai atrás de erros em nós mesmos e nas outras pessoas.

O Espírito Santo vai atrás de sua inocência. Ele vê cada um de nós como somos na realidade e, já que somos criações perfeitas de Deus, Ele ama o que vê. Não somos culpados pelas partes de nossa personalidade que têm a tendência de nos desviar do amor - elas são nossas feridas.

Deus não quer nos punir, mas nos curar. E é assim que quer que vejamos as feridas das outras pessoas.O perdão é uma 'memória seletiva', uma decisão consciente de nos concentrarmos no amor e deixar o resto ir embora. Mas o ego é incansável - 'na melhor das hipóteses é desconfiado e, na pior, corrupto'. Ele expõe os argumentos mais sutis e traiçoeiros para expulsar as pessoas de nossos corações.

A máxima dos ensinamentos do ego é: O Filho de Deus é culpado.
A máxima dos ensinamentos do Espírito Santo é: O Filho de Deus é inocente.

O fazedor de milagres conscientemente convida o Espírito Santo a participar de todos os relacionamentos e a nos livrar da tentação de julgar e encontrar erros. Pedimos a Ele que nos livre dessa tendência de condenar.

Pedimos a Ele que nos revele a inocência dentro das outras pessoas, aquelas que devemos ser capazes de ver dentro de nós mesmos.

'Querido Deus, entrego esse relacionamento em Suas Mãos. Querido Deus deixe-me ver essa pessoa através de Seus olhos'.

AMEM

Nenhum comentário:

Postar um comentário