Recorda desde a divina matriz o real propósito a que vens AQUI e pelo qual AGORA te manifestas!

Enquanto um diz: Namastê, te saúdo e te reconheço como a sagrada divindade. Em outro lugar, o outro pulsa: In lake´sh, eu sou o outro em você a serviço planetário da compreensão, da aceitação, da cura, da libertação e da realização.

Aquele que tudo vê, nos inspira e responde: "Com visão e esperança danço e canto para o coração divino." Acredito que assim nasce o puro, verdadeiro e divino AMOR, nossa responsabilidade básica.

Aqui e agora é tudo que existe de ETERNO. Respiro e sinto o que simplesmente É e dentro dessa Eternidade, a lembrança IMORTAL: SOMOS UM na Divina Presença.

Seja uno com cada ser-elemento manifesto e a gratidão lhe conecta na fonte de amor e alegria infinita, paz e compaixão infinita, paciência e tolerância infinita.

No espelho do ser, o reflexo D´eus. A união do Todo se traduz num som... OM... AMEM... silêncio!

OM TAT SAT OM...

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Ilusão


"Nao ha maior cativeiro que a ilusao;
maior força que a disciplina;
maior amiga que a sabedoria;
nem inimigo mais terrivel que o egoismo"
Gheranda Samhita




"Ó Cristo (...)

Grande amante da humanidade desgarrada pelo erro!

Em miríades de corações se têm erguido um invisível monumento ao Supremo Milagre de amor que foram tuas palavras:


'Pai, perdoa-os, pois não sabem o que fazem'.

Retira de nossos olhos as cataratas da ignorância, para que possamos ver a beleza de tua mensagem:


' Ama a teus inimigos como a ti mesmo, pois ainda que tenham a mente enferma, ou estejam adormecidos no erro, são, também, teus irmãos.'

Paramahansa Yogananda
("Sussuros De La Madre Eterna")


"[Ó Espírito] faz-me transparente de pureza
e que se manifeste Tua reconfortante luz dentro de mim.
Aquieta o incessante movimento
do espelho de minha mente
para que eu veja o reflexo de Teu rosto infinito."

"Recolha o leite da paz de Deus no balde do silêncio e da meditação,"
dizia ele, "e, então, tenha muito cuidado para não derramá-lo por meio da conversa fútil e da inquietude".


OM TAT SAT OM

Nenhum comentário:

Postar um comentário